O ecumenismo de São Maximiliano Maria Kolbe.

São Maximiliano Maria Kolbe.

São Maximiliano Maria Kolbe.

“Não há maior inimigo da Imaculada e de Seu Reinado que o ecumenismo de hoje, o qual todo Cavaleiro [da Imaculada] deve não só combater, mas também neutralizar, por uma ação diametralmente oposta e, finalmente, destruir” (S. Maximiliano Maria Kolbe).

Créditos: A Catholic Life 

Publicação original em 22/10/2013

Leia também:

Na festa de São Maximiliano Maria Kolbe: “Só vós destruístes todas as heresias no mundo inteiro”.

8 Comentários to “O ecumenismo de São Maximiliano Maria Kolbe.”

  1. Que santo radical, exagerado e com pouca misericórdia…

    Vivemos outros tempos! Os tempos do CVII e do Papa da misericordia. Essa linguagem passou

  2. São Kolbe criou a Milicia para combater a judeu-maçonaria, um fato muitas vezes omitidos por muitos sites católicos.

  3. Como já disse aqui diversas vezes, ecumenismo é comunismo e S. Maximiliano Maria Kolbe disse exatamente isto apenas usando outras palavras.
    Lembrem-se que não existe maior inimigo da Imaculada no planeta que o comunismo pois isto foi denunciado por Ela mesma em 1917. Como corolário, o comunismo é o grande Mal, é o demônio e deve ser combatido em todas as frentes. É a serpente do Gênesis e a promessa de Deus ao Homem, da Imaculada a lhe esmagar a cabeça.
    Percebam todavia que o comunismo, o grande Mal, aparece sempre vestido com outras roupas tais como: socialismo, fascismo, nazismo, ecumenismo, esquerdismo, coletivismo, anarquismo, sindicalismo, ambientalismo, feminismo, progressismo, bolchevismo, marxismo, stalinismo, leninismo, trotkismo etc., dependendo, pois, do maior ou menor grau do mal que pretenda infligir à humanidade.
    Não se iludam.
    Vade retro Satanás.

  4. O amor e o zelo por Maria e pela fé católica, única salvífica, contrastam com o atual falsário ecumenismo, em que a Igreja, ao invés de condenar as heresias e falsas religiões com seus deuses pagãos, cede em sua doutrina para os atrair, enquanto eles, ao contrário, nada oferecem e ainda a infiltram!
    Temos como a gnóstica, panteísta e transcendental meditação da oriental reencarnacionista detestável para católicos, a Yoga, além do Reiki etc., sendo a principal característica de São Maximiliano Maria Kolbe, cuja memória é recordada pela Igreja no dia 14 de agosto, data em que ele foi brutalmente exterminado pelo nazismo, coirmão do comunismo e fascismo – aliás treis irmãos gêmeos, filhos dos mesmos pais e mães.

  5. “O proposito do Cavaleiro da Imaculada não é apenas aprofundar e fortalecer a fé, apontar para o caminho verdadeiro do ascetismo, e familiarizar os fiéis ao misticismo Cristão. Em consonância com os princípios da “Milícia da Imaculada”, nós também queremos nos comprometer na tarefa de conversão dos não-Católicos. O tom da revista será sempre amigável para com todos, independentemente das diferenças na fé ou nacionalidade. Sua característica distintiva será o amor, como ensinado por Cristo. E com este amor pelas almas que se perdem, mas ainda em busca da felicidade, a revista fará o seu melhor para denunciar a falsidade, revelar a verdade, e mostrar o verdadeiro caminho para a felicidade.” St.M.M.K., Editorial, Rycerz Niepokalanej, Número 1, Editorial.

  6. Depois do ” novo pentecostes” intentado pelo não só grande mas imenso Papa João XXXIII, cujo fogareu esta aí, o Magistério da Igreja anterior a este mui imenso papa foi jogado na fogueira. Em vista disso, e também por força do sórdido oportunismo de quantos ora chamuscam ou já ardem eternamente no “pentecostes” daquele imenso grande papa, a veracíssima sentença de Maximiliano Kolbe já não tem sentido algum. Feliz dele que morreu sem ver a medonha e colossal traiçao perpetrada não muito tempo depois…

    Vindica, Domine.

  7. Muito bem!!! Parabéns pessoal do Fratres!

    Usar esse espaço para ensinar e propagar a doutrina católica é ótimo!

    Talvez imprimir essa frase afirmação, com a foto de São Maximiliano Maria Kolbe e plastifica-la, afixando-a nas paróquias e universidades católicas, com a autorização do pároco ou reitor seria positivo/interessante.

    Um trecho muito bom, interessante e importante do Papa São Pio X que vem bem a calhar:

    “Que o Estado deva ser separado da Igreja é uma tese absolutamente falsa, um erro dos mais perniciosos. Baseada, como é, no princípio de que o Estado não deve reconhecer nenhum culto religioso, ela é […] culpada de uma grande injustiça para com Deus.”  Papa São Pio X, Vehementer Nos (1906).

  8. O ecumenismo da forma como está no presente não passa de uma farsa bem montada pela maçonaria em conluio com a traiçoeira e perjura maçonaria eclesiástica, sem a qual ficaria a ver navios, portanto impulsionadora desse ecumenismo ardiloso, em que a Igreja católica só cede a eles desde o início do Vaticano II, como o papa João XXIII e sua Igreja misericordiosa e seu sucessor papa Paulo VI seguindo no mesmo estilo, sem a severidade anterior condenatória de ante do V II, e em contrapartida, apenas afundam a ela aproveitando a oportunidade de infiltrar seus comandados na alienação e nas ideologias de desmiolados, esses parecendo reedições de Talibãs – aliás aqui temos o Lula do PTalibã!
    Observe que os comunistas – esquerdas em geral – que são comunonazifascistas, acostumaram-se a nos chamarem de fascistas, recordando a frase do carniceiro Lênin: “chame os outros do que v é e acuse os outros do que v faz”, quer dizer, eles são os comunistas, são sinônimos, mas nos chamam de fascistas, sendo ambos a mesma coisa, dá no mesmo, pois na 2ª Grande Guerra Mundial eram aliados, até que Hitler traiu Stálin e se deu mal invadindo a Rússia, mas danou-se porque trombou com o “General Inverno” de -40º abaixo de zero, que gelava até o combustível!