Por que o Papa Francisco se sente tão desconfortável quando alguém se converte ao Catolicismo?

Por Phil Lawler, LifeSiteNews, 27 de setembro de 2019 | Tradução: FratresInUnum.com: Aqui está o que o Papa Francisco NÃO disse, ao falar com um grupo de jesuítas em Moçambique:

francisco 1Hoje, senti certa amargura ao concluir o encontro com os jovens. Uma senhora se aproximou de mim com um jovem e uma jovem. Indicou-me que faziam parte de um movimento um pouco esquerdista. Ela me disse, em espanhol perfeito: ‘Santidade, venho da África do Sul. Esse garoto era um executivo da indústria do petróleo e se converteu ao ambientalismo. Essa garota era uma bolsonarista conservadora e agora é contra a pena de morte. Mas, disse-me isso de maneira triunfante, como se tivesse feito uma caça, com o troféu. Senti-me incomodado e lhe disse: ‘Senhora, evangelização sim, proselitismo não’.

(As palavras destacadas foram alteradas e “abrasileiradas”, em relação à adaptação de LifeSitenews – o diálogo original segue abaixo).

Quando o Papa fala sobre questões políticas, eu duvido que ele faça qualquer objeção a quem imediatamente aceita a sua orientação. Por que, então, ele desconfia tanto de conversões religiosas, quando almas famintas se apressam para o banquete de Cristo?

* * *

Abaixo, o inacreditável, mas real, trecho do diálogo:

Hoje, senti certa amargura ao concluir o encontro com os jovens. Uma senhora se aproximou de mim com um jovem e uma jovem. Indicou-me que faziam parte de um movimento um pouco fundamentalista. Ela me disse, em espanhol perfeito: ‘Santidade, venho da África do Sul. Esse garoto era hindu e se converteu ao catolicismo. Essa garota era anglicana e se converteu ao catolicismo’. Mas, disse-me isso de maneira triunfante, como se tivesse feito uma caça, com o troféu. Senti-me incomodado e lhe disse: ‘Senhora, evangelização sim, proselitismo não’.

Tags:

10 Comentários to “Por que o Papa Francisco se sente tão desconfortável quando alguém se converte ao Catolicismo?”

  1. Meus caros

    Concordo que sempre há espaço para outras interpretações, mas, por favor, coloquem o post completo:

    http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/592943-a-soberania-do-povo-de-deus-dialogos-do-papa-francisco-com-os-jesuitas-de-mocambique-e-madagascar

    Segue referência feita pelo Papa Francisco da homilia do Papa Bento XVI na Basílica de Aparecida.

    “A Igreja não faz proselitismo. Ela cresce muito mais por “atração”: como Cristo “atrai todos a si” com a força do seu amor, que culminou no sacrifício da Cruz, assim a Igreja cumpre a sua missão na medida em que, associada a Cristo, cumpre a sua obra conformando-se em espírito e concretamente com a caridade do seu Senhor.”
    https://noticias.cancaonova.com/mundo/homilia-do-santo-padre-bento-xvi-em-aparecida/

    • Qual a diferença de “fazer proselitismo” para “crescer por atração”?

    • E como fica a determinação do nosso Senhor?
      “E disse-lhes (Jesus): “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura…..Os discípulos partiram e pregaram por toda parte. O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanhavam.” (São Marcos, 16)

  2. Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo:
    ” E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
    Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. ”

    Marcos 16:15,16

    Mas, segundo o Papa Francisco, Gloriosamente Reinante: SEM PROSELITISMO, ENTENDERAM?

    Seus fundamentalistas…

  3. Espero que Sua Santidade nunca saiba da minha existência, porque eu vim da Igreja Luterana

  4. Há quantos séculos que as sombras dos que atentam contra a Santa Igreja Católica resistem por apenas uns certos tempos, enquanto por aqui passam, perdendo suas vidas em disputas com o Espirito Santo, o Qual sopra na direção aonde quiser?
    Evidente, pois para o papa Francisco, bastante incomodado, são menos dois em seu redil composto de niilistas e ocas ideologias, mas os planos de Deus são infinitamente diferentes das lógicas, supostas sabedorias e cientificismos humanos; comparados frente ao Senhor Deus, não passarem de crianças quando ainda balbuciando sons apropriados às idades – nada mais!
    “Quem pode compreender o pensamento do Senhor? Quem jamais foi o seu conselheiro?”Quem pode compreender o pensamento do Senhor? Quem jamais foi o seu conselheiro? Rm 11 33-34.
    “Por que quem conheceu o pensamento do Senhor, se abalançará a instruí-lo? Is 40, 13. Nós, porém, temos o pensamento de Cristo”. 1 Cor 2,16.
    Sempre estamos a procura de algo que possa nos satisfazer nossas paixões, mesmo leviandades e nos deleitarmos em nossas pseudas sapiencias, que venham atribuir sentido à vida e, razão de burlescas atitudes; por vezes acabamos nos iludindo por acreditar que os bens, a fama, o sucesso profissional, a visibilidade, o aplauso possam preencher a vida. Os que possuem todos os bens se encontram com a mesma sensação de vazio e insatisfação, perdendo-se em vãos pensamentos e atitudes, como acima, de se insatisfazer com os impenetraveis desígnios de Deus!
    O verdadeiro, o Jesus vivo, fala ao coração e transforma a vida aos não refratarios a Ele, podendo mudar efetivamente o tipo de vida, ou continuar a fazer aquilo que fazia antes, ou será outra pessoa, renasceu: encontrou aquilo que oferecerá um sentido, sabor, luz a tudo, mesmo aos cansaços, aos sofrimentos, à propria morte!
    Tudo adquire um novo sentido quando se encontra o tesouro do chamamento à graça de Deus, que Jesus o convida ao Reino de Deus, quer dizer, a Deus que reinará na sua vida, na nossa vida, jamais com o acima, de logo o papa Francisco de desconsertar-se de a mais um agora cristão, ex pagão, ser-lhe possível a salvação – agiria às avessas!

  5. Herege. Simples assim.

  6. Bizarro demais. Tudo bizarro. O garoto trabalhava para uma petrolífera e se “converteu” ao ambientalismo e a garota era uma bolsonarista conservadora e agora é contra a pena de morte.
    Depois o papa fala em evangelização sim, proselitismo não.
    Nada mais faz sentido. Onde foi feita evangelização aí?
    Porque parece que pela resposta do papa a mulher fez o certo porém pelo meio errado. Mas nada indica que ela converteu estas pessoas para Cristo.

  7. Se fosse como defende Francisco então estava errado o centurião que deixava de ser pagão para se converter a Jesus Cristo pedindo a cura do seu servo. E mais errado ainda estaria Jesus Cristo que vendo a sincera conversão atribuiu ao centurião o título de homem de muita fé. Cuidado Francisco no que fala,, porque seu ímpeto de fala ideológica faz indispor-se com os ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo.