Posts tagged ‘Cardeal Stanislaw Dziwisz’

6 maio, 2009

Curtas da semana.

Causadores de escândalo.

D. Nicola Bux.“A razão de ser do episcopado está em ser um com a Cabeça do colégio, o Santo Padre. Um bispo que desobedece – como um sacerdote que desobedecesse ao bispo – é como um membro desarticulado do corpo e causa escândalo aos fiéis (…). Por que os bispos têm medo de voltar atrás? A reforma litúrgica não queria também restaurar o antigo? Que coisa é mais venerável que a Missa de São Gregório? Não deveríamos imitar o escriba evangélico que tira do tesouro coisas antigas e novas? Temos incentivado museus diocesanos para admirar as belezas que antes estavam nas igrejas e concertos para escutar a música sagrada que antes se executava nos ritos. Aos museus e concertos só vão os apaixonados, enquanto que à liturgia vão todos. Faz sentido privar o povo do que lhe pertence, favorecendo quase uma Igreja de elite? Antes, bispos e clero, olhemos o grande movimento de jovens que se criou em torno da Missa gregoriana; em contínuo crescimento – basta ver na internet – estão os jovens e não os nostálgicos”. Palavras do Padre Nicola Bux, consultor da Congregação para Doutrina da Fé e liturgista.

Scandalum nostrum quotidianum da nobis hodie: Dom Luís Soares Vieira e a admissão de homossexuais ao sacramento da ordem.

Dom Luiz Soares Vieira(Zero Hora) O vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), bispo dom Luís Soares Vieira (arcebispo de Manaus), disse ontem no encerramento da 47ª Assembléia-geral da entidade, em Indaiatuba (SP), que homossexuais podem ser padres desde que sejam celibatários. “Eles (homossexuais) são pessoas. Têm essa constituição e devem ser tratados como gente, com respeito. Agora, o que se exige do heterossexual para ser padre, se exige também do homossexual. Se ele for entrar no celibato, tem de viver a castidade”, disse.

Scandalum nostrum quotidianum da nobis hodie: Dom Vilson e a ordenação de mulheres.

Dom Vilson“Agora, você vai dizer: ‘amanhã pode acontecer (a instituição da ordenação de mulheres)?’. Pode ser, você tem que respeitar a caminhada da Igreja, o tempo. Por enquanto, a Igreja diz que não, por enquanto não posso levantar uma bandeira e dizer ‘faça isso’. Eles olham a experiência do passado para olhar essa questão. Diria o seguinte: na América Latina, a mulher hoje participa muito mais, tem maior presença da Igreja, é mais engajada, mais participante. Ela não é só maior em número, ela tem maior participação nos ministérios da igreja”. Declarações de Dom Vilson Dias de Oliveira ao Jornal de Limeira, edição de 02 de dezembro de 2007.

Notre Dame é aqui!

“[E]m Belo Horizonte, a PUC Minas, através de sua Pró-reitoria de Extensão, está promovendo o curso ‘Direito à Diferença‘ a ser realizado em sábados, nos meses de abril e maio. Um dos objetivos do curso, voltado principalmente para professores de ensino fundamental e médio é o de “Fornecer subsídios teóricos para a elaboração de métodos e técnicas de intervenção voltadas para o reconhecimento do direito à diversidade e diferença”. Um dos módulos do curso trata do assunto “Representações sobre gênero e orientação sexual: ‘Mitos’ e ‘Verdade. É claro que o curso tem como objetivo promover a ideologia gayzista, servindo de fachada para o pleno exercício, em uma universidade católica, do ativismo homossexual. (…)  Isso está acontecendo em uma instituição universitária católica, que deveria estar promovendo os valores do evangelho, mas contribui para a realização da agenda dos movimentos ativistas homossexuais”. Do site Jornada Cristã.

Diác. Raffray, Pe. Carusi e Diác. BeaugrandOrdenação sacerdotal no Instituto do Bom Pastor.

Os diáconos Hugues Beaugrand e Matthieu Raffray serão ordenados sacerdotes no próximo 4 de julho, na basílica de Sainte Anne d’Auray (Bretanha), por Sua Excelência Reverendíssima Dom Joseph Madec.

Teoria e prática.

(Kreuz.net) Vaticano. É importante viver a comunhão da Fé “com Pedro e sob Pedro”, esclareceu o arcebispo liberal de Viena, Cardeal Christoph Schönborn, segundo informação da ‘Radio Vaticano’ perante cerca de 900 peregrinos por ocasião da peregrinação diocesana de Viena à Roma. No início de fevereiro, o mesmo cardeal sabotou a nomeação desejada pelo Papa Bento XVI de um novo bispo auxiliar de Linz.

Homens de confiança de João Paulo II atravancando sua beatificação?

Segundo Ignazio Ingrao, o Cardeal Angelo Sodano, secretário de Estado no reinado de João Paulo II, teria se recusado a colaborar com a Congregação para a Causa dos Santos nas investigações sobre a vida de João Paulo II; do mesmo modo, o secretário particular de João Paulo II, hoje Cardeal Stanisław Dziwisz, não teria permitido o acesso à totalidade dos documentos que levou embora para Cracóvia.

De volta a seu antigo lar, Arcebispo Burke celebrará a Santa Missa Tradicional.

No dia 19 de setembro, na comemoração do 90º aniversário das Irmãs Carmelitas do Divino Coração de Jesus a serviço da arquidiocese de Saint Louis, seu ex-arcebispo, o Arcebispo Raymond Burke, celebrará uma Santa Missa Pontifical — missal de 1962 — votiva a São José.

¡Dios no se muere! A consagração do Equador ao Sagrado Coração de Jesus e seus efeitos.

Antonio Arreguii EpiscopusA grande surpresa desta semana vem de Dom Antonio Arregui, arcebispo de Guayaquil e presidente da Conferência Episcopal do Equador, e suas palavras acerca da Missa de São Pio V. Ressaltando o ambiente mais sacro e o antigo uso do missal tridentino, o arcebispo diz que nele “se enfatiza a verdade central (…), o sacrifício de Jesus convertido em pão e vinho. [Neste rito o sacerdote] é um verdadeiro alter Christus e na consagração o Pão de transforma no Corpo de Cristo e o Vinho em seu sangue”. Mais informações e o texto completo de Dom Antonio Arregui aqui. Guayaquil conta com a celebração da Santa Missa diariamente.  No século XIX, D. Gabriel García Moreno, presidente católico do Equador assassinado a mando da maçonaria, consagrou a República ao Sagrado Coração de Jesus. A seus algozes disse D. Gabriel: “Eu morro, mas Deus não morre”.

Exigem clareza do Papa: judeus não teriam que abraçar a Fé em Cristo.

(Catholic Culture) Representantes das comunidades cristãs, judaicas e muçulmanas em Israel se encontraram para discutir suas esperanças para a próxima visita do Papa Bento. [XVI]. The Jerusalem Post noticiou que a “Dra. Deborah Weissman, presidente do Conselho de Coordenação Inter-religiosa, disse esperar que a ‘ambivalência’ de Bento sobre assuntos teológicos envolvendo os judeus seja esclarecida. O Papa ainda não deixou absolutamente claro que os judeus não precisam abraçar a crença de que Jesus foi o Messias para serem redimidos, disse”.

A Cruz, escândalo para os judeus, loucura para os pagãos. E também para os bispos da Áustria.

Também Jerusalem Post, em sua edição de 17 de março, informa que o rabino do Kotel (Muro das Lamentações) Shmuel Rabinovitch, se referindo à próxima visita do Papa Bento XVI à Terra Santa, declarou que “não era adequado se aproximar do Kotel com símbolos religiosos, incluindo uma cruz”. Ele considera que “as cruzes são um símbolo que ferem os sentimentos dos judeus”. Por isso, em novembro de 2007, Rabinovitch exigiu que um grupo de bispos austríacos conduzidos pelo Cardeal Christoph Schönborn retirasse suas cruzes peitorais antes de adentrarem ao recinto. Evidentemente os senhores bispos aceitaram a exigência. Entretanto, com o Papa as autoridades já garantiram que não haverá coação.

Imagem do Senhor da Saúde retorna ao altar principal da Catedral.

O Senhor da Saúde.(Creer en Mexico) Depois de mais de três séculos sem ser exposta à veneração pública, a imagem do Senhor da Saúde foi colocada no altar principal da Catedral Metropolitana para pedir peça erradicação da onda de gripe suína. A estatueta foi levada em procissão pelas ruas que circundam o recinto religioso acompanhada pelo ressoar de sinos do templo e por uma centena de paroquianos (…) O presbítero da Catedral, Cuauhtémoc Islas, que encabeçou a procissão, precedida de um ato litúrgico, disse que o Cristo permanecerá no Altar do Perdão até que se supere o alerta médica. (…) A última vez que a imagem do Senhor da Saúde, que se encontrava na igreja da Santíssima Trindade, foi colocada no Altar principal foi em 1691, quando uma epidemia de varíola castigou a cidade e dias depois começou a cessar “como por milagre”. Desde então, esta efígie, entalhada em madeira, é conhecida como o Senhor da Saúde (el Señor de la Salud), atualmente venerada por médicos e enfermos.