Carta aberta do Arcebispo Carlo Maria Viganò ao Presidente Trump.

7 de junho de 2020

Domingo da Santíssima Trindade

Senhor Presidente,

Dom Carlo Maria Viganò.

Dom Carlo Maria Viganò.

Nos meses recentes temos testemunhado a formação de dois lados opostos que eu chamaria bíblicos: os filhos da luz e os filhos das trevas. Os filhos da luz constituem a parte mais evidente da humanidade, enquanto que os filhos das trevas representam uma absoluta minoria. E, no entanto, os primeiros são objeto de uma espécie de discriminação que os coloca numa situação de inferioridade moral relativamente a seus adversários, que frequentemente mantêm posições estratégicas no governo, na política, na economia e na mídia. De um modo aparentemente inexplicável, os bons são feitos reféns pelos maus e por aqueles que os ajudam, seja por interesse, seja por medo.

Estes dois lados, que têm uma natureza bíblica, seguem a nítida separação entre os filhos da Mulher e os filhos da Serpente. De um lado estão aqueles que, embora tenham mil defeitos e fraquezas, são motivados pelo de desejo de fazer o bem, de ser honestos, de formar família, de se dedicar ao trabalho, e dar prosperidade à sua pátria, de ajudar os necessitados e, obedecendo a Lei de Deus, merecer o Reino dos Céus. Do outro lado estão aqueles que servem a si próprios, que não detêm quaisquer princípios  morais, que querem demolir a família e a nação, explorar os trabalhadores para tornarem-se indevidamente ricos, fomentar divisões internas e guerras e acumular poder e dinheiro: para eles a ilusão falaciosa do bem estar temporal levará um dia – se eles não se arrependerem  – ao terrível destino que os espera, longe de Deus, na danação eterna.

Na sociedade, Senhor Presidente, estas duas realidades opostas coexistem como inimigos eternos, assim como Deus e Satanás são inimigos eternos. E parece que os filhos das trevas – que podemos facilmente identificar com o deep state a que V. Exa sabiamente se opõe e que está, nestes dias, em guerra feroz contra o senhor – decidiram mostrar suas cartas, por assim dizer, revelando agora seus planos. Eles parecem estar tão certos de já ter tudo sob controle que deixaram de lado a circunspecção que até agora tinha escondido, ao menos parcialmente, as verdadeiras intenções deles. As investigações em curso revelarão a verdadeira responsabilidade daqueles que manipularam a emergência do Covid não apenas na área da assistência médica, mas também na política, na economia e na mídia. Descobriremos provavelmente que nesta colossal operação de engenharia social existem pessoas que decidiram o destino da humanidade, arrogando-se o direito de agir contra a vontade dos cidadãos e de seus representantes nos governos das nações.

Descobriremos também que os tumultos destes dias foram provocados por aqueles que, vendo que o vírus está inevitavelmente desaparecendo e que o alarme social da pandemia está minguando, tiveram necessariamente que provocar distúrbios sociais, para que fossem seguidos de repressão que, embora legítima, pudesse ser condenada como agressão injustificada contra a população. O mesmo está acontecendo na Europa, em perfeito sincronismo. Está absolutamente claro que o uso de protestos de rua é instrumento para os propósitos daqueles que, nas próximas eleições presidenciais, gostariam de ver eleito alguém que incorpore os objetivos do deep state e que expresse fielmente e convincentemente esses objetivos. Não será surpresa se, dentro de poucos meses, soubermos que, escondidos novamente por detrás desses atos de vandalismo e violência, estão aqueles que esperam lucrar com a dissolução da ordem social para construir um mundo sem liberdade: Solve et Coagula, como ensina o provérbio maçônico.

Embora possa parecer desconcertante, os alinhamentos opostos que descrevi também existem nos círculos religiosos. Existem Pastores fiéis que cuidam do rebanho de Cristo, nas há também mercenários infiéis que procuram dispersar o rebanho e entregá-lo para que seja devorado pelos lobos vorazes. Não é surpreendente que estes mercenários sejam aliados dos filhos das travas e odeiem os filhos da luz: assim como existe um deep state, existe também uma deep church que trai seus deveres e renega seus compromissos perante Deus. Assim, o Inimigo Invisível, que os bons governantes combatem nos negócios públicos, é também combatido pelos bons pastores na esfera eclesiástica. Trata-se de uma batalha espiritual, da qual eu falei em meu recente Apelo publicado no dia 8 de maio.

Pela primeira vez, os Estados Unidos tem em sua pessoa um presidente que corajosamente defende o direito à vida, que não tem vergonha de denunciar a perseguição aos cristãos ao redor do mundo, que fala de Jesus Cristo e do direito dos cidadãos à liberdade de culto. Sua participação na Marcha pela Vida, e mais recentemente sua proclamação do mês de abril como Mês Nacional da Prevenção do Abuso Infantil, são ações que confirmam de que lado V. Exa deseja lutar. E quero crer que nós dois estejamos do mesmo lado nesta batalha, embora com armas diferentes.

Por essa razão, acredito que o ataque que V. Exa sofreu após sua visita ao Santuário Nacional de São João Paulo II é parte da narrativa orquestrada pela mídia que não busca lutar contra o racismo e promover ordem social, mas agravar os ânimos; não busca a justiça, mas legitimar a violência e o crime; não deseja servir à verdade, mas favorecer uma facção política. E é desconcertante que haja bispos – como os que eu denunciei recentemente – que, por suas palavras, provam que estão alinhados com o lado oposto. Eles são subservientes ao deep state, ao globalismo, ao “pensamento alinhado”, à Nova Ordem Mundial que eles invocam com frequência cada vez maior chamando-a de fraternidade universal que nada tem de cristã, mas que evoca os ideais maçônicos daqueles que querem dominar o mundo expulsando Deus dos tribunais, das escolas, das famílias e, talvez, até mesmo das igrejas.

O povo americano é maduro e entendeu agora o quanto a mídia tradicional não deseja disseminar a verdade, mas quer silenciá-la e distorcê-la, propagando a mentira que útil para os objetivos de seus senhores. No entanto, é importante que os bons – que são a maioria – despertem de seu marasmo e não aceitem serem enganados por uma minoria de pessoas desonestas com propósitos inconfessáveis. É necessário que os bons, os filhos da luz, se unam e façam ouvir suas vozes. E que maneira mais eficiente existe de se fazer isso, Senhor Presidente, do que pela oração, pedindo ao Senhor para proteger V. Exa, os Estados Unidos e toda a humanidade deste enorme ataque do Inimigo? Diante do poder da oração, as enganações dos filhos das trevas cairão, suas conspirações serão reveladas, suas traições serão desvendadas, seu poder assustador acabará em nada, será revelado e mostrado ser o que é: uma fraude infernal.

Senhor Presidente, minhas orações estão continuamente voltadas à amada nação americana, para onde tive o privilégio e a honra de ser enviado pelo Papa Bento XVI como Núncio Apostólico. Nesta hora dramática e decisiva para toda a humanidade, oro por V. Exa e por todos aqueles que estão ao seu lado no governo dos Estados Unidos. Tenho certeza de que o povo americano se une a mim e a V. Exa em oração a Deus Todo Poderoso.

Unido contra o Inimigo Invisível de toda a humanidade, eu abençoo V. Exa e a Primeira Dama, a amada nação americana, e todos os homens e mulheres de boa vontade.

+ Carlo Maria Viganò

Arcebispo Titular de Ulpiana

Ex Núncio Apostólico nos Estados Unidos da América

Obs.: São denominadas deep state [governo profundo] organizações  (militares, policiais, judiciárias, grupos políticos etc.) que trabalham secretamente para proteger interesses particulares e governar um país sem terem sido eleitas.

Fonte: Life Site News

20 Responses to “Carta aberta do Arcebispo Carlo Maria Viganò ao Presidente Trump.”

  1. Absolutamente lúcido e verdadeiro.

    • Vivemos o fim dos tempos anunciados pelas sagradas escrituras. Tenho certeza que DEUS, nosso Pai amado e que nosso Senhor Jesus Cristo, estão no controle de tudo.
      O PresidenteTrump assim como o Presidente Bolsonaro são as espadas humanas que os céus estão usando pra nos livrar das artimanhas de lucifer e seus seguidores no Deep State e nos gabinetes da Onu e escritórios de luxo dos globalistas mundo a fora.

  2. Parabéns Arcebispo Viganò pela sua lucidez e coragem. Concordo em td q o senhor ali colocou nesta carta. Q Deud o abençoe cafa vez mais!!!

  3. Muito importante o conteúdo dessa carta aberta de Dom Viganò ao Presidente dos EUA. De certa forma, os motivos de preocupação de Dom Viganò em relação à sociedade americana também estão presentes em outros países.
    É interessante notar também que ele tem insistido no combate espiritual em que os fieis estão engajados, mesmo que alguns não tenham consciência disso. Nesse sentido, foi muito relevante o apelo que ele fez, por exemplo, aos sacerdotes e bispos a rezarem o Exorcismo de Leão XIII no Sábado Santo deste ano. Porém, parece que esse apelo não teve muita resposta ou não foi comentado.

  4. Enquanto isso, o clero brasileiro prefere seguir o “socialismo moreno” cubano à Cruz de Cristo, enganando um bando de beócios doidos para acabarem com tudo e transformarem este mundo num inferno terrestre.

  5. Os inimigos estão devidamente identificados:o deep state e a deep church. Muito bem D.Vigano .Quem fala assim não e gago,como diz o português.O derradeiro combate do demónio, com a sua consequente
    derrota,Vamos a isso.

  6. Ainda há santos e profetas pastores na minha Igreja. Que arcebispo corajoso! D. Viganó, ex-nuncio do Vaticano nos EUA alerta Trump alertanto que, como existe um Estado profundo (Deep State), há também uma Igreja profunda que trai seus deveres e renuncia a seus devidos compromissos diante de Deus”. “Existem pastores fiéis que cuidam do rebanho de Cristo”, Viganò elabora, “mas também existem infiéis mercenários que procuram dispersar o rebanho e entregar as ovelhas para serem devoradas por lobos vorazes. Não é de surpreender que esses mercenários sejam aliados dos filhos das trevas e odeiam os filhos da luz.
    Moral: Há bispos que sucedem Pedro e Paulo, mas há também bispos que são herdeiros de Judas Iscariotes, o traidor de Jesus. Como a história se repete.
    A vinda de Jesus deve estar próxima…

  7. Estamos ao lado do Revmo D Viganò, nessa ferrenha guerra contra os diabolistas das trevas, nós os filhos da luz , desafiando-os e os denunciando com intrepidez e recorrentemente, que à verdade representamos o bem e prevaleçamos contra esses entes malignos: “Porquanto, nossa luta não é contra seres humanos, e sim contra principados e potestades, contra os dominadores deste sistema mundial em trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. Por esse motivo, revesti toda a armadura de Deus, a fim de que possais resistir firmemente no dia mau e, havendo batalhado até o final, permanecereis inabaláveis, sem retroceder. Ef 12-13.
    Sabemos que diversas conferencias episcopais estão com muitos infiltrados comuno-maçonistas, todos, dependendo que nos nos relatam em suas homilias são LAVAGENS CEREBRAIS, enaltecendo as malignas e detestáveis ideologias marxistas por meio de disseminação do MARXISMO CULTURAL, aparentando essas ideologias com o evangelho, com suas sutis mutilações ou adendos, visando enganarem os desinformados ou os incautos de sempre, preocupados mais com coisas terrenas, finanças, bem estar e prazeres carnais!
    A destinação da missiva foi muito bem direcionada, pois os EUA após o comuno-islamita Obama piorou sensivelmente para pior, pois e ele e seus comparsas conduziram essa nobre nação quase ao abismo acaso eleita a vermelha Hillary. O presidente D Trump tenta com audaz empenho para reconquistar para o lado do bem, de Cristo Jesus, tendo Nossa Senhora como nosso modelo de virtudes – recorramos sempre a ela!
    “Todos os atletas se impõem a si muitas privações; e o fazem para alcançar uma coroa corruptível. Nós o fazemos por uma coroa incorruptível. Assim, eu corro, mas não sem rumo certo. Dou golpes, mas não no ar” 1 Cor 9 25-26.

  8. Dom Viganò citou uma frase em latim: “Solve et Coagula”. Apesar de breve, essa frase teria um significado importante, melhor dizendo, conteria um aviso, uma advertência importante.
    A respeito disso, falou o Dr. Taylor Marshall. Quem quiser se informar mais, eu sugiro o seguinte canal:

    https://www.youtube.com/channel/UCxCAz_SfGXIkoyEjhPfSrOA/videos

  9. Não passarão! O slogan revolucionário permanece, pois patente que não toleram que conservadores estejam em postos chaves da sociedade. O mundo virou nos últimos dias um grande tabuleiro onde enormes jogadas ousadas foram feitas em detrimento da vigência de princípios cristãos. Está sendo tão facilmente perceptível porque sequer agiram com sutileza e compostura.
    Longe, mas muito longe de atribuir a Trump e a Bolsonaro os galardões de modelos de cristãos, mas o que representam gera a mais absoluta intolerância a ponto de não deixarem passar. E neste cenário não há como não incluir Bento XVI, que não passou.
    Pois a quarentena permitiu, a contragosto de muitos, observar o jogo despudorado, porque até a rebelião de Paris, no revolucionário ano 1968, tentaram ressuscitar.
    O conservadorismo expande-se, e muito em razão da internet, que teve um efeito certamente não pretendido. Aguardemos, pois virá um dia que as redes sociais serão afetadas, para que o absoluto controle da informação seja retomado principalmente pelas mídias tradicionais para serem novamente as “fazedoras de opinião”.

  10. Esse Santo homem Dom Carlo Maria Viganò tem de viver escondido pois a Deep Church quer mata-lo. A que ponto chegamos.

  11. Excelente e impecável leitura da realidade!
    De pleno acordo, como simples cidadã brasileira, me Uno e replico as suas orações. Obrigada por compartilhar sua visão de Luz. Parabéns!

  12. Sua Excelência Reverendíssima está pegando fogo nesses últimos tempos, por Deus, o homem não deixa passar uma. Que falta faz pastores como ele, que Nosso Senhor aumente seus dias!

  13. O próprio da Igreja é que Ela seja uma sociedade visível, aparente. De tal forma que seja conhecida e reconhecida por todos. Hoje, a Igreja é como um “iceberg”, e sua ponta emergente são os contrarrevolucionários (os Santos e pessoas de altíssima virtudes-senão a promessa do Senhor Jesus ficaria sem efeito).
    A existência (destes acima) é uma afirmação anti-caos. Quanto mais isolados ficam, desde que nosso estandarte das fé esteje no alto, se identificam aos olhos do mundo com a Causa da Igreja.
    E, quanto mais nos isolem, mais alto se ver esta fé da Santa Igreja neste Santos etc). Tudo que resta de autenticidade, de luminosidade, de pureza, o mundo o verá refletido neles. O que fica nas almas de nostalgia da Igreja Católica, elas verão em nesta fé destes homens….
    Tudo o que resta de influência e de princípios da Igreja Católica será reconhecido pelos estes homens. Essa luminosidade às vezes não é inteiramente explicita, mas existe. “A luz brilhou no meio das trevas e as trevas não a compreenderam”, diz a Escritura.
    Antigamente, a viagem de São Paulo a Santos se fazia de trem. A parte alta da serra quase sempre estava coberta pela neblina. No alto, havia sempre uma luz para orientar os passageiros. E essa luz parecia um sol naquele isolamento.
    Assim é como uma pessoa de fora vê brilhar estas almas Santas.
    Onde estão elas, quantos são? Se alguém tiver mais dados informem.

  14. Só que os filhos das trevas não são tão minoria assim, esse “mistério” pode ser melhor compreendido quando da metáfora do joio q está em todos nós, isto posto em alguns momentos por deixarmos nos levar como idiotas úteis pelas nossas más inclinações e dar ouvidos consequentemente ao outro lado, acabamos por engrossar as fileiras do outro lado, apesar de dizer querer ir para o céu, em algum momento muitos irão acabar por se decidirem pelo mal e portanto, não são tão poucos ( pelo contrário ) os q fazem e farão parte do exército do chifrudo…

  15. Igualzinho aos bispos brasileiros rs

  16. Diante da situação que estamos vivenciando no momento atual, nada melhor voltarmos nossos pensamentos AO SENHOR DEUS em oracoes pendindo MISERICÓRDIA para o mundo.

  17. O presidente dos EUA agradeceu a carta do ex-núncio do Vaticano arcebispo Viganó:
    Trump escreveu no Twitter, em 10 de junho: “Muito honrado pela incrível carta do arcebispo Viganò para mim”. E: “Espero que todos, religiosos ou não, a leiam!”

Trackbacks