IPCO: Urgente apelo para resistir à traição e ruína do Ocidente.

FratresInUnum.com, 31 de outubro de 2020O Instituto Plínio Corrêa de Oliveira acaba de publicar uma conclamação à resistência diante do grave momento pelo qual passa a civilização ocidental, especialissimamente agravada pela crise abismal que atravessa a Santa Igreja Católica.

O documento está dividido em quatro partes: 

  1. Em primeiro lugar, analisa o momento atual, em que a crise sanitária e as agitações revolucionárias que eclodiram em diversas partes ameaçam a estabilidade das sociedades ocidentais, incitando a radicalismos mais acentuados que, além de desordens morais inaceitáveis, podem ocasionar perturbações cada vez maiores, sem excluírem-se guerras civis.
  2. Em face a este panorama desolador, percebe-se na população uma preocupante perplexidade, um “trauma coletivo” e uma crise de confiança generalizada.
  3. Ao invés de responder a estas necessidades acerbas dos povos apresentando-lhes a resposta sobrenatural da fé católica, com vista a retirar o ocidente desta lama em que se meteu pelo pecado e pelo secularismo, a Igreja resolveu seguir o caminho oposto, adaptando-se a toda a agenda revolucionária. O documento analisa fatos recentes: as declarações de Francisco I em favor das “uniões civis de pessoas homossexuais”, o igualitarismo e multiculturalismo da encíclica “Fratelli tutti”, o globalismo dos pactos econômico e educacional promovidos por Francisco I, o tribalismo da Exortação “Querida Amazônia” e a passividade da hierarquia diante das medidas draconianas dos governos durante a epidemia do vírus chinês.
  4. Por fim, diante de resposta tão inadequada da hierarquia católica, o IPCO e todas as entidades co-irmãs em diferentes lugars do mundo lançam um brado que já não pode mais ser ignorado: RESISTÊNCIA! É hora de nós, católicos, resistirmos a tudo isso de uma maneira ativa, enérgica e responsável.

O documento reproduz as palavras que seu inspirador, o militante católico Dr. Plínio Corrêa de Oliveira escreveu em 1974, diante da política de distensão do Vaticano com o regime soviético:

«Neste ato filial, dizemos ao Pastor dos Pastores: Nossa alma é Vossa, nossa vida é Vossa. Mandai-nos o que quiserdes. Só não nos mandeis que cruzemos os braços diante do lobo vermelho que investe. A isto nossa consciência se opõe.

Sim, Santo Padre – continuamos – São Pedro nos ensina que é necessário “obedecer a Deus antes que aos homens” (At. V, 29). Sois assistido pelo Espírito Santo e até confortado – nas condições definidas pelo Vaticano I – pelo privilégio da infalibilidade. O que não impede que em certas matérias ou circunstâncias a fraqueza a que estão sujeitos todos os homens possa influenciar e até determinar Vossa atuação. Uma dessas é – talvez por excelência – a diplomacia. E aqui se situa a Vossa política de distensão com os governos comunistas.

Aí o que fazer? As laudas da presente declaração seriam insuficientes para conter o elenco de todos os Padres da Igreja, Doutores, moralistas e canonistas – muitos deles elevados à honra dos altares – que afirmam a legitimidade da resistência. Uma resistência que não é separação, não é revolta, não é acrimônia, não é irreverência. Pelo contrário, é fidelidade, é união, é amor, é submissão».

Convidamos todos os nossos leitores a lerem a declaração do IPCO e a divulgarem amplamente entre todos os seus familiares, amigos e conhecidos. É hora de reagirmos. Não podemos ficar parados diante do desmonte da Civilização Cristã!

Tags:

4 Comentários to “IPCO: Urgente apelo para resistir à traição e ruína do Ocidente.”

  1. Plinio Corrêa de Oliveira deixou este exemplo de fidelidade à Cátedra de S. Pedro. Uma ode magnífica de submissão e de amor a Nosso Senhor Jesus Cristo na figura do Papa e de Seus ensinamentos na manifestação clara e precisa do significado do Magistério Infalível. Não conheço na História da Igreja crise tão terrível, mas quanta glória ser fiel a Ela nestes momentos.

  2. Somos radicais contra-revolucionários e implacavelmente resistentes às novidades e imposturas anti cristãs querendo nos impor à força, porém, resistiremos, porque jamais nos submeteríamos como gado tangido placidamente para o pasto para saciar-se, e após alimentado com feno e outros alimentos adequados à espécie, satisfazem-se e tudo certo!
    Dessa forma, os tumultos gerais visando destruir o Ocidente pela Nova Ordem Mundial-NOM, a Igreja Católica tradicional é a mais vergastada de todas – as direções das seitas protestantes aliam-se ao mainstream – e a violência quase generalizada no Ocidente debilita-o no pós entrada do papa Francisco pró esquerdistas, complica-se ainda muito mais a situação atual que já era bastante difícil e recordo:
    *”Campearão vícios de impureza, a blasfêmia e o sacrilégio naquele tempo de depravada desolação, calando-se quem deveria falar” (II, 17). Referiria-se ao papa Francisco silente em defesa da fé católica?
    ** “Tempos funestos sobrevirão, nos quais …. aqueles que deveriam defender em justiça os direitos da Igreja, sem temor servil nem respeito humano, darão as mãos aos inimigos da Igreja para fazer o que estes quiserem” (II, 98). Referiria à quase Alta Hierarquia quase toda silente ou pró esquerdas?
    O Ocidente está sendo enfraquecido por focos de agitação que surgem simultaneamente no mundo todo, oriundos de uma direção comum pelos fantoches da NOM, os social-comunistas!
    Quanta absoluta verdade: … *** “Irmã Lúcia ao Pe Fuentes: “não esperemos que venha de Roma um chamamento à penitência, da parte do Santo Padre, para todo o mundo; nem esperemos também que tal apelo venha da parte dos Senhores Bispos para cada uma das Dioceses; nem sequer, ainda, das Congregações Religiosas. Não. Nosso Senhor usou já muitos destes meios e ninguém fez caso deles. Por isso, agora… agora que cada um de nós comece por si próprio a sua reforma espiritual: que tem que salvar não só a sua alma mas também todas as almas que Deus pôs no seu caminho”…
    * ** N Senhora do Bom Sucesso.
    *** TERTIUM NON DATUR!

  3. Essa conclamação à resistência coincide com a dada pela (suponho) Nova Nova Ordem Mundial neste vídeo. E eles dão razões palpáveis para isso, falando da oportunidade aberta pelo colapso da Nova Ordem Mundial com a pandemia. Isso significa que Deus atendeu as orações que pedem para nos livrar dos males (pelo menos de nos escravizar em uma geração pela chipização, vacinação e estabelecimento de tirania).

    Adeus Globalismo e o plano B sendo acelerado (Casando o Verbo)

    • Há um aspecto pouco salientado ou frequentemente esquecido em todas as análises que circulam quando se trata da existência de uma conspiração mundial contra o Ocidente é o de que há uma crise religiosa (em especial dentro da hierarquia católica), humana, psicológica de onde onde deveria brotar a solução e a necessidade da esperança deixada nas mensagens de Nossa Senhora em Fátima: “Por fim o meu Imaculado Coração triunfará”.