O erro fatal de Francisco, o Papa que foi longe demais.

Por FratresInUnum.com, 24 de junho de 2019 — Foi por causa de um avanço imprudente que se deu a derrota do exército de Napoleão Bonaparte, em Waterloo, em 1815. Um dos maiores gênios da arte da guerra foi vencido por causa de um aparente progresso.

Nestes dias, o Papa Francisco deu um passo importantíssimo para a sua tentativa de reformar (ou deformar) a Igreja Católica. Como noticiamos, a Secretaria Geral do Sínodo dos bispos publicou o Instrumentum laboris, o texto fundamental de trabalho, construído mediante consultas cuidadosamente pilotadas pelo cardeal brasileiro Claudio Hummes.

Resultado de imagem para papa francisco sínodo da amazonia

O texto apresenta a proposta da ordenação de homens casados, mais velhos e índios; sugere a criação de uma nova liturgia que incorpore os elementos indígenas; louva a atuação das Igrejas protestantes na Amazônia e auspicia a invenção de novos ministérios para as mulheres. É o recrutamento da Igreja nas fileiras da revolução tribalista!

A proposta pode parecer caótica, mas obedece a um plano de governo muito bem delineado em Evangelii gaudium, aplicado em Amoris Laetitia e Laudato si, os documentos principais do papa argentino, e agora concretizado num experimento concreto: o sínodo pan-amazônico.

Se as mudanças de Francisco em Vos estis lux mundi e em Sicut mater amabilis colocaram toda a responsabilidade pelos abusos sexuais do clero nas costas dos bispos, o que não foi desapercebido e deixou muitos deles para lá de preocupados, agora, o “avanço” do Papa Bergoglio deixou desconcertados os fieis.

A mídia não tardou em noticiar que o Vaticano está para decidir sobre a ordenação de homens casados e, de repente, muita gente despertou para o fato de que o bispo de Roma está indo “longe demais”.

No caso de Napoleão, a derrota consistiu no exílio na Ilha de Santa Helena, onde morreu em 1821. No caso de Francisco, a derrota não seria nada menos que a perda completa da credibilidade por parte do povo e do clero, pois, embora supremo, o poder do papa não é absoluto. De fato, não pode governar um soberano cuja autoridade seja ignorada. Seria como se, ao posto de um monarca, estivesse um mero ator, cuja encenação fosse encerrada pela desistência do público.

A Providência Divina age por caminhos muito mais altos do que os nossos e, neste sentido, podemos estar diante de uma genuína ação de Deus: um papa que não renunciasse, mas que fosse “renunciado” pela própria imposição dos fatos, exatamente como o rei Saul, quando a unção lhe foi retirada, pois a autoridade já estava sobre o rei Davi.

Um papa não pode usar do poder que tem contra a finalidade para a qual ele foi instituído, nem pode governar contra um povo do qual deveria ser pai. Esta é justamente a diferença entre uma legítima autoridade e uma tirania.

Os bispos e cardeais nunca agirão de motu proprio, mas apenas o farão forçados pelo povo, do qual sua subsistência concreta depende. Aliás, o abuso de poder de Francisco em relação aos bispos e cardeais é enorme: aos primeiros, tratou como coroinhas removíveis de seus ofícios com um decreto; e aos segundos, simplesmente há anos não recebe em colégio, recusando-se a tratá-los como o que são, o senado do romano pontífice.

Temos um papa que manipula as estruturas da Igreja em benefício de suas reformas, completamente à revelia do povo católico, sob o disfarce de uma sinodalidade fingida, tão fingida quanto a sua paternidade sobre a cristandade, à qual não cessa de esforçar-se por transformar em um inferno.

No final das contas, ele mesmo pode se colocar em um inferno, exilando-se voluntariamente num isolamento institucional absurdo, em uma ilha em que terminará por se destruir por completo, sendo que toda a Igreja seguirá um caminho completamente oposto.

Se a lei suprema da Igreja é a salvação das almas, Deus que a instituiu para isso decerto se servirá de todos os recursos para recuperar para si o povo que Francisco tentou cooptar, desviando-o para uma religião totalmente inventada, que perdeu completamente a identidade histórica com o que um dia já foi.

Alguém dizia que Deus permite ao diabo agir com a única condição de que não esconda o rabo. Pois bem… O povo já começou a ver o rabo e, daí, concluirá facilmente onde está o diabo. Há avanços que são apenas o começo do fim e, em nosso caso, temos um papa que já foi longe demais.

Tags:

32 Comentários to “O erro fatal de Francisco, o Papa que foi longe demais.”

  1. Estamos à deriva, tenho um sentimento de orfandade como nunca experimentei com João Paulo II e Bento XVI. Que Deus abrevie esse tormento. Mas as portas do inferno não prevalecerão!

  2. O papa do fim do mundo, como ele mesmo autointitulou.
    O resultado estamos vendo.
    Vem mais…

  3. com todo respeito, com que base vc afirma que o povo entende que o papa foi longe demais ?

    • Eu pessoalmente acho que Bergoglio ja foi longe demais ha muito tempo, espero que voce esteja certo mas tenho minhas duvidas se realmente as pessoas acordaram para o que vem ocorrendo na Igreja desde 1962 de forma mais lenta e recentemente de forma acelerada. Sempre me vem a mente a fabula do sapo que por aumentarem a temperatura da agua de forma lenta acabou cozido.

  4. Texto completíssimo, sem tirar e nem por.

  5. Paulo VI transformou a Igreja num salão de manicure, um grande alarido de conversas fúteis, experimentos cosméticos e vingancinhas contra a comadre ausente. E a frequência deste salão tem piorado notavelmente nos últimos tempos. O povo simples até evita passar perto.

  6. Que falta doravante a esclarecer acerca do Sínodo da Amazonia se Dom Claudio Hummes, o relator dela, numa daqui mesmo, citado numa conferência na PUC-SP, quando abertamente declara sem rodeios que representará para nós autêntico desafio ao Senhor Deus e às suas leis para em breve sua implantação final?
    Dessa forma, sabemos que será do excêntrico Sínodo da Amazonia, senão marginal à Igreja católica, a Verdade, porém, da agenda pagã, já antecipadamente preparada, pois eles querem, de fato uma neo igreja católica, contudo com o perfil regionalista amazônico, a saberem: humanista, ecologista, multiculturalista, indígena, tribalista etc., logicamente apoiado sem delongas pelo comunismo, tributario da maçonaria, associada à maçonaria eclesiástica, e verão que nós jamais nos curvaremos frente a essa jactante, errante e bizarra impostura!
    Bem poderia suceder que o insignificante deus homem planeja ao se afastar do Senhor e se absolutizar, porém, lhe sucederá: “A soberba do teu coração te enganou, ó tu que habitas nas fendas do penhasco, na tua alta morada, que dizes no teu coração: Quem me derrubará em terra?
    Embora subas ao alto como águia, e embora se ponha o teu ninho entre as estrelas, dali te derrubarei, diz o Senhor. Abdias 1 3-4.
    Melhor não poderia estarmos no imenso saber que detemos em varios mais pontos desse falido Sínodo da Amazonia e suas pérfidas intenções, cabendo-nos apenas divulgarmos desde já sua agenda mundanista, politicamente correta – uma das vertentes da Ditadura do Relativismo!
    “Mesmo que desçam à morada dos mortos, minha mão os arrancará de lá; ainda que subam aos céus, eu os farei descer dali; Amós, 9 2.
    Dê-lhe, fratres!
    .

  7. Alguém lembra de um filme sobre duas crianças, cuja mãe volta do hospital com o rosto coberto de bandagens e depois de um tempo, uma das crianças percebe que aquela mulher não é a mãe deles?
    Esta é a sensação que sempre tive, desde que me conheço por gente, visto que nasci em 1971 e só vim a conhecer o rito bizantino e o tridentino em 2015 e 2016.
    Quando conheci os ritos tradicionais foi como rever uma mãe querida após muitos anos ausente.
    De Paulo VI eu apenas lembro quando saiu a notícia de sua morte, foi só em 1978 que soube da existência do Papa, e de João Paulo I só lembro que morreu 33 dias após assumir.
    A mesma sensação eu tive a respeito de João Paulo II, Bento XVI e agora com Francisco I.
    Eu atribuía a minha angústia a falta de fé, mas só agora, tão tarde na vida eu percebi o motivo.
    O 5 º Mistério do Rosário fala ao meu coração, eu encontrei Nosso Senhor entre os doutores da Igreja, que já estão no céu intercedendo por nós. Os doutores de hoje parecem não mais acreditar no Mestre!

  8. Estamos fritos, chega dar um medo..
    Sentimos como se estivéssemos orfaos,até quando q Jesus..
    Q noite escura…

  9. De fato ele já foi longe demais, mas quem vai para-lo? Já dizia um certo encarcerado: “a luta continua”. Muitas comunhões, jejuns, orações e súplicas, terão quer ser feitas, até que Deus dê um basta!

  10. chave. é isso q penso. o texto do fratres é bem escrito, mas me parece mais uma uma opinião pessoal (ou um desejo) do que um fato

    • Acho a mesma coisa. O Nefasto conta com o apoio da populaça beata e da máfia clerical.

      O rebanho do episcopado mundial continuará bovinamente na sua babação, sempre a ruminar algum jeito de tirar algum proveito pessoal no meio do charco. Não haverá reação alguma, pois, para tanto, seria preciso um pouco testosterona, coisa mui rara neste meio.
      Especialmente os “conservadores” continuarão a ler suas apostilas do curso “Mater Ecclesiae” decorando todos os sofimas de Dom Magriço Tavares e sua nouvelle théologie da década de 1950.
      A reforma da Igreja só virá quando o rotundo cadáver embalsamado de Roncalli for levado de São Pedro e sua obra de invencionice for definitivamente sepultada com ele num buraco bem fundo.
      E essa caterva de caipiras que corrompe o povo levando -o ao culto supersticioso de santos do pau oco, pecam gravemente contra o primeiro mandamento e expõem ao ridículo a honra da Igreja.

  11. Concordo que a máscara dele já caiu.
    No entanto, falta citar fatos que comprovem que parte do povo já percebeu a roubada.
    Porque o povo comum, os fiéis que vão nas missas aos domingos, ainda estão ‘boiando’ em relação à malícia deste argentino. A ala tradicionalista sempre foi mais clarividente, e o fato de estarem vendo a máscara que caiu não significa que a maioria dos fiéis também esteja vendo.

  12. Estive na Itália, neste mês de junho. Conversei com várias pessoas católicas praticantes, que na maioria, expressaram preocupação e, às vezes, reprovação, em relação às atitudes e às palavras do Papa Francisco, chegando a vê-lo como inimigo do povo italiano trabalhador em prol dos imigrantes de qualquer espécie.

  13. Nas minhas conversas com amigos e parentes posso observar que a única ressalva que se faz a Francisco consiste apenas em achar que ele, no campo político, talvez por ser mau aconselhado, favorece a esquerda e lhe falta certa fineza.
    Infelizmente, a maioria dos católicos hoje é constituída de ignorantes e hereges, de modo que Francisco pode avançar tranquilamente. E se a sua amiga dançarina de tango, a ladra Cristina, vencer as eleições, Francisco poderá incendiar Roma e dar gargalhadas como Nero, que só Deus poderá contê-lo, porque o mundo continuará a aplaudi-lo.

    • >>>Francisco poderá incendiar Roma e dar gargalhadas como Nero, que só Deus poderá contê-lo, porque o mundo continuará a aplaudi-lo.
      Frase tão horrível e tão verdadeira, mais horrível ainda por ser verdadeira.

    • A cada dia eu agradeco mais a Deus pelo Monsenhor Marcel Lefebvre (e tambem ao apoio dado a ele pelo nosso Bispo de Campos De Castro Mayer) por ter criado a Fraternidade Sacerdotal Sao Pio X que nos preservou a Missa Tridentina e acordou muitos leigos para a revolucao maconica na Igreja ocorrida no Concilio Vaticano II. Realmente e o nosso Santo Atanasio moderno.

  14. Por muito bem falante que o autor deste artigo possa parecer, é apenas uma opinião singular, que não é transversal à opinião dos cidadãos do mundo!

  15. O povo? Que povo?

  16. Confio plenamente no nosso querido e corajoso papa Francisco. Um papa que olha para as pessoas e se interessa verdadeiramente por elas, tomando decisões para que todas se sintam Igreja. Só um coração cheio de amor pode compreender este espírito reformista.

    • Comentários como o seu é que me fazem entender que o castigo enviado por Deus chamado Francisco é merecido.

  17. “e, de repente, muita gente despertou para o fato de que o bispo de Roma está indo “longe demais”.” Onde está a muita gente? Nas CEB’s, tecendo loas ao barbudo? Nas PUC’s da vida, promovendo um anti-catolicismo escancarado? Nas fileiras dos teólogos e filósofos “aggiornatos”? Nas sacristias entupidas de sacripantas de todos os naipes e gêneros? Entre os bispos carreiristas, ávidos pelos despojos do que sobrou de quem acordou cedo e caiu fora? Rezo por estar errado, Fratres, e queira Deus um insight de clarividência esclarecesse vocês. Mas eu não vejo e ainda não vi a massa despertar. Dorme o sono letárgico da morte engolindo insonsas homilias dominicais, querendo rosar suas caras pálidas, enquanto Caronte às guia avante às procelas infernais…

  18. O artigo muito bem elaborado, mas mostra o rancor e ódio contra o vigário de Cristo. Não esqueças o que disse Jesus: Eu sou a videira; e vós os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim nada poderá fazer (Jo 15, 5-6). Meu irmão, desconheces a realidade eclesial da Igreja da Amazónia, África, Ásia e Oceânia carenciada em sacerdotes. O Papa Francisco está simplesmente a reafirmar um ministério da Igreja primitiva. Pedro e outros apóstolos eram casados, tinham famílias e eram fidedignos testemunhas do ressuscitado! Rezarei por si, rezo para que tenhas respeito e amor às muitas necessidades da Igreja.

    • Com todo respeito Padre J. Silva, o problema não é ordenar sacerdotes casados mas o porque a agenda oculta quer impor isso. No início, entre os discípulos de Jesus, certamente havia outros judeus casados além de S. Pedro, havia também um Judas Iscariotes entre eles, mas quando se tornaram Sacerdotes do Deus Vivo e Apóstolos do Senhor, exerciam o Ministério celibatários como também faziam o levitas que se afastavam da família quando à serviço do Templo, o celibato nasceu com o Cristianismo (caso não conheça, recomendo-lhe a leitura do livro “Les origines apostoliques du célibat sacerdotal”, do Padre Chistian Cochini)… Não foi sem razão que concílios e Papas impuseram o celibato durante os séculos e não o revogaram pela escassez de padres nas terras pagãs, nessa “Terra de Santa Cruz”, quantos sacerdotes haviam para converter uma nação inteira? Esse Sínodo da Amazônia é o beijo de Judas na Igreja.

    • “Padre” José Silva, igreja primitiva? Eu não conheço essa igreja, só conheço a de Cristo; preciso aprender a ler mais placas de igrejinhas nas ruas, esses protestantes, viu, é tanta novidade que nem dá pra acompanhar!
      A realidade eclesial na Ásia vai muito bem e obrigado, maior concentração de jesuítas do mundo e logo mais terá o maior número de ordenações do mundo com a vontade de Deus; o mesmo digo da África, que anda muito bem, imensamente melhor do que a Europa mesmo tendo que lidar com o protestantismo animalesco e as pressões islâmicas.
      E digo mais, Pedro foi casado — ele teve uma mulher — Clemente de Alexandria foi o único a falar de uma mulher de Pedro vivendo após o chamado, e sendo que nem ele tinha muita certeza e ninguém mais além dele falou disso nesses termos, é certo que São Pedro perdeu sua esposa antes mesmo de ser chamado por Cristo, como confirma a tradição. Você pode optar por desafiar a tradição, e mais ainda, desafiar a dignidade de São Pedro, que então deveria ter abandonado sua mulher, desprezar um sacramento, para seguir Jesus Cristo, e isso é algo um tanto estranho para se orgulhar, tão estranho é notar que nos relatos da sogra de Pedro, sua esposa, que deveria estar com ele ou com a sogra, não estava com nenhum deles.
      Peço que continue “rezando por si”, é certo que apenas você mesmo ouviria clamor tão destrutivo.

    • “Rancor e ódio contra o vigário de Cristo”.
      Jesus Cristo não tem nada que ver com circo nem com tramoia de padre nenhum, não.
      Além disso, Deus mandou que perdoássemos os nossos inimigos, não os dele.

  19. Reverendíssimo Padre Jose, Sua Benção “Meu irmão, desconheces a realidade eclesial da Igreja da Amazônia, África, Ásia e Oceania carenciada em sacerdotes”. descordo do senhor não é só esses lugares que está carecida em sacerdotes o mundo inteiro está precisando de verdadeiros sacerdotes, tem tantos sacerdotes corrompendo as almas as quais deveriam salvar, que é melhor que se esses lugares estivessem como a amazônia, sacerdotes péssimos fazem mas mal as almas, pelo menos os índios sem sacerdotes se observarem a lei natural serão salvos, com os maus sacerdotes suas almas serão corrompidas e perderam a salvação, a degradação da moral e da doutrina atual da já chegou em um ponto que só interversão divina dará um jeito, eu acredito que logo virá. Louvado seja nosso senhor Jesus cristo para sempre seja louvado e sua mãe maria santíssima salve.

  20. Faz tempo que foram longe de mais. Bento XVI “percebeu” quando tentou costurar a ruptura com a tal hermenêutica da continuação. Na verdade não tem mais como disfarçar, “concertar”. Já viram como os cleaners estão quietinhos. Cade Massimo Borghesi??? Francisco deixa para trás mais que uma “legião”

  21. Texto muito otimista, viu. Sei não. Francisco está com muita saúde, é um idoso durão, e não vai renunciar. O flagelo permanecerá por muito tempo. Preparem os couros, como dizemos aqui no Ceará.

  22. Em 2002 sai do seminário (fui saído) por questionar a postura do então bispo e de vários sacerdotes. Sofri muito. Um dia um colega de seminário me fez uma observação com o intuito de me constranger… mas na verdade ele me fez abrir os olhos e me deixou, dentro do possível muito feliz. Ele me disse: “É… conversando com você logo percebo que vivemos em Igrejas diferentes. Olhando parece a mesma igreja, mas, esmiuçando, é outra fé, outro Deus… enfim, outra religião… você é estranho e excêntrico, bem que o padre “X” (reitor) diz que você é extravagante e esquizofrênico.” MEU DEUS… COMO SOU FELIZ POR SER ASSIM. O tal colega hoje é padre, e eu…ah… eu sou um Zé ninguém extravagante e esquizofrênico. AINDA BEM. E diante de tudo o que está acontecendo, posso dizer em alto e bom som que FOI UM GRANDE LIVRAMENTO.

  23. Não faltam padres, faltam bons padres! Essa desculpa é mais sem sentido como que a culpa da violência são as leis, a repressão às drogas, ao policiamento milita, etc. Em nenhum momento dos Santos Evangelhos se diz que os Apóstolos levaram consigo suas esposas, filhos, sogras, etc. Tudo o que sabemos é que: “Senhor, eis que deixamos TUDO para vos seguir”. Deixaram tudo! Ao jovem rico que tanto o que queria seguir só restava uma coisa: “Vai vende tudo o que tens, e depois vem e segue-me”. São Paulo prega a castidade para àqueles que desejavam se dar pelo Reino. Tantas e tantas vezes Nosso Senhor vai insistir na renúncia de tudo aos seus discípulos, chega ao ponto de dizer que aquele que ama mais sua vida do que a Ele, não é digo dEle. Basta uma leitura rápida às Sagradas Escrituras que se vê que para os chamados levitas a dedicação total e incondicional é recomenda e até exigida, como da própria tribo de Levi, para o serviço do Templo, da santificação das almas. De tal forma que a castidade nunca foi, e nunca será obstáculo para o verdadeiro Padre. Aliás a castidade deve ser o perfume da santidade para casados, solteiros e viúvos. A pureza do corpo nada mais é que o reflexo da pureza de alma. Mesmo casados, perante Deus, podem cometer pecado contra a castidade. Infelizmente essa “marmota” de que é o celibato um problema é totalmente mentirosa e satânica. Nada mais é do que uma maneira de “legalizar” o pecado contra a carne cometido por homens e mulheres que por uma má preparação ou até mesmo mau caráter se escondem nos “cargos” na hieraquia da Igreja. Rezemos pela santificação de nossas almas.