Esmagado pela pressão da Misericórdia.

FratresInUnum.com, 14 de janeiro de 2020 – Depois de comprovar, por documentos, a co-autoria de Bento XVI do novo livro sobre o celibato sacerdotal, o Cardeal Robert Sarah foi misericordiosamente movido a retirar o nome de Ratzinger da publicação.

Ele tweetou há cerca de 30 minutos: “Considerando as polêmicas que provocaram o aparecimento da obra “Do mais profundo de nossos corações”, decidiu-se que o autor do livro será para as próximas publicações: Card. Sarah, com a contribuição de Bento XVI. No entanto, o texto completo permanece absolutamente sem mudanças. + RS“.

7 Comentários to “Esmagado pela pressão da Misericórdia.”

  1. Meu Deus!
    Não tenho ideia de como os “defensores do papado” irão “maquiar” esta situação vergonhosa!
    Agora, não entendo como estes cardeais – como D. Roberto Sarah – se que têm clareza dos rumos deste pontifica, deixam-se sujeitar a estas artimanhas de Francisco e seus asseclas.
    Espero que seja para evitar maiores escândalos, do que apego a posições na Cúria (que aos poucos está se desmantelando).
    Se, no passado – assim que começaram as “mudanças conciliares” – muitos bispos tivessem se posicionado contrariamente ( mas, ao contrário, apenas dois: Mons. Lefebvre e Dom Antônio de Castro Mayer) a situação não teria se complicado tanto!
    Ah… Este “silêncio dos bons”…
    Para estes silentes Nosso Senhor já nos disse: “seja quente ou frio, o morno será vomitado”
    Diante de tudo isso, somente rezando aos Corações Sacratíssimos de Jesus e Maria!
    Que Eles tenham piedade de nós!

  2. Creio que essa “pressão da misericórdia” que fala o texto pode ter vindo do próprio Bento XVI, pode ter roído a corda. Não queria aparecer “papa contra papa”, uma desgraça fruto da renúncia dele.

  3. Eu até procuro entender a posição do Cardeal Robert Sarah, como acredito também que pode ter sido um pedido do verdadeiro e único Papa, Bento XVI. Por outro lado não devemos nos curvar a falsa igreja, devemos lutar contra ela, para que a única e verdadeira Igreja Católica saia vencedora. Rezemos para que Nosso Senhor Jesus Cristo e sua mãe Maria Santíssima deem um basta definitivo em tudo isso que esta acontecendo e que proteja o verdadeiro Papa que é Bento XVI.

  4. Esquerdas estrebuchando?
    Ótimo sinal! quanto mais as esquerdas arrancarem cabelos e rasgarem suas roupas mostram desespero e insatisfação!
    Que se incendiassem em público, melhor ainda.
    A ordem é resistir, resistir, resistir e deter o papa Francisco das esquerdas e dos frenéticos muçus da deusa lua Alah!

  5. Que vergonha para o Vaticano e seu atual mandante!

    Em pleno século XXI!!!!!!!!

    Os usurpadores da Sé Apostólica têm alguma seriedade ou sinceridade? Francamente… Poupem a Igreja e o Mundo deste vexame e desta testosterona de poder!

    A que ponto chegam a alienação e o apego aos poderes!

  6. Se Bento XVI fosse mais novo tenho a certeza que nada disto aconteceria. Por aqui se pode avaliar a pressão que o pobre ancião sofreu, a ponto de renunciar.
    Como é possível que a publicação de um livro tenha tanta ressonância nos “media” de esquerda. Onde fica a dita “democracia” e a tão apregoada “liberdade de expressão” desta gente?!
    Na minha humilde opinião, penso que o Cardeal Sarah não devia alterar nada, a fim de não causar ainda mais dúvidas, a respeito da autoria do livro. No entanto admito estar errada…

  7. Certamente essa “pressão da misericórdia” foi em obediência a uma ordem direta de Bergóglio, não podendo mais censurar o livro, censuram a autoria…