Cai a máscara do isentismo: Dom Cláudio Hummes em evento contra o governo Bolsonaro.

Por FratresInUnum.com, 4 de setembro de 2019 — Com Informações do Estadão — O teatro da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (TUCA) hospedou, anteontem, o evento “Direito já”, protagonizado por partidos de esquerda e centro-esquerda, em oposição aos “retrocessos do governo Bolsonaro”.

Ao lado de dezenas de políticos esquerdistas, pousa ninguém menos que o arcebispo emérito de São Paulo, o cardeal Dom Cláudio Hummes, relator do Sínodo Pan-amazônico, a ser realizado dentro de um mês, em Roma.

Numa entrevista anterior ao próprio Estadão, Dom Cláudio, falando sobre as polêmicas entre o Sínodo da Amazônia e o governo, disse que: “Foi na campanha eleitoral que começou tudo isso. O governo, que se diz de direita, considera a Igreja de esquerda. Mas a Igreja não é partido político. Não é de esquerda. Não aceita essa qualificação, essa etiqueta. A Igreja é para todos”. E, mais adiante: “Esse governo apresentou uma questão sobretudo de soberania nacional. Mas todos sabemos que o Sínodo é da Igreja e para a Igreja. Não é para políticos, militares e outros”.

Ainda ontem, sempre o próprio Estadão, publicou a notícia de que o Vaticano vetou a participação de políticos com mandato entre os participantes do Sínodo, negando o pedido do governo brasileiro, principal interessado nas discussões, uma vez que a maior parte do território amazônico pertence ao Brasil.

Dias atrás, Dom Cláudio afirmou que quem critica o Sínodo da Amazônia “têm interesses muito fortes que se sentem um tanto ameaçados”.

A presença de Dom Cláudio num evento político de aberta oposição ao governo Bolsonaro compromete não apenas a suposta neutralidade política do Sínodo pan-amazônico, mas desmente as suas próprias declarações anteriores. Um verdadeiro escândalo para os católicos do Brasil.

A notícia de que Dom Cláudio pode ser convocado pelo Senado para esclarecer os propósitos do Sínodo fez tremer. O desespero paira sobre a cúria bergogliana.

43 Responses to “Cai a máscara do isentismo: Dom Cláudio Hummes em evento contra o governo Bolsonaro.”

  1. Pois é, ficou claro q a Igreja é de esquerda pura, ou melhor parte dela .
    Mas graças a Deus ele saiu nessa foto.porque assim vem comprovar aquilo q vcs já vem falando e escrevendo.a meses, q esse Sínodo amazônico é de viés político, ninguém tá preocupado com o.povo da amazônica coisa nenhuma, estão querendo sim derrubar nosso presidente …
    Vergonha dos Judas da Igreja !

  2. – Dias atrás, Dom Cláudio afirmou que quem critica o Sínodo da Amazônia “têm interesses muito fortes que se sentem um tanto ameaçados”.-
    Estes cardeal nunca foi tão preciso. É verdade. O povo brasileiro tem interesses muito fortes na Amazônia e realmente se sente ameaçado em sua soberania.
    O Sínodo, por sua vez não passa de deísmo e vejo a sua organização como coisa da América pré-colombiana, quando os astecas arrancavam o coração de suas vítimas, no alto de uma pirâmide, em sacrifício para obter dos deuses proteção para as colheitas e acalmar vulcões.
    A paranoia do ambientalismo nada mais é do que o homem ignorante achando, tal como no passado primitivo, que teria poder para interferir nas ações da natureza.

  3. Que ignorância ! O ato “Direito-Ja” é em favor da democracia, não é questão de direita ou esquerda!

  4. Não é porque o Dom Cláudio seja de esquerda, que o presidente Bolsonaro esteja do lado certo. Os dois estão errados, Católico esquerdista é uma contradição, mas Católico liberal também é. Tanto a esquerda quanto a direita liberal são obras do maligno. O presidente está se unindo com todo tipo de gente maléfica da nossa sociedade e vejo muitos criticando Até o Papa e outras autoridades eclesiásticas e saindo em defesa do presidente liberal que luta contra a Igreja. É um tremendo absurdo um católico está defender o presidente liberal.

    • O senhor tem toda razão. É isso mesmo!

    • Infelizmente o atual Papa é o chefe dessa mafia dentro da Igreja e o pior de todos eles.

    • Concordo com você, está complicado. Tanto direita quanto esquerda são conceitos revolucionários. Passei a década passada toda me apresentando como sendo conservador de direita e minha ficha só caiu no início desta década. Muitos ainda não se deram conta de que quem manda ainda está no poder, mesmo com o Bolsonaro na presidência.

  5. Ta acabadinho né como diz na minha terra, será que chega até o sínodo?

  6. Na verdade, esta máscara nunca existiu de fato. O esquerdismo da CheNBB sempre foi notório, mas é bom que esta foto e outras evidências fiquem escancaradas, para que aqueles que dormem em berço esplêndido acordem de uma vez por todas. Pelo menos,desculpas não terão.

    • Eu acho que as religiões não têm nada que se meter em política e sim tentar manter uma relação normal com o governo. E exercer suas atividades de maneira neutra.

  7. Encaminhado pedido para que Senado Federal exija explicações do Vaticano sobre proposta de Martín Von Hildebrand.
    Caberá a D. Cláudio Hummes e a D. Marcelo Sánchez Sorondo dar explicações ao povo brasileiro sobre até que ponto o Vaticano está ou não comprometido em apoiar o projeto de Martín von Hildebrand.

    Por Hermes Rodrigues Nery, 7 de agosto de 2019

    Em 17 de setembro de 2017, Helena Calle publicou uma reportagem no El Espectador com a foto do globalista Martín von Hildebrand (fundador da OnG Gaia Amazonas e membro da Gaia Foudation, com sede no Reino Unido) apresentando o seu projeto de integração do oceano Atlântico, da Amazônia e dos Andes, o chamado “Corredor Triplo A” ou “Caminho da Anaconda”, ao chanceler da Pontifícia Academia de Ciências, o argentino D. Marcelo Sánchez Sorondo.

    Martin von Hildebrand explicando o Corredor AAA ao chanceler da Academia de Ciências do Vaticano, Mons. Marcelo Sánchez Sorondo

    E explica: “O corredor teria um terço de um dos territórios mais importantes para o meio ambiente global. Atravessaria oito países sul-americanos e envolveria 385 comunidades indígenas e 30 milhões de pessoas.” E mais: “O Corredor Tríplice A é uma ideia que vem sendo fomentada há menos 30 anos e que somente agora, após o compromisso dos países latino-americanos (exceto Equador e Chile) na Cúpula de Paris para reduzir o desmatamento da Amazônia a zero, tem um compromisso político internacional importante”. Em 16 de fevereiro de 2015, o então presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos (que recebeu o Prêmio Nobel da Paz, pelo seu acordo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – FARC), acordo este apoiado pelo papa Francisco, mas rechaçado pela população colombiana em plebiscito, disse que iria propor o corredor ecológico ao Brasil e a Venezuela, entusiasta da proposta de Martín von Hildebrand.

    Segundo o professor visitante de Engenharia Hidráulica na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Rogério Maestri, “se efetuado, o Triplo A seria composto em 62% por território brasileiro, 34% por território colombiano e 4% por território venezuelano. Ou seja, a gestão do ‘corredor’ teria que ser tripartite, o que, de acordo com Maestri, facilitaria a dominação estrangeira da região amazônica, especialmente porque o projeto da Gaia Foundation envolve o conceito de autogestão dos povos indígenas”. Para Maestri, o fato da Gaia Foudation estar envolvida com o corredor AAA sinaliza que há “uma direção em termos de ocupação de espaço por outros países”. E acrescenta: “Se se olha a tradição europeia, vê-se que eles enxergam muito longe… Não é, por exemplo, como o americano, que é um pouco mais intempestivo, que tenta invadir no momento. Os ingleses, europeus, em geral, têm um raciocínio mais em longo prazo. Então eles vão implantando essas pequenas coisas, esse tal corredor ecológico, que pra mim não é um corredor, é uma verdadeira ocupação”. A área coberta pelo corredor Triplo A possui grandes reservas de riquezas naturais (“água, mineiros e biodiversidade”), sendo que “o corredor abarcaria a região acima do Rio Amazonas – partes mais altas que, sendo mais secas, seriam mais aproveitáveis para atividades lucrativas, como a criação do gado”. A proposta do corredor triplo A foi rechaçada pelo Gen. Villas Boas, em twitter, de setembro de 2018, e também pelo presidente Bolsonaro. “Os estados de Amapá, Pará e Roraima seriam dos mais atingidos pelo Corredor”, lembra Luis Dufaur, destacando ainda “a ele pertence 46 % da Amazônia e quase a metade do território a ser absorvido pela futura entidade místico-tribal-ecológica pan-amazônica”. Trata-se do maior corredor ambiental do mundo, que na verdade, significa o primeiro passo para a antiga pretensão de muitos pela internacionalização da Amazônia, unificando as áreas indígenas (as AATIs – Associations of Indigenous Tradicional Authorities), cuja autogestão dos povos indígenas seguiriam as diretrizes da Gaia Foudation, e outros organismos internacionais, dos quais os indígenas seriam reféns de seus interesses políticos.

    O fato é que o Corredor Triplo A, defendido com afã por Martín von Hildebrand, é um atentado à soberania nacional e integridade territorial brasileira. Mas D. Marcelo Sánchez Sorondo, assim como D. Cláudio Hummes, abriram as portas do Vaticano para que Hildebrand participasse de eventos dando palestras, em atitudes de acolhida. Estariam com isso endossando tal iniciativa?

    Por isso, estamos encaminhando ao Senado Federal um dossiê, com amplas informações sobre como diversos organismos internacionais tem agido para buscar o apoio do Vaticano para tais fins. Nesse sentido, caberá a D. Cláudio Hummes e a D. Marcelo Sánchez Sorondo dar explicações ao povo brasileiro sobre até que ponto o Vaticano está ou não comprometido em apoiar o projeto de Martín von Hildebrand. Se não estiver, que façam uma declaração pública inequívoca, para que não paire dúvidas. Apoiar o Corredor Triplo A é fomentar a instabilidade e conflitos na região, com graves conseqüências, que nada tem a ver com a evangelização.

    Hermes Rodrigues Nery é Coordenador do Movimento Legislação e Vida. Email: prof.hermesnery@gmail.com

    Compartilhe!CAIU A MÁSCARA DE UM HIPÓCRITA E PETISTA E COMUNISTA DOM CLÁUDIO HUMMES QUE É MAIS UM FILHOTE DE JUDAS DENTRO DA IGREJA CATÓLICA. PESSOA MENTIROSA E HIPÓCRITA NÃO DÁ ENTREVISTA PARA ÓRGÃO SÉRIO POR QUE SERIA DESMASCARADO.TRAIDOR DO BRASIL, TRAIDOR DA PÁTRIA. AJUDOU A INCITAR O LULA LADRÃO PARA VENDER PARTE DA AMAZÔNIA PARA ONGs CORRUPTAS ESTRANGEIRAS. LULA LADRÃO VENDEU ATÉ RESERVAS INDÍGENAS. ESSE SÍNODO SERÁ O SÍNODO DOS JUDAS ECOLOGISTAS DE MÁSCARA . SÍNODO DOS HIPÓCRITAS QUE TRAÍRAM NOSSO SENHOR JESUS XCRISTO.

  8. Outrora anotei no Facebook de D Hummes: o sr cardeal pertence à maçonaria? Levaria jeito! Nada respondeu — bloqueiou-me até hoje!
    Apreciei bastante esse cenario, pois abriram-se as cortinas do circo-teatro onde se mostrarão ao público seus atores e autores de desafio ao governo da direita do Bolsonario e a todo o povo brasileiro de seus posicionamentos de esquerdistas!
    Inexististindo pois o famoso “em cima do muro – seja teu sim, sim, seja teu não, não – esclareceu mais oficialmente que os comunistas são adeptos mutuamente do papa Francisco, uns do outro e esse o teria como opção de vida e morte; quem sabe?
    Dessa forma, teria-se excomungado automaticamente o papa Francisco, pois há tempos seus comportamentos seriam de um marxista, sem meios termos, o primeiro nesse ostensivo posicionamento anti Igreja católica de forma bastante patente, inquestionável, embora tenhamos há tempos observado cada vez mais adesão!
    Dessa forma, corresponsabilizaria-se por todos os crimes perpetrados até então dessa seita perniciosa e sangue derramado dessa ‘ndranghetta satânica que é oficial e partidariamente centrada no aborto, como os o pestíferos comunismo nazismo e fascismo – hoje imersos os 2 posteriores expressos no primeiro – diferenciando-se-se entre si apenas em pontos acessorios- – iguais no básico – bem sabemos por na 2ª Guerra Mundial eram comparsas, até à traição de Hitler a Stálin!
    há tempos que acompanho o suspeitíssimo cenario e venho citando aqui que os PCs eram adeptos ferrenhos desse demoníaco “SÍNODO DA AMAZONIA”, DAS 2ªs INTENÇÕES, ONDE ENGENDRARÃO MAIS DIRETA E OFICIALMENTE AS DIRETRIZES DA NEO RELIGIÃO NOVUS ORDO MUNDIALISTA-NOM-ANTICRISTO!
    Ótimo, papa Francisco, citado em Marcaantonio Collona, pois num dos trechos de “O papa ditador” que mais causou repercussão é o em que o autor levanta o véu sobre o juízo sobre o Pe Bergoglio, escrito em 1991 pelo superior-geral da Companhia de Jesus, Pe Hans Kolvenbach durante consultas secretas pró ou contra a nomeação do próprio Pe Bergoglio como bispo auxiliar de Buenos Aires.
    Referindo-se a si mesmo, ele teria admitido: “O meu modo autoritário e rápido de tomar decisões levou-me a ter sérios problemas e a ser acusado de ser ultraconservador, mas nunca fui de direita”, então compulsoriamente, como no presente, o papa Francisco já seria considerado como esquerdista pelos seus procedimentos e a apoios aos radicais anti católicos marxistas, idem na Argentina, como antes, tido como um clérigo peronista!

  9. Quem falou que Dom Hummes era isentão? Quem estava nas costas de Francisco no dia escolha dele, na sacada da catedral de São Pedro dizendo: “Olha os pobres, lembre-se dos pobres!”?

    Esse sínodo é uma palhaçada, me mostre algum ensino católico do magistério, vida dos santos,etc, nesses dois mil anos que corroborem esse fanatismo eco-teológico revolucionário? Nada, nada, é nada!

  10. Sempre leio aqui, mas raramente comento.

    Ora, no último domingo correu o país uma foto do Bolsonaro ajoelhado diante de Edir Macedo (um dos líderes que mais hostiliza nossa fé, sobretudo Nossa Senhora), e agora tenho que ver este blog católico tomando o partido desse presidente??

    Reflitam melhor suas posições!

    É certo que a esquerda bergogliana está destruindo a Igreja, mas isso não significa que devam tomar partido dessa laia pseudo-conservadora, que no fundo é tão anarquista, vulgar e anticivilizatória quanto os mais radicais dos comunistas.

    Deveriam ter o bom senso de ficar isentos quando o assunto envolver qualquer tipo de apoio a esse presidente neopentecostal, que de católico só tem o nome.

  11. “…que quem critica o Sínodo da Amazônia “têm interesses muito fortes que se sentem um tanto ameaçados”. Sim, nisto ele está certíssimo! Nós, que criticamos, temos um interesse ameaçado fortemente, e é Fé da Igreja…

  12. Dom Cláudio esqueceu de combinar com Bergóglio, chega a ser hilário seu palavreado isentista de mentirinha… se não fosse trágico!

  13. Apesar de achar que devemos tomar precauções também com o Bolsonaro, não resisto: Dom Claudio Hummes fez Francisco e João Clá !!!!!!!!!!

  14. As leis canônicas não preveem que um cardeal só pode assumir serviços religiosos até os 80 anos? Então por que Dom Mummes segue tão ativo, sendo inclusive um dos que está a frente desse maléfico sínodo?

    • A lei canônica prevê que um cardeal, depois dos 80 anos, perca o direito de votar em conclave para escolher o novo papa, deixando de ser um cardeal-eleitor. Quanto a outras funções, cabe ao Papa designá-lo para o que quiser, se quiser, quando quiser.

    • Não é bem assim, prezado Luciano. O mesmo documento que prevê a idade limite de 80 anos para um cardeal poder votar em um conclave, a carta apostólica “Ingravescentem aetatem” do Papa Paulo VI, também diz em seu artigo 2º que ao completar 80 anos, o cardeal cessa de ser membro de qualquer encargo curial (mesmo que o Papa ainda não tenha aceitado a sua renúncia) e se dirige uma diocese pode até conservar o título, mas não governá-la.

      É claro que o Papa pode designar um cardeal octogenário para a função que quiser e quando quiser, mas tal fato se encaixaria numa exceção à regra. É o mesmo que ocorre com a regra, do mesmo Paulo VI, que limita o número de cardeais eleitores a 120. Nos papados posteriores essa regra foi (e ainda é) diversas vezes “descumprida”.

  15. Se o bispo de roma – vulgo papa – se submeter à antiga tradição inca, asteca e maia de acalmar os deuses sobre uma pirâmide pré-colombiana e permitir que seu coração seja arrancado do peito, eu “me converto” à mãe terra que eles tanto apregoam.

  16. Os posicionamentos deste papa-populista e este sínodo conseguirão unir a maioria dos Brasileiros – aqueles que desaprovam o Presidente Bolsonaro, aqueles que votaram nele contra o PT (partido muito querido pela CNBB) e aqueles que preferiram se abster de votar (visto que ambos os candidatos eram pérfidos) – todos unidos pela defesa da Soberania Brasileira sobre a Amazônia!
    Isso será muito, mas, muitoooooooo ruim para a imagem da Igreja Católica no Brasil.
    Recordo – uma vez mais – que grande maioria dos ingleses foram contrários ao Ato de Supremacia, do Rei Henrique VIII, mas, se juntaram em torno de seu Rei pelo patriotismo!
    Parece que os mais altos escalões hierárquicos da Igreja “fugiram” desta aula de História!
    Triste para nós Brasileiros!
    Somente rezando para Nossa Senhora da Conceição Aparecida e para São Pedro de Alcântara – Padroeiros do Brasil – para que Eles intercedam ao Bom Deus por nossa Terra de Santa Cruz!

  17. Não sou de direita nem de esquerda, sou católico. Mas analisando as palavras do cardeal, parece que a Igreja é para todos, menos para a direita. E que o sínodo será inofensivo, mas parece que ameaçará interesses, então não será tão inofensivo assim.

  18. É engraçado. Todo mundo sabe o que aconteceu com o Brasil e com a Igreja no Brasil nos últimos 50 anos, tomada pela Teologia da Libertação, por pastores tíbios e pelo avanço neopentecostal que em algumas áreas praticamente dizimou a presença católica. E aí nesse cenário de terra arrasada, depois de mais de duas décadas de governos e cultura de massa abertamente hostis à fé católica, vocês queriam o que, que conseguíssemos um Rei Católico?!
    Jair Bolsonaro, um católico batizado “recasado” com uma protestante, é mais um retrato do Brasil de hoje, de um desastre de décadas. Ele não é um liberal (que aliás o detestam), mas foi praticamente o único que apareceu disposto a brigar de verdade com a esquerda, que é o problema mais urgente no momento. Ter um país católico de novo, que produza um presidente 100% católico, será um trabalho árduo e que levará décadas, e só poderá acontecer com auxílio da providência divina, muita oração e trabalho. Até lá é ir com o que temos.

    • Análise verdadeira e acima de tudo humilde, Nossa Senhora interceda por nós. Amém.

    • Mas o problema em relação à religião católica é no mundo todo, a começar pelo Vaticano. Até igrejas na Europa estão sendo vendidas ou alugadas para se tornarem boates, academias, jardins de infância. Parece que as lideranças católicas querem mais é que tudo acabe mesmo, não só o catolicismo como toda ideia de cristianismo.

  19. “(…) não tenhas medo, eu venci o mundo.” (Jo16:33)
    Acredito que com essa afirmação e tantas outras ditas por Nosso Senhor, não temos que temer os inimigos que se encontram até nos altos postos de Sua Santa Igreja. De fato não encontramos em toda história do Povo de Deus que a cabeça visível que representava o Senhor Deus, nunca poderia errar, poderia pecar. Adão pecou, Noé embriagou-se, Abraão chegou a duvidar, Moises não foi digno de entrar na Terra prometida, o Sumo Sacerdote que ‘condenou” Jesus a morte, e tantos outros papas, bispos erram. O que nunca aconteceu é que Deus abandonou o seu povo, pelo menos aqueles que o temiam e o adoravam em espírito e verdade. Outro fato, e de suma importância, é que nós Católicos, pelo menos os verdadeiros e não os “politicamente correto”, temos condição de eleger um presidente verdadeiramente Católico. Simplesmente porque não somo de longe a mairoria que se diz nas pesquisas do IBGE. Basta vermos que dentro da própria Igreja o que não falta é abostistas, libertinos, ateus, seguidores espíritas, de budismo, agnósticos, adoradores da terra, de extraterrestres, etc. Nas eleições municipais do Rio de Janeiro, parte do Clero publicamente assinaram apoio a um candidato expressamente contra Deus. Sim, pois que defende pecados contra a natureza, aborto, diversidade é sim contra Deus. Pior que muitos leigos saíram em defesa desses padres os apoiando com a figura do Papa. Basta ver que o papado está mais para representante da ONU do que para ser Pedro, perseguido e mariizado em nome da Verdade. Entre os males, sempre o menor, vimos que o atual presidente não foi eleito com a maioria dos votos, pois de mais de 147 milhões de eleitores habilitados a votar, ele consegiu uns 55 milhões, se as forças do mal quisessem pelo menos teriam a sua disposição 90 milhões de votos. Curioso é que apoio de padres e bispos, inclusive até missas, eles prublicamente comunistas tiveram. Mas ao Brasil foi dado uma oportunidade de um mal menor. Entranto na questão religiosa, para até cristão a Santíssima Eucaristia é meramente um pedação de pão que muitas seitas evangélicas oferecem como ceia, logo não se estranharia que um cidadão, ainda que se diz católico, entrasse na fila e comungasse normalmente, sabemos muito bem porque se chegou a esse ponto. De outro lado, se papas já entraram em Mesquitas, Terreiros, Sinagogas, quadras de samba, receberam fumaça de índios, beijram livros de outras religiões, fizeram pactos sabe com quem, e mesmo assim voltaram tranquilamente para celebrar a missa. Porque um mero político não poderia comparecer a um tempo protestante, sua esposa é evangélica, e se ajoelhar para receber uma oração? Temos que confesssar que hoje os Católicos não mais se ajoelham até para comungar, quanto menos para receber a benção do ministro, no caso do padre? Ainda podemos ir mais longe, textualmente as orações feitas por minsitros protestantes são mais ricas, textualmente falando, do que muitas orações que hoje se diz na Igreja. Mas tudo isso para dizer que o pior inimigo é aquele que se faz de amigo, e não temos dúvida de que dentro da Igreja está cheio de falsos cristãos que só querem perder as almas. Enquanto do lado de fora, pelo menos os “meios-irmãos” protestantes são mais sinceros do que esses falsos padres, bispos, e até papas. O interesse desse Sínodo é acabar com a Verdadeira Religião Católica por meio da “naturalização e o antropocentrismo” desenfreado com a leberdade sexual, religiosa,levando assim ao paganismo.

  20. É claro que é motivo de muita tristeza ver católicos tendo que defender um presidente pouco firme em sua fé, que mesmo que aparentemente bem intencionado ainda é capaz de dar moral para picaretas do naipe de Edir Macedo, apenas porque os Bispos continuam em grande parte idolatrando um presidiário e sua seita que arruinou o país.

  21. A cena do presidente Bolsonaro ajoelhado aos pés de Edir Macedo é deprimente, mas apoiá-lo é a única opção decente no momento, dada a situação crítica a que o país chegou. Não é possível ficar isento na atual conjuntura, porque os comunistas e todo o establishment querem matar o presidente para impedi-lo de reconstruir o Brasil e reverter o marxismo cultural já implantado.
    Como diz Olavo de Carvalho: “O moralismo isentista condena o meio ao mesmo tempo que absolve o fim. Ele é colaboração ativa – consciente ou inconsciente, pouco importa – com o que existe de pior e mais monstruoso na política mundial. Não se deixem iludir pela farsa da mídia. A corrupção não é o pior dos crimes. O pior é a violência genocida que a corrupção alimenta, e que os isentões escondem sob belas palavras moralizantes. O isentismo é a camisa-de-força psicológica que a esquerda inventou para paralisar liberais e conservadores. O isentismo dá à esquerda o monopólio do discurso ideológico. Só ela pode ter um. Os inimigos dela têm de ser apolíticos. É o truque lógico mais sórdido que os esquerdistas já inventaram.”

    • … O isentismo é a camisa-de-força psicológica que a esquerda inventou para paralisar liberais e conservadores” – concordo Maria, porém, nesse site ninguém crê nessa teoria pois desde que se abordou aqui o tema da encenação que proviria da peça chamada de “Sínodo da Amazonia” caísse no golpe; todos marretam esses bandos de lacaios da NOM nesse farisaico evento, bem de antemão sabendo dos projetos camuflados da peça teatral a ser lançada em outubro pelos irmãos-bodes!
      .

    • O problema é que as mesmas pessoas que governam o Brasil atualmente são as mesmas que governavam o país durante o governo do PT, e tem sido assim desde 1820.
      Bolsonaro não está reconstruindo o Brasil, ele está apenas jogando a última pá de cal.

  22. Máscara, que máscara? Não enganam mais ninguém, todos sabemos de que lado estão (e sempre estiveram).

  23. Por favor, Fratres. Leia este documento preparado para o Sínodo. Vou colar só um trecho que diz que todas as religiões são verdadeiras.

    “De modo semejante, no es justo afirmar que solamente una religión es verdadera y que las demás son decadencia, pues todas ellas revelan el misterio de Dios y revelan las muchas formas que tenemos de caminar en fidelidad y amor hacia Dios” (página 86)

    http://www.amerindiaenlared.org/uploads/adjuntos/201906/1561426087_4WMcHytf.pdf

    • Horrendo. Texto horrendo e monstruoso. Verdadeiro vômito de satanás. Maldita a mão que redigiu esse texto horrendo e monstruoso.
      Alguém duvida que, com advento do argentino simoníaco e tenebroso, satanás se apossou das mais altas esferas da burocracia eclesiástica?
      Bento XVI pode perder a alma de não vier a público dizer o que realmente está acontecendo.

  24. Sobre o Sínodo da Amazônia, confio na capacidade estratégica do presidente Bolsonaro para neutralizar mais esse participante desse teatro maçônico. Afinal, estamos rezando pelo bom andamento do governo e Nossa Senhora está intercedendo.

    • Nossa Senhora está intercedendo para que a Ré Pública ladra, criminosa, facciosa, boçal, analfabeta e cretina, tão bem representada pelo atual messias, acabe de vez e a Monarquia seja restaurada o quanto antes.

      Nossa Senhora está intercedendo para que o Mummes volte logo para o sacórfago.

  25. O país está sob nova direção, o que significa que, mesmo que pessoas que participaram de governos anteriores estejam trabalhando no atual, eles obedecem ao presidente Bolsonaro. Como lembra Olavo de Carvalho, não interessa sua orientação politico-ideológica, mas a quem você obedece. Por isso é tão importante o apoio popular ao presidente, para ele ter o peso de sua autoridade respeitado pelo establishment.

Trackbacks