Posts tagged ‘Padre Federico Lombardi’

20 junho, 2010

Cardeal Crescenzio Sepe suspeito de envolvimento em corrupção.

Folha – Ansa – O Vaticano expressou neste domingo, por meio do porta-voz Federico Lombardi, o seu apoio ao arcebispo de Nápoles, cardeal Crescenzio Sepe, que é citado pela Justiça italiana em um caso de corrupção e deverá ser ouvido nos próximos dias.

Sepe é suspeito de ter administrado de forma irregular os bens da Igreja quando era prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, organismo do Vaticano que financia as missões católicas no mundo. Tal suspeita partiu de investigações relacionadas à Cúpula do G8, realizada na Itália no último ano, quando este país presidia o grupo formado pelas potências mundiais.

A Promotoria de Perugia reportou que está investigando se Sepe vendeu ou cedeu imóveis do Vaticano em 2005. O nome do cardeal foi citado pelo chefe da Defesa Civil italiana, Guido Bertolaso, que teria dito que o religioso intercedeu para que ele recebesse uma residência em um bairro elegante de Roma.

Em declarações à Rádio Vaticano, Lombardi afirmou ter “confiança” de que a situação do arcebispo seja solucionada “plena e rapidamente, para eliminar as dúvidas, seja sobre sua pessoa, seja sobre as instituições eclesiásticas”.

O porta-voz da Santa Sé apontou ainda que Sepe irá colaborar com a Justiça e que no processo “será necessário levar em consideração os aspectos de procedimentos e de perfis jurisdicionais implícitos nas corretas relações entre a Santa Sé e a Itália”.

Lombardi encerrou suas declarações destacando o “apreço” e a “solidariedade” do clero a Sepe neste “momento difícil” e o classificou como “uma pessoa que trabalhou e trabalha para a Igreja e para o povo que confiou nele de forma intensa e generosa, e tem direito a ser respeitado e estimado”.

Entre outros, pelas obras relacionadas à Cúpula do G8, também é investigado o italiano Angelo Balducci, ex-presidente do Conselho Superior italiano de Trabalho Público e que era “Cavaleiro de Sua Santidade”, cargo do Vaticano que deixou de exercer em decorrência da ação judicial.

Balducci foi um dos responsáveis por construções em La Maddalena, junto ao chefe da Defesa Civil. As denúncias partiram de supostas irregularidades nas licitações de milionárias obras na ilha da Sardenha. Em julho de 2009, a reunião do G8, no entanto, acabou sendo realizada em L’Aquila, localidade que foi destruída por um terremoto em abril do mesmo ano.

14 abril, 2010

Declaração do diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé sobre a entrevista do Cardeal Tarcísio Bertone.

Respondendo a questões de jornalistas sobre o debate após uma entrevista do Cardeal Secretário de Estado no Chile sobre o tema de abuso sexual por membros do clero, o diretor da Sala de Imprensa declarou:

As autoridades da Igreja não consideram de sua competência fazer afirmações gerais de caráter especificamente psicológico ou médico, para os quais remetemos naturalmente aos  estudos dos especialistas e às pesquisas em curso sobre o assunto. No que é de competência da autoridade eclesiástica, no campo das causas de abusos de menores por parte de sacerdotes confrontados nos últimos anos pela Congregação para a Doutrina da Fé, resulta simplesmente os dados estatísticos relatados na entrevista de Mons. Scicluna, na qual falava de 10% dos casos de pedofilia em sentido estrito, e de 90% dos casos a serem definidos, pelo contrário, de efebofilia (ou seja, contra adolescentes), dos quais aproximadamente 60% diziam respeito a indivíduos do mesmo sexo e 30% de caráter heterossexual. Isto se refere, evidentemente, à problemática dos abusos por parte dos sacerdotes e não da população em geral.

Fonte: Boletim da Sala da Imprensa

6 abril, 2010

Uma onda de declarações e retificações enche as páginas dos principais meios de comunicação estes dias.

(05/04/10 –  Sector Católico) Esses dias da Semana Santa também foram agitados do ponto de vista informativo, visto que os meios de comunicação prosseguiram com a sua campanha contra a Igreja e renovaram os seus esforços em atacar a figura do Papa a propósito dos abusos sexuais imputados a alguns sacerdotes de vários países. Porém, assistimos nesses dias a uma serie de declarações e retificações preocupantes e que afetaram novamente a Santa Sé. O protagonista, Raniero Cantalamessa, pregador da Casa Pontifícia, que em sua homilia de Sexta-feira Santa vinculou o anti-semitismo sofrido pelos judeus à perseguição atual sofrida pela Igreja. Horas depois, o porta-voz do Gabinete de Imprensa, Federico Lombardi, teria que retificar publicamente o franciscano por temor da comunidade judaica, que estava novamente indignada com o mundo católico por essas declarações.

Nesse meio tempo, o arcebispo de Canterbury e primaz da autodenominada “Igreja da Inglaterra”, Rowan Williams, falava com gosto dos casos de pederastia na Irlanda, acusando a Igreja Católica de “haver perdido toda a sua credibilidade”. Poucas horas mais tarde, esse prelado se via na necessidade de pedir desculpas por essas palavras infelizes, que, uma vez mais, evidenciam a situação delicada da hierarquia naquele país.

Seja como for, parece que as águas voltaram ao normal e que o diálogo ecumênico e inter-religioso seguirá adiante com ambas as comunidades. O que desde logo, nos parece lamentável, é que, como conseqüência desse diálogo, a Igreja não possa expressar-se com liberdade e todas as declarações públicas do Pontífice ou das pessoas ao seu redor sejam examinadas com lupa e de forma excessivamente crítica.

É verdade que todos nos equivocamos, mas o importante, como sempre, continua sendo fazer a retificação. Por essa razão, é mais que aconselhável que a Santa Sede estabeleça agora um perfil informativo mais baixo, e deixe passar algum tempo para evitar novos incidentes que, desde já, não beneficiam a ninguém, salvo aos inimigos da única e verdadeira Igreja de Cristo.

30 março, 2009

Curtas da semana.

“Sou a favor do amor” – Cardeal Philippe Barbarin

barbarinEm mais outro ataque ao Papa diante de uma igreja francesa, cerca de sessenta membros de organizações homossexuais se posicionaram nos degraus da Basílica de Fourviere em Lyon esta manhã para “denunciar a irresponsabilidade do Papa Bento XVI relativamente à AIDS.” Enquanto os fiéis entravam dentro da igreja para a Missa de domingo celebrada por seu arcebispo, Cardeal Philippe Barbarin, manifestantes representando o Orgulho Lésbico e Gay, o Fórum Gay e Lésbico, e AIDS Rhône abriram uma faixa com o texto “O Preservativo é vida – A Igreja o proíbe” enquanto cantavam, “Não ao callote (solidéu), vida longa ao capote (preservativo)”.  Enquanto isso, em frente da Basílica, cerca de sessenta pais e filhos católicos, reunidos em apoio ao Santo Padre, portavam adesivos com os dizeres “Tirem as mãos do meu Papa”. “Há uma dolorosa falta de compreensão” reclamou o Cardeal Barbarin. “A questão dos preservativos é um assunto proibido e devemos criar condições para um diálogo de respeito mútuo.” Ele continuou, “Devemos ouvir a todos os clamores porque eles procedem do coração, porém, isso não cria as condições para o diálogo.” Ao ser indagado se ele era a favor do “capote” (preservativo) ou “abstinência”, o Cardeal respondeu: “Eu sou a favor do Amor.” Depois da Missa, Sua Eminência convidou uma delegação de sete manifestantes para a arquidiocese para um “diálogo respeitoso”, “em uma atmosfera cordial e relaxada”, segundo uma fonte próxima da arquidiocese. Tradução: T. M. Freixinho – Fonte: Rorate-Caeli.

Bispos Mexicanos para a Alemanha.

México. (Kreuz.net) A Conferência dos Bispos Mexicanos saudou o levantamento das excomunhões contra os quatro Bispos Lefebvristas em uma resposta à carta do Papa de 10 de março sobre a Fraternidade. Os bispos mexicanos asseguram ao Santo Padre suas orações, solidariedade e comunhão. Eles lamentam “as reações injustas e inapropriadas ao gesto de misericórdia do Santo Padre”. A revista mensal americana dos lefebvristas indaga se os bispos mexicanos também poderiam ser nomeados para a Alemanha. Tradução: T. M. Freixinho

Pe. Lombardi: Adeus, Good-Bye, Adiós, Adieu…

federico-lombardiAndrea Bevilcqua, em Italia Oggi: “[Padre Federico Lombardi] será convidado nos próximos meses a deixar a direção da Sala de Imprensa Vaticana”. Paolo Rodari diz que a despedida pode se dar logo após a visita do Papa à Terra Santa.

Mons. Salvatore Cordileone, novo arcebispo de Oakland (EUA).

Mons. CordileoneLe Forum Catholique – Bento XVI com efeito nomeou, no último dia 23 de março, Mons. Salvatore Cordileone (Salvador Coração de Leão!), até então bispo auxiliar de San Diego (Califórnia, foi ordenado bispo em 2002), à cabeça desta importante diocese californiana (406 947 católicos, 433 padres, 12 diáconos permanentes e 843 religiosos, segundo as últimas estatísticas).

Mons. CordileoneO novo prelado, jovem (tem 52 anos), aparentemente atencioso e voluntário (fotografia), foi ordenado padre em 1982. Doutor em direito canônico, foi membro do Tribunal Supremo da Assinatura Apostólica (de 1995 até 2002) cujo atual prefeito, o arcebispo Raymond Burke, é um dos seus grandes amigos… Este infatigável defensor da vida e vibrante promotor da “Proposição 8” (este referendo venceu visando proibir o “casamento” homossexual na Califórnia) é também, e isso é menos conhecido, um ardente partidário da “forma extraordinária” da liturgia que celebra e promove.

Bispos Americanos – Reiki: Superstição.

Numa das raríssimas atuações das Comissões para Doutrina da Fé das Conferências Episcopais, os bispos americanos condenaram como superstição o Reiki, cuja prática já havia se espalhado em casas de repouso católicas nos Estados Unidos, nos seguintes termos:  “Em termos de cuidado com a saúde espiritual, há perigos importantes. Ao usar o Reiki se teria que aceitar no mínimo de  maneira implícita elementos centrais de uma visão de mundo que sustenta a teoria Reiki, elementos que não pertencem à fé cristã nem à ciência natural. […] um católico que põe sua confiança no Reiki operaria no domínio da superstição […]. É responsabilidade de todos que ensinam em nome da Igreja eliminar tal ignorância o máximo possível.