Perdão, Pacha.

Informação de Rorate-Caeli: “O Papa Francisco, ‘como bispo de Roma’, acaba de pedir ‘perdão’ àqueles que se sentiram ofendidos com as estátuas jogadas no Tibre. Elas foram expostas ‘sem idolatria’ em uma igreja próxima ao Vaticano. Francisco também assegurou ao Sínodo que os ídolos pagãos serão escoltados para [a Basílica de] São Pedro no próximo domingo [encerramento do Sínodo]”.  

29 Comentários to “Perdão, Pacha.”

  1. É ou não é o fim dos tempos ?

  2. Tá de sacanagem?

  3. Isso é, no mínimo, vergonhoso. Cada vez mais afundando-se o atual Papa.

  4. No II noturno das Matinas de São Pedro e São Paulo, São Leão Magno diz: (…)quæ eras magístra erróris, facta es discípula veritátis. – Eras mestra do erro, tornou-se discípula da verdade…. Porém agora os tempos são outros, e no proprio lugar onde São Pedro deu seu sangue por Nosso Senhor, no próprio lugar onde foi sepultado, colocarão os ídolos pagãos.

    Que Deus tenha piedade de nós!

  5. E João Paulo II pedindo perdão pelos erros da Igreja?
    Nada novo debaixo do sol… mais do MESMO!

  6. Por favor, façam um post pedindo aos católicos desagravo por isso (e denunciando):

    O biógrafo do papa, Austen Ivereigh, comparou no Twitter a pachamama tirada das águas com Nossa Senhora Aparecida, tirada do rio!!!

    • Quando eu disse que fizeram muito mal em atirarem as imagens no rio e afirmei que as imagens de Pachamama deveriam ter sido incineradas imediatamente, quase fui apedrejado aqui por raivosos.
      Agora está aí o resultado: criaram a nova Aparecida do Amazonas, surgida das águas.

  7. Que pouca vergonha.

  8. Nada de novo. Em 1986 no encontro de Assis, João Paulo II permitiu que uma imagem de Buda fosse posta em cima do sacrário. Acho até que foi mais grave que isso agora.

  9. Estarrecedor por demais… Só que ainda mais estarrecedor que isso, é, como é que pode haver gente que ainda defende um herege empedernido destes (ou, pior ainda, prefere se manter na sonsa ingenuidade cúmplice, de acreditar que tal indivíduo nada tem a ver com todas estas terríveis abominações, quando na realidade tudo isso vem a ocorrer simplesmente por influxo dele próprio).

  10. É a mesma coisa que pedir perdão ao ídolo por tê-lo posto ao lado do Deus verdadeiro, realmente uma inversão de valores.
    Pois então toda a orbe terrestre, ao contrário do bispo de Roma, peçamos perdão sim, mas a Deus por ter posto diante Dele ídolos pagão.
    Perdão Senhor, misericórdia de Vossa igreja!

    • Se todos tivessem feito o que Nossa Senhora pediu a 101anos em Fatima!Estariamos Agora em Paz!🙏📿

  11. Meu Deus!
    Estou vendo o cumprimento da Profecia de la Salette:
    “Roma perderá a fé e se tornará a sede do anticristo!”
    Libera nos Domini!

  12. Parece que a presença dessa divindade inca é indispensável. Se Francisco vai introduzi-la à força e sob escolta na Missa dominical, não é uma entronização? A abominação da desolação no lugar santo?

    Não sou sedevacantista e acredito que apenas um outro Sucessor de Pedro tem autoridade de dizer, à luz da doutrina católica, quem de seus predecessores foi ou não foi Papa legítimo. Todavia, esse argentino está antecipando o expediente, e grita com suas atitudes “Eu não sou Papa coisíssima nenhuma, só meus puxa-sacos creem que sou!”

  13. Este é o Papa que os nossos pecados fizeram por merecer… mas é válida a comparação que foi feita do gesto dele com o gesto de São João Paulo II nos afamados encontros de Assis. Começou lá…

  14. Perdão Moloc, Refan, Ísis, Horus, Alah, Pacha, Mãe Terra, Mãe Natureza, Vênus, Marte, Penates, Xamã e a outros quantos deuses encontrarem por aí – todos são demonios dos gentios – é isso aí papa Francisco que quer de nós?
    Missão impossível nós executarmos o acima, pois apenas pedimos perdão e adoramos ao Pai, a Cristo Jesus e ao Espírito Santo! Amém!

  15. “Escândalo Farisaico”
    Autor:
    Pe. Fernando Arêas Rifan, hoje bispo da cnbb.

    O escândalo farisaico, ensina o catecismo, acontece quando uma palavra ou ação, irrepreensível em si mesma, provoca espanto e escândalo em certas pessoas tendenciosas, as quais fecham os olhos para outros fatos realmente escandalosos.

    O nome vem do procedimento semelhante dos Fariseus, dos quais Jesus disse que “filtravam um mosquito e engoliam um camelo” (Mt. 23, 24). Cometiam os maiores crimes e injustiças e se escandalizavam, por exemplo, quando Jesus, para fazer o bem, não observava, como eles queriam, a lei do sábado.

    A história se repete.

    Quantos estão rasgando as suas vestes, a modo dos Fariseus, escandalizados porque Dom Marcel Lefebvre, para continuar com a Tradição da Igreja e fazer frente à heresia reinante, resolveu sagrar bispos realmente católicos!

    Mas não se escandalizaram quando João Paulo II, visitando um templo luterano, elogiou a profunda religiosidade e a herança espiritual de Lutero (17/11/1980)! Nem se escandalizaram quando, acompanhado de vários Cardeais, João Paulo II, num templo luterano em Roma, participou de um ofício herético e recitou uma oração composta por Lutero (11/12/1983)!

    Nem se escandalizaram quando João Paulo II recebeu uma delegação da maçonaria judaica B’nai B’rith, qualificando a recepção de “encontro entre irmãos” (17/4/1984)!

    Nem se escandalizaram quando, na Tailândia, João Paulo II visitou o Patriarca Budista de Vasana Tera, diante do qual ele se inclinou profundamente (12/6/1984)!

    Nem se escandalizaram quando, no Togo, ele assistiu, na “Floresta Santa”, a ritos animistas e participou de ritos satânicos em Kara, em Togoville (8/8/1985)!

    Nem se escandalizaram quando João Paulo II, na Índia, recebeu de uma sacerdotisa hindu, na testa, o sinal de “Tilak” (2/2/1986)!

    Nem se escandalizaram quando João Paulo II visitou a grande Sinagoga de Roma, onde participou da recitação de salmos (13/4/1986)! Nem quando João Paulo II convidava os católicos e judeus a prepararem juntos o mundo para a vinda do Messias (!) (24/6/1986)!

    Nem se escandalizaram quando, na Igreja de São Pedro, em Assis, no encontro promovido pelo Vaticano, os bonzos adoraram o Grande Lama, que para eles é a reencarnação de Buda, sentado de costas para o Sacrário, com o Santíssimo (cfr. Avvenire 28/10/1986)!

    Nem quando, no mesmo encontro, na mesma igreja, o ídolo de Buda foi colocado sobre o Tabernáculo do Altar principal e lá foi adorado por eles (cf. Avvenire e Il Mattino 28/10/1986)!

    Nem quando, ainda no encontro de Assis, patrocinado pelo Vaticano, os hindus invocaram os seus deuses, sentados em torno do altar da Igreja de Santa Maria Maior (cfr. Il Corriere della Sera, 28/10/1986)!

    Quem, portanto, não sentiu profunda dor no coração ao ver assim o Sangue de Cristo ser pisado e a missão da Igreja ser traída, só hipocritamente poderá “rasgar as vestes” e “atirar pedras” diante da atitude firme e corajosa de Dom Marcel Lefebvre, levado unicamente pelo amor à Santa Igreja de Deus.

    Já dizia São Gregório Magno: “É preferível que aconteça um escândalo que esconder a verdade. Escândalo duplo seria tolerar o erro, cobrir um crime com sua desculpa para não dizer sua cumplicidade“!

  16. católico que se preze não se faria presente nessa “celebração”

  17. Que triste ver a Igreja passando por essa tempestade grande!!!! E o pior q se forem concretizados os pontos solicitados pela turma da Teoria da Libertação muitas almas vão se perder !!! Q Deus tenha misericórdia de todos nós

  18. “Quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) – o leitor entenda bem ” (S Mateus, 24:15)

    Sinal dos últimos tempos… Quem quiser entender os sinais são claros e cristalinos…

  19. Acho que o papa só falta dizer a todos aquelas palavras que são ditas sempre que alguém está pouco se lixando do que virá ou do que aconteceu.
    Infelizmente não posso repeti-las aqui, mas todos certamente imaginam quais sejam.

  20. Melhor que tivessem deixado as estatuetas na igreja da Traspontina rs

  21. Deveriam ter queimado!

    E o biógrafo do papa, comparando esse abaporu tosco com Nossa Senhora de Aparecida? É o fim, a desolação total.

    Vejam foto do papa, que não se ajoelha perante Deus, beijando os pés de políticos sudaneses:

    https://www.vaticannews.va/en/church/news/2019-10/austen-ivergeith-wounded-shepherd-book-pope-francis-reforms.html

    O papa envergonha os católicos. Não há obrigação de reverência e respeito que sobreviva a tanta heresia.

  22. Botar os ídolos para fora da Igreja só merece aplausos; a abominação consiste em introduzi-los na Igreja!

  23. Se a estátua da pacha é de um artista paraibano, é possível que tenham escolhido essa figura porque não representa realmente nenhuma feitiçaria, nenhum desrespeito: é apenas encenação a decorar a casa de Deus.
    Infelizmente, os frankfurtianos são mestres em usar qualquer símbolo inócuo para, baixando a guarda dos defensores da Igreja, criar as condições para transformar em realidade uma narrativa, com o objetivo de tudo destruir.

    • Desculpe Maria, mas se essa escultura está sendo apresentada como Pachamama, não é um símbolo inócuo coisa nenhuma.

  24. Digo inócuo no sentido de não ter consistência no universo da feitiçaria, pois, como já disse outro comentarista, nem os povos que cultuam a Pachamama reconhecem essa escultura como ícone de sua divindade. Parece mais uma encenação caricata para ridicularizar a piedade dos fieis de qualquer crença, uma vez que o pensamento revolucionário é de destruição de todos os valores.
    Um exemplo desse espírito ridicularizador me parece o símbolo que escolheram para a palavra “amor” por quem criou a Libras, que, no universo satanista significa mandar uma maldição, e que a primeira dama repete amiúde.