Comunicado do Superior Geral da Fraternidade São Pio X a respeito do Sínodo da Amazônia.

Menzingen, 28 de Outubro de 2019

Na festa dos santos Simão e Judas, Apóstolos

Caros membros da Fraternidade,
O recente sínodo para a Amazônia foi teatro de cenas execráveis, onde a abominação de ritos idólatras adentrou o santuário de Deus de uma maneira nova e impensável. Por sua parte, o documento final desta tumultuosa assembléia atacou a santidade do sacerdócio católico, pressionando tanto pela abolição do celibato eclesiástico quanto pelo estabelecimento de um diaconato feminino. Verdadeiramente, as sementes de apostasia que nosso venerável Fundador, Dom Marcel Lefebvre, identificou como operando desde os primeiros dias no Concílio continuam a dar frutos com eficácia renovada.

Em nome da inculturação, os elementos pagãos estão sendo integrados cada vez mais ao culto divino e podemos ver, uma vez mais, como a liturgia que seguiu ao Concílio Vaticano II se presta perfeitamente a isso.

Diante de tal situação, convocamos a todos os membros da Fraternidade e aos terciários a uma jornada de oração e penitência reparadora, já que não podemos permanecer indiferentes diante destes ataques à santidade da Igreja, nossa mãe. Pedimos que um jejum seja observado em todas as nossas casas no Sábado, dia 9 de Novembro. Convidamos todos os fiéis a se unirem a isso e também encorajamos as crianças a oferecerem orações e sacrifícios.

No Domingo, 10 de Novembro de 2019, cada sacerdote da Fraternidade celebrará uma missa em reparação e em cada capela serão cantadas ou recitadas as Ladainhas de Todos os Santos, retiradas da liturgia das Rogações, para pedir a Deus que proteja à Sua Igreja e A preserve de todos os castigos que tais atos não podem deixar de atrair. Instamos que façam o mesmo todos os amigos sacerdotes, assim como todos os católicos que amam à Igreja.

Tal é devido à honra da Santa Igreja Católica Romana, fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo, que não é nem idólatra nem panteísta.

Padre Davide Pagliarani
Superior Geral

11 Comentários to “Comunicado do Superior Geral da Fraternidade São Pio X a respeito do Sínodo da Amazônia.”

  1. Parabéns pela postura e iniciativa. Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo

  2. O papa Francisco tem se comportado como inimigo da Igreja, extensão do Corpo de Cristo e atacado também a seus membros, os católicos conservadores da doutrina; estaria aderindo a uma nova igreja católica já bem ou instalada ao agrado dos modernistas, ou mesmo já funcionando que atende os projetos dos globalistas!
    Assim também, amigo de muçulmanos e inimigos da Igreja que o aprovam, como foram as esquerdas que
    o apoiaram nesse tal de “Sínodo da Amazonia”, como igualmente muito amigo dos muçulmanos – conhecido de muitos!
    O aspecto facial dele aparentemente está de alguém acabrunhado e acuado, reparem, pois ele não esperava tanto arrocho que lhe estamos dando, sem parar e não desistiremos!
    De “papa comunista” é dos mais que existem nas redes referentes a ele e estamos sintonizados com o Pe David Pagliarini e dá-lhe por esse Sínodo, muito ousado!

  3. Faz tempo que o clero conciliar vive de orelhada.

    Já há muito tempo (1968), Roberto Mascarenhas Roxo, padre, em seu “Os religiosos no Senhor e na Igreja”, apontava que tudo era então destruído por força de slogans e frases de efeito. Nada mudou! De fato, a leviandade intelectual do clero é estupefaciente. Afora, talvez, os institutos superiores do Ovnis Day, o nível dos seminários e das universidades católicas (?), inclusive e sobretudo as universidades eclesiásticas romanas, é deplorável e caricato. Em Santo Anselmo, por exemplo, pontifica o sarabaíta Ghislain Lafont que gosta de misturar antropologia, teologia, panteísmo e erotismo em seu caldeirão de mago charlatão metido a liturgista.

    Quem pode estranhar que o tal dito “sínodo da amazônia” tenha algo diferente disso? É isso o que se ensina nos seminários e nas universidades! O saguão da gregoriana não expôs recentemente uma mostra de “diversidade sexual”, “novas modalidades de família” ou algo assim?

    Posto isso, resta observar que o slogan máximo do programa de inculturação da falida igreja conciliar procura estribar-se na doutrina das “sementes do Verbo” (semina Verbi) de Justino, Clemente de Alexandria etc Dá-se, porém, que os Padres NUNCA entenderam que a religião e o culto do paganismo contivessem “sementes do Verbo”; eles estavam a falar das verdades que a RAZÃO NATURAL consegue alcançar acerca da divindade, conforme liam e entendiam na célebre passagem de Romanos 1, 20: “Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido observados claramente, podendo ser compreendidos por intermédio de tudo o que foi criado”. É DISTO que falavam os Padres. Eles NÃO manifestam nenhuma simpatia pelos cultos pagãos, muito pelo contrário. Então, o culto da Pachta Têta buchuda e peituda não é semente do Verbo alguma!

    A deformação da doutrina dos Padres sobre esse assunto, passando a incluir os cultos pagãos sob o rótulo dos “Semina Verbi”, deve-se a uma trupe de teólogos liberais, metidos com história comparada das religiões, dentre os quais avulta o nefando Raimundo Panikkar.

    O péssimo Hans Kung, em seu péssimo livro “Ser cristão”, faz uma boa caricatura dessa doutrina e outra congênere, a do “cristão anônimo”, fruto do mal interpretado “anima naturaliter christiana” de Tertuliano: achar que todo mundo é cristão sem o saber, diz Kung, é enfiar 2/3 da humanidade pela porta dos fundos da Igreja.

    A esta idiotice une-se outra mais estúpida, muito cara ao senhor João Paulo 2, a saber, a de que, pela Encarnação, Deus se uniu a toda humanidade – outra doutrina usurpada de seu contexto (São Tomás) – para matar na raiz todo o edifício sobrenatural da graça e da pertença a Igreja como meio de salvação.

    É preciso seriedade com as coisas sérias. Quando irá ruir o pedestal padresco? Quando buscarão as fontes em vez de papagaiar e repetir slogans? Quando abandonarão a arrogância de achar que têm “ciência infusa” só por que receberam o sacramento da ordem? Voltar às fontes: pelo menos nisso o necrosante e putrefaciente conciliábulo Vaticano Dois tinha razão: é preciso voltar às fontes pra não comer capim a vida inteira.

    • Prezado PW

      Permita-me elogiá-lo: sua crítica satírica é precisa, esclarecedora, pedagógica, erudita e ainda consegue ser divertida. Escreva um livro: você já possui nato o estilo e o conhecimento. Será um sucesso de vendas entre os conservadores e talvez traga alguma mudança na nossa combalida porém indefectível Igreja, ” Deus lo vult ” !!!

    • Endosso as palavras do Antônio.
      Sempre o comentário do PW é oportuno, com ironia fina e bom humor — o que, dependendo da catástrofe, é necessário para suportar o terror da peleja.

  4. A árvore do Concílio Vaticano II está caindo de podre!

  5. Miado de gato recem nascido.

  6. “Por sua parte, o documento final desta tumultuosa assembléia atacou a santidade do sacerdócio católico, pressionando tanto pela abolição do celibato eclesiástico quanto pelo estabelecimento de um diaconato feminino.”
    O documento final já foi divulgado? O Fratres irá publicar?

  7. Pareceria-me que o Vaticano – papa Francisco – aguardaria apenas a morte do papa Bento XVI – para oferecer um cargo de relevancia ao apóstata e satânico L Boff no Vaticano!
    Ele o merece por ser mega colaborador e co-fundador junto com o papa Francisco das esquerdas da neo igreja católica, a da ONU-NOM – a qual é e em breve se oficializará como a metamorfose ambulante – a todos imposta, a do anticristo!

  8. Enfim, uma voz clama no deserto.