Posts tagged ‘Cardeal George Pell’

6 maio, 2010

Pell, novo prefeito para os Bispos. Sodano se nega a testemunhar no processo de João Paulo II.

Duas notícias trazidas por Andrea Tornielli:

Confirmação do Cardeal George Pell para o Congregação para os Bispos: “Nos últimos dias, Bento XVI recebeu novamente em audiência o Cardeal George Pell, arcebispo de Sydney, e oficializou a nomeação como prefeito da Congregação dos Bispos. Pell posteriormente teve uma longa conversa com o seu predecessor, o Cardeal Giovanni Battista Re. O anúncio da nomeação será feito nas próximas semanas…”

[Atualização – 06 de maio de 2010, às 13:33] Segundo matéria publicada no Kreuz.net hoje, ainda na Austrália, o Cardeal Pell mostrava estar em condições de cuidar da nomeação de bispos católicos. Desde que começou a atuar como arcebispo de Sidney, uma série de bispos católicos ortodoxos foram nomeados. O Cardeal Pell também é muito receptivo em relação à liturgia. Já como arcebispo de Melbourne, ele celebrava missas pontificais regularmente no Rito Antigo naquele local – muito antes do ‘Summorum Pontificum’.

Sodano e Sandri se recusam a testemunhar no processo de João Paulo II: Em carta de 17 de junho de 2008 ao postulador da causa de canonização de João Paulo II, Monsenhor Slawomir Oder, o Cardeal Angelo Sodano, Secretário de Estado de João Paulo II por quinze anos, escreveu: “Pessoalmente considero que o Servo de Deus João Paulo II, de venerável memória, tenha vivido santamente, praticando as virtudes teologais e as virtudes cardeais […] A única dúvida que alguns hoje exprimem diz respeito à oportunidade de dar precedência a tal causa, saltando aquelas já em curso dos Servos de Deus Pio XII e Paulo VI”. A carta chegou no momento da conclusão da “Positio”, o volume com os testemunhos do processo. Convidados, os cardeais Angelo Sodano e Leonardo Sandri (hoje prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais e, na época, substituto da Secretaria de Estado), preferiram não testemunhar. A pergunta que não quer calar: por que os dois homens mais influentes da Secretaria de Estado no reinado de João Paulo II preferiram o silêncio?

29 outubro, 2009

Mudanças na Cúria à vista.

Dom BertelloSegundo Marco Tossatti, do La Stampa, “[e]ntre a Páscoa do próximo ano, segundo vozes recorrentes da Cúria, o Cardeal Giovanni Battista Re deve deixar o cargo de Prefeito da Congregação para os Bispos, um dos pontos-chave em termos de responsabilidade e delicadeza do governo central da Igreja”.  “O seu lugar, segundo fontes bem informadas, poderia ser ocupado pelo atual núncio na Itália, Dom Giuseppe Bertello”. […] “A decisão de colocá-lo à frente da Congregação para os Bispos é – segundo dizem – do Secretário de Estado, o Cardeal Tarcisio Bertone. Monsenhor Bertello desfruta da total confiança do Secretário de Estado…”

Outra mudança esperada seria a partida do Cardeal Walter Kasper, que “não teria visto com bons olhos o momento e o modo do ingresso dos dissidentes anglicanos, gerida de maneira totalmente autônoma (ou quase …) pela Congregação para a Doutrina da Fé. Em seu lugar assumiria o ex-aluno e amigo de Joseph Ratzinger, o Bispo de Regensburg, Gerhard Ludwig Muller.

Rocco Palmo informa que “círculos católicos em Roma e na Austrália estão alvoroçados com os rumores de que o Papa Bento XVI logo irá nomear o Cardeal australiano George Pell a um cargo prestigioso nos altos escalões da Cúria Romana” […]

Entre os Cardeais que já completaram 75 anos estão, além dos Cardeais Walter Kasper e Giovanni Battista Re, o Cardeal Franc Rode (prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica) e o Cardeal Paul Josef Cordes (presidente do Pontifício Conselho Cor Unum).