Divulgação – Congresso Paideia: o Catolicismo e a Educação Clássica nos EUA.

 

Inscrições aqui. Mais informações no site e instagram do Instituto Newman.

* * *

Atenção: Toda divulgação em FratresInUnum.com é absolutamente gratuita e deve ser enviada para fratresinunum[arroba]gmail.com

2 Comentários to “Divulgação – Congresso Paideia: o Catolicismo e a Educação Clássica nos EUA.”

  1. Olha só que absurdo. Carta do Vaticano atacando o cardeal Zen.
    Vatican letter criticizes Cardinal Zen, says Chinese ‘patriotic’ church is no longer ‘independent’

    https://www.lifesitenews.com/news/vatican-issues-letter-criticizing-cardinal-zen-and

    E o Vigano fez a defesa do Zen.
    Archbishop Viganò responds to criticism of Cardinal Zen: Vatican has delivered the Chinese Church to the enemy

    https://www.lifesitenews.com/news/archbishop-vigano-responds-to-criticism-of-cardinal-zen-vatican-has-delivered-the-chinese-church-to-the-enemy

    • Nada poderia se esperar mais de um pontificado comunista como o de Francisco.
      Todas as suas ações, para os que conhecem bem o comunismo, são ações típicas de um dos muitos ditadores destes regimes mundo afora no século XX.
      Não há mais surpresas e tampouco novidades exceto a mais que virão futuramente, se não iguais ou piores.
      Agora temos acordos secretos do Vaticano com a China comunista, tal qual Stalin fez com Hitler com relação à Polônia.
      Não satisfeito, acusa Bento XVI por um acordo assinado em 2018 e empurra para João Paulo II uma não comprovada ideia de aceitação de indicação de bispos pelo Partido Comunista Chinês, “para favorecer o retorno à plena comunhão dos bispos consagrados ilicitamente durante anos, a partir de 1958”.
      A frase entre aspas acima, traduzida do texto original do cardeal Re, é um escândalo!
      Como consagrados ilicitamente?
      Em 1958 e em anos posteriores, a Igreja consagrava ilicitamente?
      Através de quem?
      Como Francisco pode reconhecer tamanha indignidade? Tamanha falsidade?
      Se isto é realmente verdade, não temos um papa na Igreja.