Live de padre Lodi, logo mais, às 20h: Aborto de criança de 23 semanas.

5 Comentários to “Live de padre Lodi, logo mais, às 20h: Aborto de criança de 23 semanas.”

  1. Não gosto deste termo para este uso: aborto. Aborto é quando a gravidez é interrompida de modo natural. Acontece e é muito triste. Minha irmã passou por isso, minha cunhada também. O que acontece quando a gravidez é interrompida de modo violento é infanticídio pré-natal. Devemos chamar a situações pelos nomes que elas têm!

    • Bom dia, Antonio,

      sim, eu concordo com você. A mídia globalista, inclusive, já evita o termo aborto (carregado com a ideia natural) por um termo mais politicamente correto e “suave”: interrupção da gravidez. Pode ir na Globo e eles já usam este termo maldito.

      Aliás, o infanticídio pré-natal já ocorreu e a menina (inocente e também vítima de tudo isso) recebeu alta.

  2. Infanticídio pré-natal é um termo demasiadamente técnico, devemos chamar de assassinato, puro e simples.
    No mais, sobre a postagem, não tenho Instagram e nem sei usar a plataforma, eu queria que isto estivesse em algum sítio mais permanente, tal como o YouTube.

    • Prezado: aceito sua crítica e entendo seu ponto de vista. Mas sigo o seu pensamento também: assassinato puro e simples é um crime muito, mas muito muito muito menor do que um infanticídio pré-natal. O assassinato pode até ser por legítima defesa e nem ser considerado crime ou pecado dependendo das circunstâncias. Por isso creio firmemente que o crime do infanticídio pré-natal seja denominado dessa forma mesmo: técnica, formal, grande, um palavrão em resumo. Tem que ser assim: chocante, pesado, denso, trágico, dramático. Porque o caso se deve: um ser indefeso, um ser humano no seu momento mais frágil, seus gritos não podem ser ouvidos, suas feições não são belas, sua pequenez não permite a mínima chance de defesa. Alguém precisa defender esses inocentes que não tem ninguém por eles. E mais a mais, não existem os exames pré-natais?

      Por isso defendo este termo: infanticídio pré-natal. E acho que só poderemos vencer esta guerra se começarmos utilizando a grafia e a denominação correta para tão horrendo crime.

      Será que estou errado?