Posts tagged ‘Atualidade’

12 agosto, 2008

Dom Fernando Rifan esclarece status da Capela Santa Luzia

Um gentil leitor nos envia o seguinte esclarecimento de Dom Fernando Arêas Rifan:

De: Dom Fernando
Enviada em: terça-feira, 12 de agosto de 2008 12:06
Assunto: Re: Capela Santa Luzia

Caro X,

Obrigado por seu e-mail. Estava de viagem, por isso demorei em lhe responder. Fique tranquilo, pois esses boatos são falsos. A Missa na capela de Santa Luzia é de nosso grande interesse, pois faz bem a muitas pessoas. Para substituir o Pe. José Henrique escolherei um outro bom sacerdote da nossa ADministração Apostólica. Mas por enquantro farei um rodízio, todas as semanas, para continuarem as Missas do sábado e as duas do Domingo, como também a de São Bernardo. Irão o Mons. José de Matos (dois domingos), Pe. Hélio Buck e mais um outro sacerdote, até a nomeação do padre definitivo. Que Deus o abençoe e a sua noiva.

+ Dom Fernando Rifan

11 agosto, 2008

Curtas

    • A Capela Santa Luzia, em São Paulo, cedida à Administração Apostólica São João Maria Vianney, está sem um Padre fixo encarregado para a celebração da Missa Tradicional nas primeiras sextas do mês, sábados e domingos, como era costume. Por ora, Dom Fernando Arêas Rifan escalou alguns Padres que virão de Campos para suprir as necessidades; entretanto, correm dois boatos. O primeiro: a Administração já não tem mais interesse em manter-se com essa responsabilidade por falta de padres e pela distância. Dom Rifan estaria, então, procurando um outro Padre de São Paulo mesmo para encarregar-se.
    • Outro boato dá conta que Dom Rifan designaria um Padre da própria Administração para ficar definitivamente em São Paulo, já em outra igreja maior que atenderia de maneira mais confortável as necessidades dos fiéis que freqüentam a capela atualmente: uma espécie de paróquia pessoal.
    • Andrea Tornielli informa, em seu blog, o início de uma nova celebração de missa no rito Ambrosiano, conforme o missal de 1954, na arquidiocese de Milão, do progressista Cardeal Tettamanzi. Deo Gratias!
    • Merecem ser vistas as fotos da missa de comemoração do centenário da paróquia dos Dominicanos em Seattle, Washington, EUA. Quase mil fiéis lotaram a igreja para assistir a missa no rito dominicano tradicional. Fotos e mais informações no The New Liturgical Movement.
    • O Cardeal Christoph Schönborn, arcebispo de Viena, condecorou o socialista abortista Renate Brauner com o prêmio da Ordem Pontifícia de São Gregório Magno por seus serviços à saúde pública da cidade e ajuda às instituições católicas de saúde. O Cardeal Schönborn teve grande papel na redação do Catecismo de Igreja Católica e seu compêndio. O prêmio foi instituído em 1831 pelo Papa Gregório XVI, visando condecorar aqueles que prestam grandes serviços à Sé Apostólica…
    • O Padre John Berg, superior geral da Fraternidade São Pedro, concedeu uma entrevista ao The Remnant sobre o primeiro aniversário do motu proprio Summorum Pontificum. Ao ser questionado sobre o uso do segundo Confiteor pelos padres da FSSP, abolido no missal de 1962, o Padre J. Berg respondeu que existe uma variação nos EUA quanto a isso, sendo fator determinante o costume de cada região. Alguns perguntarão: a FSSPX não poderia manter o uso da antiga oração para os judeus sob a mesma justificativa?
    • O discipulado Cristão demanda mais que uma relação polída com Jesus e Sua Igreja. Ele é Nosso Senhor e Deus… O que ele merece é nosso amor — um amor que se expressa em nosso culto, em nosso serviço aos outros e em nossa obediência à Igreja“. É o que diz o Arcebispo de Denver, Charles Chaput, ao chamar o Leadership Conference of Women Religious à obediência católica.
    • O Arcebispo de Gênova, presidente da Conferência Episcopal da Itália e, segundo alguns, maior defensor do Motu Proprio Summorum Pontificum na Itália, Cardeal Angelo Bagnasco, condenou o deputado Mario Borguezio por sua postura anti-islâmica. O deputado pretendia defender a Cristandade contra as profanações do Islã e agiu contra encontros ecumênicos numa igreja de Gênova. De bispos conservadores como esses…
    • Em seu Eleison Comments LVIII, Dom Richard Williamson fala sobre as profecias de Garabandal, segundo ele “um vulcão adormecido” . O bispo, que já havia previsto que o Grande Alerta ocorreria em fevereiro ou março desse ano, reafirma que não sabe a hora fixada por Deus Onipotente… mas dá seu palpite, dizendo que o vulcão poderá entrar em erupção facilmente em 2009… realmente, Kyrie Eleison!
    9 agosto, 2008

    Os muçulmanos, a Revolução e o Vaticano II

    Dignitatis Humanae? Que nada! Sharia nos Chineses!


    Os muçulmanos precisam aceitar os avanços trazidos pelos iluminismo, os famigerados direitos humanos: é o que pediu o Papa Bento XVI, ao constatar que o mundo muçulmano se vê diante da escolha que foi imposta ao mundo cristão.

    Intra muros: tal ultimato foi dado já a Pio XII no pós-guerra e concretizou-se no Concílio Vaticano II, segundo alguns o “1789 na Igreja” ou a sua “Revolução de Outubro”. Imposição que determinou o arquivamento completo, ou — para algumas mentes mais temerosas — uma pequena “correção histórica” ao radicalismo do Beato Pio IX diante do também radical anticlericalismo revolucionário de sua época. Ratificou-se um acordo, ou mais precisamente uma “espécie de Anti-Syllabus”: O Romano Pontífice Romano pode e deve conciliar-se e transigir com o progresso, com o Liberalismo e com a Civilização moderna. A Igreja toma, daí por diante, uma nova postura diante do mundo moderno, não mais de repreensão, mas sim de acolhimento e incorpora aos documentos deste Concílio algumas das idéias do naturalismo iluminista dos livre-pensadores, notadamente a Liberdade de Religião (que afirmam ser uma volta às origens cristãs e direito inato do ser humano).

    Divisão diante da revolução entre os que a aceitam. A Revolução Francesa teria sido radical demais e justificado os anátemas dos Papas Anti-Modernos, de Gregório XVI a Pio XII. Já a Revolução Americana sim teria sido o modelo de laicismo que não exclui Deus da vida pública. Deveria se perguntar: qual Deus, se o Estado não reconhece a verdadeira religião?

    Disso tudo se depreende que é possível, de maneira análoga, ver nos partidários da “Hermenêutica da Ruptura” — defensores do Concílio Vaticano II como um super-dogma ou o início de uma Nova Igreja — situação análoga à dos Revolucionários Franceses. Por outro lado, pode-se dizer que a Revolução Americana é muito bem representada nos que hoje procuram impôr a “Hermenêutica da Continuidade”.

    Diferenças de graus apenas. Ambas as correntes são Revolucionárias, pois bebem da mesma fonte e adotam os mesmos princípios.

    Portanto, convencer os “tradicionalistas” a aceitarem a Revolução será tão problemático quanto pedir o mesmo aos muçulmanos…

    25 julho, 2008

    Pe. Tim Finigan cita nosso humilde blog em seu prestigioso “The Hermeneutic of Continuity”

    Ironia pós-conciliar

    The Fratres in Unum blog has posted Ironia pós-conciliar: Sociedade de Paulo VI which is a Spanish translation of my post the other day on the Society of Pope Paul VI.

    There is something very enjoyable about reading one’s own stuff translated into another language. An extract:

    A SSPVI necessitaria trazer seus próprios cálices de cerâmica, hóstias-pizzas, paramentos de poliester, violões e livros com os hinos para as celebrações. Eles também precisariam de uma tábua de passar roupas para colocar dois castiçais para a missa de frente para o povo.

    (BTW – Fratres im Unum looks a jolly good blog.)