Foto da semana.

Em fevereiro, papa Francisco limpa o nariz durante missa

Papa Francisco em missa de quarta-feira de cinzas, 26 de fevereiro de 2020.

Vaticano confirma 1º caso de coronavírus; papa Francisco se recupera de resfriado

Folha de São Paulo, 6 de março de 2020 – Clínicas da cidade-Estado suspenderam atendimentos para higienização; Igreja planeja ações para não atrapalhar atividades do papa.

A chegada do covid-19 à cidade-estado aprofunda a situação da Itália, país mais afetado pelo surto da doença fora da China, com 140 mortes registradas.

O caso positivo de covid-19 foi descoberto na quinta (5), informou o portavoz Matteo Bruni.

Segundo Bruni, a Direção de Saúde e Higiene do Vaticano aplicou “todos os protocolos de saúde previstos”. O órgão de saúde do Vaticano também informou que suspendeu os serviços ambulatoriais em suas clínicas para higienização, mas manteve o Pronto Socorro em funcionamento.

A Igreja também suspendeu até o dia 15 de março catecismos dos sacramentos para a primeira comunhão, cursos de preparação para o casamento, retiros e exercícios espirituais, peregrinações e atividades paroquiais em geral, de acordo com o Vatican News.

A Santa Sé recomendou que “as celebrações sejam feitas ao ar livre” e que os fiéis, na medida do possível, “participem de missas nas igrejas maiores.” “Permanecem em vigor as indicações de dias atrás: receber a Eucaristia nas mãos, evitar o aperto de mão como gesto de paz e a retirada da água benta”. A Santa Sé disse ainda que vai estudar outras medidas preventivas contra a doença para não afetar as atividades do Papa Francisco.

O pontífice chegou a fazer o teste para a doença, mas o resultado deu negativo. Francisco se recupera de um resfriado. No final do mês de fevereiro, o papa cancelou sua participação num evento em uma basílica de Roma por indisposição e tosse.

Francisco não possui parte de um pulmão. Ele sofreu uma cirurgia quando tinha pouco mais de 20 anos, em Buenos Aires, depois de um episódio de tuberculose, de acordo com o biógrafo Austen Ivereigh.

 

Tags:

10 Comentários to “Foto da semana.”

  1. Dizem que Francisco só tem um pulmão direito.

    • Perco o amigo mas não perco a piada: Eu também só tenho um pulmão direito. Aliás, toda a humanidade sempre que teve pulmão direito tinha apenas um. :) :) :)

      Agora a sério: é claro que você quis dizer um pulmão, no caso o direito. Mas me perdoe o espírito zueiro pois não pude resistir.

    • O outro é esquerdo.

    • É claro que era zoeira.
      Soube de um caso em que o namorado disse para a namorada que só tinha um pulmão direito.
      A pobre coitada foi dormir, passou a noite chorando e no dia seguinte apareceu para ele, abatida e inconsolável.
      – Fiquei muito triste em saber que V. só tem um pulmão direito, disse ela.
      – Desculpe, meu amor, eu estava brincando. O outro pulmão é o esquerdo.

    • Eu também só tenho “… um pulmão direito”!!!!

  2. Não temos mais fé! Se a água é benta, ela não pode portar e transmitir um vírus, pelo contrário. Depois de benzida é remédio para a alma e para o corpo. Os antigos acreditavam assim. Mas nós confiamos mais na ciência moderna que no poder de Deus. Que infelicidade!

  3. Dado ao campo que labuto, muitas vezes ouço questionamento da existência de Deus. Afinal qual ser bondoso nos criaria para sofrer, para sermos fragelados por doenças cruéis, ainda podermos ser vítimas de catástrofes naturais como tempestades, cheias, terremotos, vulcões, pestes. Ou ainda permitir que homens assassinem seus irmão com requites de crueldades. Fome, probreza, etc. Para enteder isso sem dúvida é preciso ao menos ter a boa vontade de tentar “conhecer a Deus”. Coisa que o mundo de hoje despreza, ignora, trata com algo místico, de faz de conta. Nos dias atuais em que é possível acender uma vela para Deus e outra para o Demônio, o tal do ecumenismo para o bem comum, sem dúvida “renegar” as coisas da Fé é possível sem pena de consciência. Muitos já enterpretam as míserias, epidemias, doenças, violências, como castigos do fim dos tempos. Como cristãos, verdadeiros cristãos, devemos ver nesses sinais a infinita misericórida de Deus. Quem como Deus, disse Miguel, afinal somente o Criador e Senhor de todas as coisas para tirar das contrariedades algo de bom. Teria Deus sido mal em permitir que seu ùnico Filho, padecesse e morresse na Cruz? Diante de tantas “asneiras” oriundas de clérigos que chegam a negar a divindade de Cristo, a condenação eterna, nós cristãos, verdadeiros cristãos devemos humilharnos diante de Deus, e a exemplo de Jonas, cobrir pelas cinzas de humildade, mortificarmos, e voltarmos para a Graça de Deus. Confesso que vejo até com bons olhos o não comugar, ainda que por uma desculpa de contaminação, pois pelas tantas comunhões sacríligas que se fazem, estamos pedindo aos Céus que nos castigue. As profanações que nesses meses, natal e carnaval descaradamente se prestaram os homens contra Deus e sua Santíssima Mãe, sem dúvida estaríamos sob um novo dilúvio, uma nova chuva de fogo e enxofre do céu. Rezemos pela nossa perseverença final e conversão dos pecadores.

  4. Interessante! Pq nunca se pensou em medidas profiláticas após as ofertas? Pq pouco tempo depois muitos fiéis iriam receber a comunhão com as mãos. Eu poderia aqui elencar mais uma porção de situações outras! Bem sabemos q o “buraco é mais embaixo” e no caso, esse buraco, é bem “quentinho”.