Ainda sobre Lula com Francisco

Por FratresInUnum.com, 20 de fevereiro de 2020 – O Vaticano ainda não entendeu o nível do escândalo provocado nos fiéis brasileiros pela visita absurda de Lula a Francisco. A indignação não para de crescer e o número de pessoas alarmadas é simplesmente impressionante.

Se os bispos não vivessem em sua bolha ideológica e tivessem contato com o mundo real, perceberiam facilmente que o povo está revoltado com o fato e pediriam pronta retratação à Santa Sé.

Para as pessoas normais, é um absurdo injustificável que o Papa respalde a personalidade grotesca de um criminoso que perdeu toda a sua credibilidade junto à população.

A atitude de Francisco foi um tiro misericórdia no catolicismo brasileiro. A Igreja (referimo-nos aqui a seus hierarcas), que já tinha caído em imenso descrédito junto à opinião pública por causa de suas posturas socialistas, agora se atirou no abismo do desprestígio.

Apenas uma coisa precisa ficar bem clara para o clero deste país: não adianta fazer uma defesa doutrinal e bom-mocista do Papa. Acordem! O povo não é mais bobo. Se quiserem justificar políticos corruptos, a população vai atirá-los na lata do lixo junto com o PT.

Tags:

21 Comentários to “Ainda sobre Lula com Francisco”

  1. “As mentiras e calúnias têm vida curta.”
    Parece a única frase que faz sentido nas asnices de D. Scherer.
    Favor, todavia, dirigi-la ao chefe do VaticONU.
    Ele finge que não sabe.

  2. Ah esses bispos conciliares…
    Gostam de se mostrar muito vinculados às demandas populares, serem considerados próximos ao socialismo.
    Entretanto, não passam de sujeitos acomodados, vaidosos, que mal conhecem suas ovelhas ou a Doutrina Católica.
    Repletos de inveja, gostam de criticar os antigos “Bispos pré-conciliares”, os quais maldosamente consideram “príncipes”, difamando-os como aristocratas e “altamente aburguesados”.
    Mas, aqueles Bispos do passado ainda preservavam a Doutrina e a Fé, além do respeito de todos que os viam.
    Esta nova igreja conciliar está muito distante do povo!
    E, o povo, que busca Jesus Cristo e não o encontra neste simulacro de religião, vai procurá-lO junto a outros falsos pastores…
    Enquanto estes bispos fizeram a “opção preferencial pelos pobres, os pobres optaram por abandoná-los: entre os maus e os falsos pastores, preferiram àqueles que ainda oferecem um mínimo do Cristo.
    Pobres bispos…
    Pobre igreja conciliar…
    Que o Bom Deus tenha misericórdia de nós!

  3. Entre a Igreja Católica Apostólica Romana e a igreja globalista-socialista do Bergóglio, eu escolho a Católica.

  4. Existe a possibilidade da hierarquia estar envolvida com malas de dinheiro, sabemos que essas campanhas de conscientização que eles fazem todo ano não são baratas.

    https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/18844/o-estranho-caso-do-voo-de-lula-para-roma-quando-um-delegado-da-pf-proibiu-que-a-bagagem-fosse-averiguada

  5. Asneira é cardeal ir prestar culto em Templo Budista na Diocese vizinha e submeter a santa imagem de Nossa Senhora Aparecida à humilhação de estar aos pés de um ídolo. Asneira é “autorizar” a presença da imagem de Nossa Senhora em desfile de carnaval. Isso, sim, que é asneira. Perguntar não ofende: Quem faz asneira é o quê mesmo?

  6. Li a esperneante publicação do ex-futuro Paulo VII, de irrelevante memória, e me pergunto se esse anódino burocrata, tao preocupado com asnos e asneiras, talvez por inconfessa simpatia, ensaiou algum dia pronunciar um sofrente anatema contra a instituição da comunhão sacrílega “autorizada” pelo charlatão-mor jesuíta em sua sugestiva “Amoris latrina”…
    Algum bispo do abandonado Brasil protestou em face da poligamia comungante?
    Não consta.
    O ex-futuro lançou algum anátema cibernético contra a pachamama buchuda e peituda prenhe de ecologismos panteistas?
    Nao consta.
    Então, o ex-futuro poderia sentar-se naquela carranca de proa, que simula um throno, instalada no presbítero da igreja da Sé, e, bem assentado e feliz, ser catapultado com ela rumo ao museu das coisas e dos seres inanes. Finda a viagem, poderá assistir filmes com o ator predileto de Montini e Zé do Caixão, com este montado numa Mula…
    Quem aplaude a profanação e a esculhambaçao da Eucaristia nao merece aqui ou além destino melhor…

  7. Quando ele fala em “fique com o papa e a Igreja”, entenda tudo que houve com o papa e a Igreja dos ultimos 50 anos, ok? Não ousem citar algo antes desse tempo que o mesmo compreensivo não lhe perdoará.
    Exageros à parte, se um Bispo não consegue fazer uma diferenciação entre um Papa receber pessoas diversas e receber (rapidamente, não??) um criminoso já condenado pela justiça, é porque se perdeu a noção total. De fato, é a distância do povo que eles dizem tanto defender.

  8. “Apenas uma coisa precisa ficar bem clara para o clero deste país: não adianta fazer uma defesa doutrinal e bom-mocista do Papa.”
    👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽.
    Só este trecho já vale pelo post inteiro

  9. Eu FICO tranquilo e respeitosamente com o Papa de ontem, de hoje e de amanhã, convicto que o melhor juízo de tudo e todos só Deus tem, e mais Ninguém. Convicto que Ninguém é Papa por acaso e que Jesus Cristo está com a Sua Igreja até os fins dos tempos. Fraterno abraço a todos.

  10. Paulo VII sendo Paulo VII

  11. Sendo usuário do Feicebuque e do Uatizape, estou abismado de ver as tias e primos totalmente alheios à crise da Igreja revoltadíssimos com o atual Papa. Os cleaners não conseguem esconder o desespero e rebolam furiosamente.

  12. Desde o “Dia do Fico”, quando Sua Majestade Imperial o senhor D. Pedro I resolveu desobedecer às Cortes lusas e resolveu FICAR no Brasil, o verbo “ficar” assumiu outras conotações…. Por exemplo, encontro sexual furtivo, a velha fornicação, a prática do pecado nefando, ou a poligamia serial tão cara a certos embusteiros.

    Por analogia, aliás baseada na Sagrada Escritura, podemos estender o sentido do verbo ficar para significar “fornicação espiritual”. De fato, quando o povo da velha aliança praticava idolatria com os deuses estrangeiros dizia-se que ele se prostituía ou fornicava: “sobre todo monte elevado tu te prostituías com baal”,

    A versão moderna, aggiornata e conciliar da letra vétero-testamentaria poderia ser:

    “Tu FICAVAS com a pachamama nos jardins frondosos, ofertando tuas dádivas imundas e praticando a abominação da desolação para atiçar a minha ira”…

  13. Com a devida venia nobre cardeal, depois de todas as asneiras que as “autoridades” que usam o nome da Santa Igreja Católica, consolidada nos sangues dos Santos Mártires nas arenas de Roma. De tantos outros lugares inclusive aqui na Terra de Santa Cruz. Deram suas vidas contra a idolatria, contra os pecados da carne, contra a liberdade religiosa, contra o respeito humano, contra os maus bispos e até papas. Sim, ficamos com a Una, Santa, Católica e Apostólica. Bem sabe-se que o título Romana é apenas histórico, portanto deve esse sujeitar-se às 4 dogmáticas: um só Deus, um só Fundador; Santidade do seu Fundador e Deus; a mesma Igreja para todo o mundo, não havendo espaço para interpretaçõs subjetivas; a inteira ligação como os Santos Apóstolos martirizados por não se “venderem” aos mundo. Nobre cardeal, os atos cometidos conscientimente por aqueles que “deveriam” guardar o rebanho que vos fui confiando, são pecados mortais. Qualquer pessoa, por mais raso conhecimento cristão que tenha, sabe que um pecado mortal é suficiente para ofender a Deus Nosso Senhor e condenar o pecador ao eterno Inferno. Logo, não se pode ser cristão e adorador de ritos pagãos, de políticas pró-aborto, liberdade sexual, paganismo do Estado, profanação dos lugares santos e suas imagens, e tantos outras erros que vemos desde a “implementação” das ideologias do CVII. Vamos rezar nesses dias terríveis da festa da carne, que infelizmente muitos dos senhores “eclesiásticos” participaram, para que se convertam os maus e aqueles que se dizem “em comunhão com Igreja”.

  14. Pobre dom Odilo!
    Com a reforma de Francisco, bispos e cardeais de arquidioceses históricas e prestigiosas perderam praticamente toda a influência que exerciam na vida da Igreja. Não são mais consultados, suas sugestões e conselhos são solenemente ignorados. Resta apenas uma subserviência indigente, um apego aos títulos que ainda possui, mas que já não fazem sentido.
    De certa forma, figuras como o Cardeal Scherer merecem nossa misericórdia, para usar uma palavra tão franciscana. O que sobrou para ele? Uma arquidiocese em franco declínio, num país onde há cada vez menos católicos e a defesa dos valores fundamentais como o direito à vida e à família tradicional é feita de forma mais veemente e eficaz pelas inúmeras seitas pentecostais. Pobre dom Odilo!
    O purpurado busca (em vão) um sinal, um gesto de aprovação do Bispo de Roma. Pobre dom Odilo!
    Os comentários neste tweet do cardeal são 80% negativos. E, se na Igreja de Francisco é possível separar a doutrina da prática pastoral (como ensinado infalivelmente em Amoris Laetitia), podemos tranquilamente separa a Igreja do Papa. E os brasileiros (e os americanos, africanos, orientais, poloneses, húngaros, chineses, etc) estão fazendo justamente isso!
    Pobre dom Odilo, de príncipe da Igreja à minion de peronista.

    • Análise inteligente.

      O Conselho de 9 cardeais + grupos de pressão que controlam os sínodos = enfraquecimento político dos bispos titulares de Arquidioceses importantes.

      Na verdade, funcionalmente, os bispos tinham muito mais influencia e voz sob a “eclesiologia fossilizada” de Pio IX que sob o regime de liberdade do Vaticano II e da “misericórdia” do bergoglionato.

      Então, sob a capa da colegialidade, produziu-se o esvaziamento do magistério episcopal “pessoal”.

      Nao dá para desprezar a inteligencia e astúcia embutidas nesse plano verdadeiramente diabólico.

      Poder na mão de partido único: o grande capital financeiro, que controla todas as instâncias políticas do planeta e suas “decisões”, decidirá quem pode comprar e vender como diz o Apocalipse. Quem viver verá.

  15. ” …franco atirador oportunista…”: Como sempre e mais uma vez, Dom Odilo inverte os valores, protegendo o mau ladrão e atacando quem deveria apoiar. Desse jeito, a igreja de Bergoglio vai de mal a pior! E é bom que seja assim, pois estourará como uma bolha de sabão e a Igreja Católica Apostólica Romana permanecerá, porque “as portas do Inferno não prevalecerão contra Ela”!

  16. Hoje, em 2020, pergunto:

    Aquele suposto demônio exorcizado por um padre Arauto (em 2016) mentiu ao dizer que Francisco era seu servo?

    Porque na época teve um monte de gente rasgando as vestes ao ouvir ‘tamanha blasfêmia’.

    .

  17. Enquanto era com Jesus Eucarístico tudo bem, um tapinha não dói não é mesmo? De tapa em tapa Bergoglio foi avançando, e começou 2020 estapeando até mesmo fisicamente os católicos. Enquanto não enxergarem a realidade que Francisco se tornou chefe do Foro de São Paulo e que a Igreja Católica é uma estrutura da qual ele tem se aproveitado para consolidar seu poderio, irão apanhar muito mais. Quem insiste em defender o argentino prepare as faces: quanto mais tarde despertar, mais forte será o golpe.

  18. Muitos falam sobre o acolhimento aos pecadores q arrependidos queiram retornar, só q além de ser seletiva esse acolhimento ( na atualidade ), os pecadores precisam se arrependerem, assumirem seus pecados e ter o compromisso de não mais o fazê-lo, pq se assim não o for, pode acabar por tornando cúmplice os “acolhedores”.

  19. Ameacinhas veladas.
    Quase disse: “se você apenas cogitar a hipótese de que o crítico esteja certo, então você está fora da Igreja”.
    Ai, que medo!