Ao Santíssimo Nome de Jesus, o Coronavírus se dobre.

 

Sacerdote libanês abençoou seu povo.

Tags:

8 Comentários to “Ao Santíssimo Nome de Jesus, o Coronavírus se dobre.”

  1. Amém!

  2. Após as concessões do Vaticano à igreja comunista chinesa, apesar das advertências do Cardeal Zen, misteriosamente aparece um vírus tendo a China como a primeira em número de mortos, e depois a Itália, sede do Vaticano. Muito interessante …

    • Não compartilho destas espécies de suspeitas. Não faz nenhum sentido Deus castigar o povo pelo (suposto) erro dos hierarcas. Castigar beltrano pelo erro de fulano é coisa de um injusto e desequilibrado, seria blasfêmia atribuir uma monstruosidade desse tipo a Deus.

  3. A título de serviço público de informação, a seguir envio a URL de um site da Merck, Sharp & Dome dedicado exclusivamente a profissionais da área médica em todo o mundo mas perfeitamente accessível ao leigo no assunto, onde constam informações completíssimas e atualizadas sobre o coronavirus e todas as suas formas existentes, permitindo que se desfaça a carga de boataria que envolve o Brasil e o mundo sobre o assunto, via de regra através principalmente das mídias impressas e de televisão.
    O site é em inglês mas selecionável para o português.

    https://www.msdmanuals.com/pt/profissional/news/editorial/2020/02/26/18/41/covid-19-what-we-know

    • Augusto Primo, historicamente falando, são nas perseguições e castigos que há mais conversões. É raro, uma nação flutuando no bem estar e prazer pensar em conversão. A Europa já deixou de ser um continente cristão católico há muito tempo, basta ver as igrejas vazias e muitas sendo transformadas em boates, bares, academias, lojas, etc. O que não faz sentido é Deus não se manifestar diante de tanto pecado e desprezo com Sua Pessoa, isso sim seria injusto. E blasfêmia é acreditar que castigo é para o mal das almas, pelo contrário, pode-se até matar o corpo, mas muitas vezes é motivo para salvação das almas, que são eternas e é o que mais interessa no campo religioso.

  4. As epidemias de outros séculos, como a Peste Negra e a Gripe Espanhola, devastaram populações porque não tiveram orações feitas pela Igreja para debelá-las?

  5. OFF: em Salvador, sai dom Murilo Krieger sem o barrete cardinalício e entra dom Sérgio da Rocha, cardeal já criado. O papa argentino não quer mais cardeais brasileiros.
    https://www.cnbb.org.br/papa-acolhe-renuncia-de-dom-murilo-krieger-e-nomeia-novo-arcebispo-para-salvador-ba/

  6. AMÉM!