Posts tagged ‘Cardeal Camillo Ruini’

10 setembro, 2012

O debate sobre o testamento espiritual do cardeal Martini.

IHU – Sua última entrevista, publicada postumamente, acendeu a polêmica. As altas hierarquias da Igreja tem ignorado isto, com exceção do cardeal Ruini. Um motivo a mais para analisá-la criticamente.

A reportagem é de Sandro Magister, publicada no sítio Chiesa, 06-09-2012. A tradução é do Cepat.

“O cardeal Martini não nos deixou um testamento espiritual, no sentido explícito da palavra. Toda sua herança está em sua vida e em seu magistério, e a ela faremos referência mesmo durante o tempo. No entanto, escolheu a frase que é preciso colocar em seu túmulo, extraída do Salmo 119 [118]: “Tua palavra é uma lâmpada para meus passos, é uma luz em meu caminho”. Deste modo, ele mesmo nos deu a chave para interpretar sua existência e seu ministério”.

read more »

27 fevereiro, 2012

Medjugorje, um parecer ainda em 2012.

Fratres in Unum.com – Em 6 ou 7 meses terminarão os trabalhos da comissão que desde 2010 investiga, sob os cuidados do Cardeal Camilo Ruini, o “fenômeno Medjugorje”. É o que informa o vaticanista Andrea Tornielli. Os resultados das investigações serão submetidos à Congregação para a Doutrina da Fé e, posteriormente, ao Papa Bento XVI, para que se dê a última palavra sobre as supostas aparições que causam controvérsia desde 1981.

Fiéis rezam em Medjugorje.

Até o momento, os bispos de Mostar, diocese a que pertence Medjugorje, continuamente desautorizaram as ditas aparições. Em 1991, a Conferência Episcopal da antiga Iugoslávia afirmou a respeito dos eventos: “non constat de supernaturalitate”, em uma tradução literal, “não consta a sobrenaturalidade”.

A Comissão chefiada pelo Cardeal Ruini acaba de entrevistar todos os alegados videntes em Roma. Apesar do segredo em torno dos procedimentos, considera-se provável nos sacros palácios que o parecer seja mantido: “non constat de supernaturalitate”. O que significa, segundo o Cardeal Angelo Amato, uma desaprovação. Mas não necessariamente uma condenação ou proibição de peregrinações e tudo o mais que gira em torno da pequena cidade da Bósnia e Herzegovina.

Provavelmente, a Santa Sé procurará manter vivo o que os fiéis buscam ao visitar o local, isto é, a administração dos sacramentos e a devoção a Nossa Senhora. Esclarecendo, contudo, que as mensagens não são sobrenaturais. Resta ainda saber se o parecer tratará daquelas mensagens que, segundo católicos proeminentes, inclusive da hierarquia, destoam da doutrina católica. Algo necessário, mas que por circunstâncias políticas pode sequer ser abordado. Quem viver, verá.

17 março, 2010

Comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé: Comissão Internacional de Investigação sobre Medjugorje.

Foi instituída pela Congregação para a Doutrina da Fé, sob a presidência do Cardeal Camillo Ruini, uma Comissão de investigação internacional sobre Medjugorje. Tal Comissão, composta por Cardeais, Bispos, peritos e especialistas, trabalhará de forma reservada, submetendo os resultados de seu próprio estudo às instâncias do Dicastério.

Fonte: Vatican Information Service