Sínodo da Amazônia: ameaça à soberania do Brasil e retorno ao primitivismo.

Príncipe Imperial do Brasil denuncia a histeria sobre a Amazônia como ‘a maior conspiração da imprensa já feita contra nosso país’. 

Por Church Militant, 9 de outubro de 2019 | Tradução: FratresInUnum.com – Membros da família real brasileira, autoridades políticas e líderes tribais condenaram o “politicamente tendenciosos” Sínodo da Amazônia, como “desproporcional em relação à realidade e aos fatos objetivos” e uma “doutrinação” impulsionando os indígenas a “permanecer em seu estado primitivo”.

Image

Sua Alteza Imperial Dom Bertrand de Orleans e Bragança

“Esta é a maior conspiração da imprensa já feita contra nosso país, é uma máquina de mentiras”, Sua Alteza Imperial, o Príncipe Dom Bertrand de Orleans e Bragança afirmou em um vídeo publicado em seu canal oficial. “A Amazônia brasileira não está sob ameaça”.

“O Sínodo não é proporcional à realidade ou aos fatos objetivos”, o princípe católico tradicionalista afirmou em um contra-sínodo realizado em Roma, no sábado.

O descendente do imperador Dom Pedro II desmascarou o mito inventado pelos padres sinodais de que os “índios da floresta devem ser protegidos, porque eles são puros, de modo que não sejam contaminados pelo capitalismo, egoísmo e desejo de lucro”.

“Isso é o contrário do que os verdadeiros índios desejam”, Sua Alteza disse na conferência intitulada “Amazônia: os interesses”, promovida pelo Instituto Plinio Correa de Oliveira, parte [proveniente] do movimento brasileiro Tradição, Família e Propriedade.

“Somos contrários ao comunismo e queremos evitá-lo em nossa pátria. Eu respeito este Papa, rezo por ele, mas a missão da Igreja é salvar almas” e não politizar o debate sobre o clima e a Amazônia, afirmou Dom Bertrand, que escreveu o popular livro em português Psicose Ambientalista, expondo o alarmismo climático.

“A maior parte dos índios brasileiros já são integrados”, afirmou. “Os [progressistas] querem mantê-los na escravidão. A teologia da libertação traz muitos males para o Brasil”.

Padre Jônatas Bragatto, chanceler do Círculo Monárquico brasileiro no Reino Unido, declarou à Church Militant que o Sínodo da Amazônia é uma ameçada globalista de esquerda à soberania do Brasil e que o Príncipe Bertrand, os generais das forças armadas e as autoridades do governo têm levantado essas preocupações há meses, sendo apenas ignorados pela mídia.

“Há grande preocupação em relação à soberania nacional quando a Igreja está sendo usada como instrumento de partidos corruptos de esquerda para impor sua agenda totalitária no Sínodo”, observou Bragatto.

“Eu apoio totalmente o trabalho da família imperial e o que eles têm feito pela fé Católica e pela soberania do Brasil”, acrescentou o missionário do Reino Unido.

Enquanto isso, falando no contra-sínodo, Jonas Marcolino Macuxí, chefe da tribo Macuxi, observou que uma “ditadura” dos missionários ensinando a teologia da libertação buscou impedir o desenvolvimento na região, deixando, assim, o povo indígena na pobreza e miséria.

Criticando a narrativa do “primitivismo”, Marcolino descreveu como o canibalismo e o infanticídio eram ambos parte da cultura tribal religiosa que o Sínodo da Amazônia está exaltando como virtuosa.

“O canibalismo acabou, mas não a matança de bebês”, afirmou.

“De acordo com as religiões tradicionais, quando uma criança nasce com um defeito, é enterrada viva, e isso continua a acontecer”, ele explicou. “Essas coisas estavam acabando; mas, agora, com a idéia de que se deve voltar ao primitivismo, elas continuam”.

“Os teólogos da libertação estão promovendo a ideia de que os índios que ainda vivem de maneira primitiva são muito felizes, vivendo em um paraíso, etc”, continuou. “Eles querem promover essa idéia a todo mundo. Mas isso não é verdade. É falso. Não estamos vivendo em um paraíso. É uma vida muito difícil; as pessoas têm insetos em toda parte, morcegos em casa”.

Ele continuou lamentando a situação econômica: “Deveriam nos permitir desenvolver nossa economia, porque a região é muito rica. Todos os recursos naturais estão lá. Mas, nas reservas indígenas, não podemos tocá-las, e isso em detrimento do povo que vive lá”.

Antes, o General Eduardo Villas Boas, ex-comandante do exército brasileiro, afirmou que o Sínodo da Amazônia é “politicamente tendencioso” e “pautado por uma série de dados distorcidos que não correspondem à realidade do que ocorre na Amazônia”.

Villas Boas, atualmente conselheiro do Gabite de Segurança Institucional da presidência na gestão conservadora de Jairo Bolsonaro, expressou preocupação com o que pode sair no relatório final do Sínodo da Amazônia: “Agora, sejamos claros: não admitiremos interferência em assuntos internos de nosso país”.

“Mas estamos preocupados com as resoluções do Sínodo, que poderiam levar à interferência (com assuntos da soberania nacional)”, afirmou.

A autoridade das forças armadas dispensou a romantização dos povos tribais.

“A idéia de que colocar uma redoma sobre as comunidades indígenas promoverá a preservação de suas culturas não é verdadeira, pois os índios sentem que lhes é negada a possibilidade de evoluir”, declarou. “Eu nunca fui a uma aldeia sem receber dos índios uma lista de pedidos por eletricidade, internet, saúde, escola e atividades econômicas para apoiá-los”.

13 Responses to “Sínodo da Amazônia: ameaça à soberania do Brasil e retorno ao primitivismo.”

  1. Está tendo um contra-sínodo?

  2. A análise do príncipe é correta, mas olhou metade da questão.

    A outra, para mim mais importante, são as eventuais conclusões com disfarce de teológicas desse encontro.

    Aí é que está o verdadeiro perigo, no espalhar heresias ao mundo católico sob a chancela da Sé de Roma, a partir das conclusões a que chegarem esses prelados avermelhados (outra fumaça do diabo: padre comunista).

    Triste é sermos ponto de partida para mais descabelanças em matéria de fé. Pacha mamma que o diga!

    • A família real brasileira deve tomar muito cuidado com a esquerda no Brasil e no mundo.
      Os comunistas, marxistas-leninistas, trotkistas, teólogos da libertação e outras “avis rarae” da sinistra socialista mundial costumam matar monarcas e seus descendentes e apregoam, no mínimo, a sua extinção do planeta de qualquer dinastia.
      O povo brasileiro deve ficar atento a futuras rebeldias e conspirações neste sentido.

  3. Paulo 6 foi uma espécie de Deodoro da Fonseca, não é? Sem talento, sempre bafejando o poder e por este beneficiado para, depois, trair o benfeitor, cuspir no prato que comeu e detonar o que estava feito e aprimorado.

    • Leitura perfeita do personagem, tanta semelhança parece ser confortável para dizer que inventaram em oculto uma máquina do tempo e que Deodoro virou padre.

  4. Me chamou a atenção. .até agora…da total falta de menção a Nossa Senhora de Nazaré. ..cuja devoção atrai milhões de pessoas de todas as classes em Belém do Pará todos os anos…a verdadeira Rainha da Amazônia.

    • Também pensei sobre isso. A Amazônia já tem, por assim dizer, a sua Nossa Senhora! É Nossa Senhora de Nazaré!
      Mesmo que a verdadeira imagem de Nossa Senhora da Amazônia não seja a que muitos estão pensando, achei como que uma criação humana desnecessária, por já ter há alguns séculos a devoção nascida no Pará.

  5. Interessante esse texto!

    Em relação ao líder indígena Jonas Marcolino, se não me engano as palavras que o texto cita dele estão nesta entrevista. Vejam!

  6. … Enquanto isso, falando no contra-sínodo, Jonas Marcolino Macuxí, chefe da tribo Macuxi, observou que uma “ditadura” dos missionários ensinando a teologia da libertação buscou impedir o desenvolvimento na região, deixando, assim, o povo indígena na pobreza e miséria” sendo isso a realidade, porém, como a TL e os PCs todos são miserabilizantes do povo, são uns desequilibrados mentais e impostores, o acima é a realidade!
    … “A maior parte dos índios brasileiros já são integrados”, afirmou. “Os [progressistas] querem mantê-los na escravidão. A teologia da libertação traz muitos males para o Brasil”, mas as esquerdas escravagistas nem querem saber de nada que se oponha a elas, discriminam seus opositores à base do ” todos os meios justificam os fins”, inclusive de recorrerem ao terrorismo e a execuções em massa!
    Os comunistas-maçonaria representados pelas esquerdas e PCs em geral estão coirmanados nesse audacioso e ousado Sínodo da Amazonia, e o papa Francisco seria franco apoiador delas, como sendo pró famigerada TL, coligado com as esquerdas, querendo passar por uma de católica para mais facilmente enganar os incautos – embora muitos católicos já acusam certos elementos como alguns de seus párocos de esquerdistas!
    Enquanto isso, o papa Francisco está avaliado e pessimamente conceituado pelos seus procedimentos favoráveis às esquerdas, de tão mal visto, que diversos nas redes já chamam de papa comunista e apoiar sanguinarios ditadores, como Maduro etc.!
    Se as despóticas esquerdas que vêm perdendo terreno em todo o mundo estão a seu lado, podemos ter certeza de ele beneficiar essas ideologias maléficas, as marxistas, pois se procedesse como o papa Bento XVI, talvez a maçonaria já estaria ferozmente o criticando na midia quase geral; no entanto, ocorrendo ao contrario – e comprovando esse fato, todos pararam de perseguir a Igreja católica – inclusive a ameaçando de a levar ao Tribunal de Haia!
    Abaixo com os que forem esquerdistas e dando suporte a esse anti católico, anti Cristo Jesus, oportunista e e inescrupuloso Sínodo da Amazonia!
    “Seus chefes estão no meio dela como leões que rugem; seus juízes são como os lobos da noite que nada guardam para a manhã seguinte. Seus profetas são jactanciosos e impostores; seus sacerdotes, profanadores de coisas santas e violadores da lei”. Sof 3 3-4

  7. Ameaça a soberania nacional…Menos, menos…Que exagero…
    Como todo evento da Igreja hoje em dia , depois que acabar, ninguém mais ouvirá falar sobre o assunto.
    Tudo vai acabar em nada…Apenas energias desperdiçadas.

  8. Socorra-nos Mãe de Deus e nossa, pois o Brasil ex católico e agora ideologizado está na pior crise geral; seus maiores conspiradores – a começarem dos de dentro da Igreja para obterem uma maior eficiencia – usaram de devoção à Senhora como parte de impor o totalitarismo das ideologias marxistas; incluiria-se o papa Francisco, anti mariano, por se associar às esquerdas, anti vosso Filho, o Cristo Jesus e a Vós mesma!
    Aliás, entrado para o múnus em Roma, por relatos de jornalistas objetivos e imparciais o papa Francisco, tudo com a melhor intenção deles, verá seu rosto desconhecido, revolucionario, interesse no poder e colocar tudo sob seu controle, caráter vingativo aos opositores, falsa humildade e sua capacidade de enganar a outrem, o último desses supostos blefes foi dizer que foi a Roma, surpreendendo-se em ser eleito papa!.. .
    Um de seus grandes delatores morreu em um inexplicável acidente de trânsito e talvez tenha sido um acidente real, mas a outra opção não deve ser negligenciada, e é um componente muito importante dos maiores inimigos da Igreja para destruí-la e até mencionar sobre isso com bons conhecimentos de suas estranhas condutas pode ser perigoso.
    Esse papa considera estar indo muito bem em ser dúplice aos incautos para levá-los os à perdição, papel muito delicado que apenas um grande mestre da decepção pode desempenhar, e crê estar indo bem por julgar a Igreja católica tradicional maléfica e deverá ser destruída, para que o verdadeiro cristianismo universal de toda a humanidade possa finalmente ser alcançado – pró Ditadura do Relativismo – que é salvo de antemão pelo próprio fato da Igreja – Encarnação!
    Faria o papel de Judas e aos gnósticos esse personagem foi decisivo, portanto, acredita que está realizando uma grande missão, mas para isso deve fingir e mentir, porque, segundo seu código ético, todos os meios justificam os fins, como vemos que acontece com a nova moral, situacionista e relativista às quais ele teria adotado de corpo e alma.
    As mentiras dele vêem-se noutros assuntos com os quais ele pretende nos enganar, alcançando-os porque nossa cegueira voluntária é culpada, facilitando sua ação – caso tenebroso-Chile e similares!
    Por ex., não diz que teria se dirigido para casa Santa Marta por não gostar de solidão – porque precisaria estar sempre entre as pessoas? Ao contrário, em B Aires, deixou sua comunidade religiosa para residir num apartamento apenas para viver por anos? Mentiras grosseiras são aceitas apenas aos desejosos de serem enganados.
    Diz que acorda muito cedo para ter longas horas de oração, porém, todos os que conhecem a verdadeira espiritualidade cristã sabem que os homens contemplativos e de profunda oração amam os conventos, retiros, solidão – ele preferiria mesmo é a televisão – sempre no comando!
    Confira seus comportamentos com o loquaz, arrogante e audaz Lula se pareceriam!

Trackbacks