Cardeal Marx celebra missa LGBT com o nihil obstat do Papa Francisco

FratresInUnum.com, 23 de junho de 2022 – Entrevista traduzida ao espanhol por Secretum Meum Mihi – O Cardeal Alemão Reinhard Marx, um dos mais progressistas de todo o mundo, concedeu uma entrevista péssima ao jornal italiano La Stampa em que toca diversos temas importantes, como o dos homossexuais na Igreja.

O Card. Marx flexiona, como esperado, o tema do celibato sacerdotal, que poderia ser opcional; diz que as mulheres precisam participar do governo da Igreja; também afirma a necessidade de uma mudança de compreensão na moral sexual (afirma categoricamente que o sexo não é apenas para a procriação, mas sobretudo para a relação); diz que o problema dos abusos sexuais é que são abusos de poder, de um superior religioso sobre um subordinado; condena o apoio do patriarca Kyril à guerra contra a Ucrânia como “incompreensível e insuportável”; e almeja a “desclericalização da Cúria romana”.

Quanto ao tema dos homossexuais, faz uma revelação desconcertante: celebrou-lhes uma missa com a aprovação do Papa Francisco. Ele ainda faz afirmações chocantes, como a necessidade de “abençoar” as uniões entre homossexuais para incentivá-los:

“Recentemente fui convidado para uma missa católica organizada por pessoas LGBTQ+ em Munique. Eu celebrei pelo vigésimo aniversário dessas missas. Fiz isso depois de ter informado o Papa. Ele queria dar um sinal: ‘Você faz parte da Igreja’. A orientação sexual não pode e não deve levar à exclusão da Igreja. Não é possível! Casais homossexuais também vivem sua própria relação com amor: então, por que não dizer a esses casais ‘que Deus esteja com você em seu caminho’ como um incentivo? Basicamente, estamos falando de uma bênção, não do sacramento do matrimônio. Uma vez, expressei-me assim e tive um pouco de dor de cabeça… O centro dos casais, homossexuais ou não homossexuais, não é o sexo: está representado pelo desejo de transcorrer a vida juntos, de amor, de confiança recíproca, de fidelidade até a morte. Portanto, não posso dizer que tudo isso é pecado. Claro, a discussão sobre isso é muito emocional. De vez em quando me surpreende que esse argumento ainda encontre tanta resistência”.

Card. Marx.

A entrevista inteira pode ser lida em espanhol no site Secretum Meum Mihi.

Entrevista em italiano do Card. Marx.

18 comentários sobre “Cardeal Marx celebra missa LGBT com o nihil obstat do Papa Francisco

  1. Eu só tenho duas palavras: maçonaria eclesiástica. Procurem a história de vida de Dom Luigi Villa, que lutou a vida inteira contra eles; São Pio de Pietrelcina foi quem o designou para tal missão. Eles estão cumprindo a profecia de Nossa Senhora em La Sallete e também as revelações de Nossa Senhora para a Reverendíssima Madre Mariana de Jesus Torres, uma das fundadoras das Concepcionistas em Quito.

    Curtir

  2. Esta terrível notícia não é fruto do espírito revolucionário, como alguns diagnosticam, mas é fruto do pecado, consequência já apontada por Nosso Senhor Jesus Cristo. Somente a depravação pecaminosa explica a insistência deste cardeal nestes temas de sobrelevação da condição homossexual, e explica, porque não, a possível autorização de Francisco. Pecados abomináveis vão se acumulando na alma desse cardeal degenerado a ponto de um dia expressar ideologicamente a abominação. Destaco que o cardeal não defende que devemos ser misericordiosos com os homossexuais, como a qualquer pecador, mas procura justificar ideologicamente a condição homossexual como se tal condição não fosse pecado, mas ato geneticamente natural tal qual os praticados pelos homens com mulheres na condição conjugal. A explicação ideológica não é limitada à subversão aos ensinamentos de Cristo, mas também uma justificativa pessoal para se livrar da consciência que martela no espírito do prelado a sua condição de depravação (não necessariamente de homossexual). Eis que presenciamos o que faz o pecado ao pecador renitente. E se confirmada a versão, sob às bençãos de Francisco, que seria, se verdade a versão deste Marx, um celerado pior que o cardeal.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Um verdadeiro PAPA, legítimo sucessor de são pedro e pastor universal, cabeça visível da Igreja, pode dizer algo desse tipo?

    Ou é um deslize, um erro de interpretação, uma mágica de palavras, uma reflexão enquanto doutor privado que em nada modifica ou influência a Igreja?

    Sejam sinceros: diante dessas palavras do Francisco, o cantor Gil está certo, os sodomitas terão que vontade de mudar? Você teria?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Não iria por esse viés, imputando a Bento XVI a assunção do Cardeal Marx a tal função, como também usar o termo “erros do seu pontificado” sem ao menos situar os fatos. Se a Máfia de San Galo é um fato real, o que eu creio que seja, as pressões sobre o pontificado de Joao Paulo II, Bento XVI, a eleição do Papa Francisco e a liberdade sinodal(hoje “todo o mundo católico” promove sinodos e mais sinodos), como também os diversos estratagemas pastorais que são introduzidos com o intuito de destruir a fé católica, tudo isso só será trazido à tona quando Mt 25, 31-46 se cumprir… Não se trata mais de um papa assinar isto ou aquilo. Sei que a briga pelo poder na Igreja de Cristo é muito mais complexa do que imagino. O manto do Senhor Jesus há muito vem sendo dilacerado de todas as formas – dentro e fora de Roma – fazendo minhas as palavras da religiosa Catarina Emmerich.

      Curtir

  4. Eu não acredito nisso, quero não acreditar.

    Sabe-se bem que o Papa Francisco é confuso, mas sabe-se muito melhor que este cardeal é um mentiroso, então, prefiro crer que ele esteja manipulando as palavras do papa, que ao papa deve ter dito outra coisa, menos escandalosa.
    Dizer que, situacionalmente, sodomitas fazem parte do corpo-de-cristo não é nada errado, o joio e o trigo pertencem ao campo do Senhor, agora, da maneira e com a intenção que o cardeal pretende são outros quinhentos…

    Curtir

  5. A fumaça de Satanás entrou na Igreja. Não há como negar, não há como não ver.
    Não se trata exclusivamente de Francisco, mas da facção que o alçou fraudulentamente ao trono de Pedro e que pretende fazer seu sucessor, o próximo usurpador.
    E também o óbvio, quanto mais espaço e liberdade tiverem, mais almas arrastarão para o inferno.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Se esse senhor mente em seu relato, dada a abrangência e gravidade da matéria, não seria o caso de Sua Santidade demovê-lo das ordens eclesiásticas ou, quando menos, suspendê-lo a divinis?

    Curtir

    1. Sim, seria o caso. Mas por tudo que vem acontecendo, pode ser que Sua Santidade não faça nada, consentindo pelo silêncio. Ou algum jornalista publique algo que Sua Santidade tenha dito em favor do referido cardeal, e que, do mesmo modo, Sua Santidade não desminta o jornalista.

      Curtir

  7. O espírito revolucionário é a atual manifestação do pecado no mundo. Como disse Saul Alinski, “o primeiro radical da história humana, o qual se rebelou contra a classe dominante e fez uma rebelião tão eficaz que pelo menos ganhou seu próprio reino – Lúcifer.”

    Curtir

    1. Prezada Maria.
      Alinski foi um comunista radical, judeu apóstata, e grande parte do avanço esquerdopata nos USA ocorreu graças a ele.
      Com todos esses predicados ele não poderia ter dito a verdade nessa afirmação, já que Lucifer não fazia parte da raça humana vez que era um anjo, e também não “ganhou” um reino, tão somente foi expulso da visão de Deus para outro espaço.
      Mas é verdade que ele foi o primeiro revolucionário, o primeiro marxista, comunista, socialista…

      Curtir

  8. Todo mundo sabe que um dos maiores males na Igreja sao os seguidores do pecado de sodoma que infestam o clero. Nao me admira que esta Cardel apoia isto.

    Curtir

  9. O fim dos tempos em que Daniel com mais de 80 anos recebeu de Deus tais revelações. Estamos nesse tempo presente assistindo o fim dos tempos , isso deveras está se cumprindo .
    Quanto mais leio as escrituras e acompanho a vida de alguns santos que viveram o evangelho , conscientizo -me das verdades traçadas por Deus , e mais temor e respeito guardo por Deus .

    Curtir

  10. Sua “eminência” KarlDeal Marx não é aquele que teve a renúncia recusada por Sua “santidade” o Argentino Pontífice, satisfeitíssima com seu trabalho pastoral? Então…

    Curtir

  11. O pior dessa afirmação de Alinski é que ele admite que o revolucionário tem motivação diabólica, e não benigna como querem fazer crer os militantes.

    Curtir

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de Fratres in Unum.com. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s