Folhetos da CNBB Sul 1 são apreendidos em gráfica. Dom Bergonzini ameaçado de morte.

Do blog “Vida sim, Aborto não!“:

Bispos da CNBB são ameaçados de morte por causa de um panfleto

 

Imprima e distribua, hoje mesmo, os panfletos mais polêmicos do Brasil: clique na imagem para o download.

Imprima e distribua, hoje mesmo, os panfletos mais polêmicos do Brasil: clique na imagem para o download.

 

1,1 milhão de panfletos pró-vida da CNBB Sul 1 foram apreendidos, ontem, no Cambuci, em São Paulo, pela Polícia Federal, após pedido do PT encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral. O conteúdo dos panfletos: a carta dos bispos católicos (o presidente, o vice-presidente e secretário-geral do Regional Sul 1 da CNBB) denunciando tudo o que o PT já fez para tentar legalizar o aborto no Brasil.

Pela denúncia os bispos católicos foram ameaçados de morte. É o que testemunha o bispo de Guarulhos/SP, Dom Luiz Bergonzini em carta publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, domingo: “É algo muito grave e inadmissível. Anteriormente, recebi uma carta anônima com velada ameaça à minha vida, que já está nas mãos da polícia.”

Também ameaçado, o presidente da CNBB Sul 1, Dom Nelson Westrupp, bispo de Santo André/SP, reuniu-se com os bispos de São Paulo que participam da 32ª Assembleia das Igrejas Particulares do Regional Sul 1 e afirmou em nota: “o Regional Sul 1 da CNBB desaprova a instrumentalização de suas Declarações e Notas e enfatiza que não patrocina a impressão e a difusão de folhetos a favor ou contra candidatos“.

Isso aconteceu no mesmo sábado em que os militantes do PT organizaram uma abordagem à gráfica do Cambuci na qual estavam sendo impressos os panfletos da CNBB Sul 1, como foi divulgado por reportagem da Rede Record. Os petistas organizaram a abordagem à gráfica também pelo twitter:

 

 

 

Quem ameaça os bispos católicos? Provavelmente alguém que não quer que a divulgação dos panfletos pró-vida continue.

Mas, apesar das ameaças, o vice-presidente do Regional Sul 1 da CNBB, dom Benedito Beni dos Santos, o bispo da Canção Nova, avisa que a divulgação dos panfletos – iguais aos apreendidos pela Polícia Federal – vai continuar: “Distribuímos para 31 paróquias da diocese [de Lorena] e continuamos distribuindo no segundo turno. Estamos sendo fiéis ao que o representativo do Regional 1 pediu“.

 

27 Responses to “Folhetos da CNBB Sul 1 são apreendidos em gráfica. Dom Bergonzini ameaçado de morte.”

  1. Deus guarde os Bispos fiéis… Que não têm medo e não renderão culto ao ídolo moderno, ainda que lhes ameacem a vida.

  2. “Zombam da Fé os insesatos,
    Erguem-se em vão contra o Senhor”

  3. Vi, li e reli dezenas de vezes por fóruns na rede, sites, blogs e mesmo aqui no FRATRES (no que se refere a alguns comentadores) muitos católicos exaltando, cantando apaixonados discursos, comentários etc, a memória de Lepanto, Vendéia e Cristeros. Espero que seja mais do que retórica da web, porque é hora de todos nós imprimirmos esses panfletos e distribuirmos. O mal nos dá uma aula de organização e mobilização e nós assistimos. Invés de irmos pra rua ficamos na web gastando bytes e caracteres e a militância dos companheiros nas ruas fazendo o estrago.

  4. Dom Vilson, Dom Demétrio e toda uma caterva que só pode ter saído dos infernos, não são sacerdotes do Altíssimo, mas sim servidores do baixíssimo, ou seja satanás!
    Descarga neles!!!

  5. PT vira milícia chavista e constrange dono de gráfica. É a venezuelização do Brasil.

    É inacreditável! PT vira milícia chavista e constrange empresário que está exercendo o seu trabalho, produzindo material para a Igreja Católica. O que o PT tem a ver com isso? É o fim da democracia, senhores e senhoras. Vamos varrer esta corja do Brasil.

    http://coturnonoturno.blogspot.com/2010/10/pt-vira-milicia-chavista-e-constrange.html

  6. Pessoal,

    Os militantes do PT indo lá para “desmascarar” bispos e nós aqui parados…é vergonhoso.

    Vamos nos reunir para defender o Bispo???

  7. Se os bispos recuarem, o farão porque estão negociando com o diabo. Não pode haver acordo ou consenso entre os dois lados tendo-se como moeda de troca os princípios fundamentais do do “éthos” cristão. Que o Senhor se apiede de nós.

  8. Eduardo, a internet tem e vc sabe disso, um poder de formação de opiniões que servem tanto ou mais do que a militância boca à boca. Todos nós que temos blogues estamos empenhados em denunciar a vergonha instalada nesse país pela corja petista e pelos bispos seus aliados. Nossos nomes estão lá em nossos sites, disponíveis para qualquer um ver, não é um trabalho anônimo.
    Não se trata de “retórica de web”, mas sim da instrumentalização desse veículo de informação e formação para a defesa da religião, da justiça e da liberdade à vida e de expressão.
    Estamos tentando fazer a nossa parte denunciando.

  9. Típico de COMUNISTA quer de mitra (ou cocar) quer sem. Não nos esqueçamos o príncipe dos comunistas é mentiroso e nunca se firmou na verdade e quando mente fala do que lhe é próprio, pois é mentiroso e pai da mentira. Veio para matar, roubar e destruir.

  10. Depois do recua lamentável da Regional Sul 1 da CNBB (ver texto abaixo) eu que já havia recebido numa paróquia de Fortaleza e reproduzido algumas copias para entregar na missa de ontem em minha paróquia, já que esta distribuiu após a missa do sábado o texto do frei Betto “Dilma é cristã” resolvi descartá-los. Os bispos tiraram agora o corpo fora. Afirmaram que não autorizam a reprodução e distribuição dos panfletos

    “Declaração do Regional Sul da CNBB sobre as eleições
    Dom, 17 de Outubro de 2010 08:23

    Os bispos do Regional Sul 1 da CNBB (estado de São Paulo) divulgaram na noite de ontem, 16, uma declaração esclarecendo sua posição em relação às eleições. Os bispos estão renidos em Itaici, município de Indaiatuba (SP), na 32ª Assembleia das

    Igrejas Particulares do Regional Sul 1.

    DECLARAÇÃO SOBRE AS ELEIÇÕES

    Os bispos católicos do Regional Sul 1 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), do Estado de São Paulo, em sintonia com a DECLARAÇÃO SOBRE O MOMENTO POLITICO NACIONAL, da 48ª Assembleia Geral da Conferência (Brasília, maio de 2010), esclarecem que não indicam nem vetam candidatos ou partidos e respeitam a decisão livre e autônoma de cada eleitor.

    O Regional Sul 1 da CNBB desaprova a instrumentalização de suas Declarações e Notas e enfatiza que não patrocina a impressão e a difusão de folhetos a favor ou contra candidatos.

    Reafirma, outrossim, as orientações quanto a critérios e princípios gerais a serem levados em conta no discernimento sobre o momento político, já oferecidos pela 73ª Assembleia Geral do Regional Sul 1 (Aparecida, junho de 2010), expressos na Nota VOTAR BEM.

    Recomenda, enfim, a análise serena e objetiva das propostas de partidos e candidatos, para que as eleições consolidem o processo democrático, o pleno respeito aos direitos humanos, a justiça social, a solidariedade e a paz entre todos os brasileiros.

    Indaiatuba (Itaici), SP, 16 de outubro de 2010.

    Dom Nelson Westrupp
    Presidente do Conselho Episcopal Regional Sul 1
    Se esta mesma não autoriza as distribuições dos panflestos e na nota não reforçou o que escreveram no antigo panfleto, nada mais resta a fazer, pelo menos amparado por bispos desta regional. Talvez seja preciso até que o PT ganhe para que o clero do Brasil se purifique e veja o mal que não pode evitar. Não estou torcendo pelo pior. Queira Deus que esta mulher faça pelo menos em relação a fé e a Igreja o que fez o Lula. No entanto o partido será maior do que ela não tenho duvidas.

  11. Ferreti, quero fazer uma denuncia grave aqui.

    Ontem, após a Missa das 19hrs foi feita panfletagem na porta da Matriz São José e Dores de Alfenas/MG. O panfleto era exatamente o manifesto pró-Dilma que a sinagoga de satanás do Brasil assinou. Podem pensar, “ah, é só um paróquia do interior”, mas não é! O pároco dessa Matriz é nada mais, nada menos que o Pe. Francisco dos Santos – Presidente do CNP (Conselho Nacional dos Presbíteros) o órgão da CNBB responsável por todos os Padres do país. E eu posso afirmar, com certeza, que ele é pró-Dilma, pois ele tem organizado reuniões em que “tenta” desmentir as posições pró-aborto da referida! Além de ter conseguido eleger um deputado do PT, as custas do povo do povo simples e enganado. Existe um movimento dentro da própria CNBB, de carater meramente político, apoiando essa senhora!

    Que a Virgem Santíssima tenha pena do nosso país!

  12. Prezado Francisco, muito oportunas as suas considerações.
    Uma possível vitória do PT seria para a CNBB, que o gerou e abençõou, a realização de um famoso dito de origem castelhana: “Cría cuervos y te quitarán los ojos”.

  13. Salve Maria !
    Olá Fratres in Unum.
    Estamos cutucando verdadeiros gangsters !!!

  14. Dom Bergonzini n corre risco de vida somente agora, ele vai correr maior risco de vida mesmo, se a comunista perder.

    **********************
    Eduardo Gregoriano, quantos folhetos vc já imprimiu?

    Quanto ao gasto da net – no meu caso- quem paga é meu marido.

    ***********************

    Onde estão os Católicos de Guarulhos? Pq n fazem ai na Catedral uma manisfetação com recitação do Rosário?

    *********** Trocando em miúdos e falando o português claro: Tô pra ver raça mais frouxa que a nossa! Vai ameaçar um líder muçulmano ou um pastor pra ver o que acontece.Mas Bispo pode ser ameaçado e morto pelas costas, aí o Vaticano emite uma nota de pesar e dor e, viva o ecumenismo de santidade! &¨%$$

  15. Ola!!
    Coloquei em meu blog um artigo muuito legal sobre a defesa da vida, peço que coloquem no blog, ele esta escrito de maneira clara e objetiva a realidade das eleições que estamos vivendo, levantando apenas o direito à vida!
    http://piscatoreshominum.blogspot.com/2010/10/reflexoes-acerca-do-recente-debate.html
    Obrigado!

  16. Eu não imprimi nenhum panfleto porque não tenho condições, mas um empresário de minha cidade me deu 3 mil cópias pra distribuir. Eu não quis afrontar ninguém, a minha crítica foi genérica e não específica a ninguém. Peço desculpa se passei essa impressão. E Erasmo, conheço a diocese de Guaxupé onde fica Alfenas. Parte do clero dela é simplesmente demoníaco.

  17. Não posso deixar de compartilhar como vocês este texto.

    Ludibriando os católicos

    Olavo de Carvalho
    Diário do Comércio, 18 de outubro de 2010

    Ao ver que ia perdendo o apoio da Igreja à sua protegida Dilma Roussef, cujo abortismo radical e persistente nem os desmentidos de última hora, nem as abjetas e blasfematórias encenações de fé católica da candidata puderam camuflar, o sr. Presidente da República, em desespero, decidiu recorrer ao crime eleitoral explícito: usando o Estado como instrumento de chantagem, ameaçou romper a concordata do governo brasileiro com o Vaticano caso o eleitorado católico se recuse a continuar sendo otário do PT, como o foi servilmente durante tantas décadas por obra e graça de comunistas vestidos de bispos.

    O próprio Lula, algum tempo atrás, reconheceu que devia sua carreira política ao eleitorado católico, que aqueles bispos e a mídia cúmplice haviam logrado enganar cinicamente, encobrindo o programa comunista e abortista do PT com a imagem beatificada e perfumada de “Lulinha Paz e Amor”.

    O fim da farsa, embora tardio e parcial, não só privou Dilma Roussef da anunciada vitória no primeiro turno, mas serviu para desmascarar a autoridade religiosa postiça de tantos sacerdotes e prelados que só entraram na carreira eclesiástica para aí realizar o programa estratégico de Antonio Gramsci: esvaziar a Igreja de todo o seu conteúdo espiritual e usá-la como dócil instrumento da política comunista. A Teologia da Libertação é o braço mais ativo desse programa e, como ninguém ignora, o catolicismo de Lula – e do PT em geral – é o da Teologia da Libertação. Não o de Nosso Senhor Jesus Cristo.

    Não deixa de ser útil lembrar que a Igreja, desde sua fundação, teve de lutar menos contra os seus inimigos ostensivos do que contra os seus falsificadores. Tal é, aliás, a definição de “heresia”, palavra que hoje tantos usam sem conhecer-lhe o significado: não qualquer doutrina anticatólica, ou não católica, e sim a falsa doutrina católica oferecida indevidamente em nome da Igreja. Lembrem-se disso quando algum professorzinho aparecer alardeando que a Igreja “perseguia doutrinas adversas”. Heresia não é divergência de idéias, é crime de fraude. Da Antigüidade até hoje, gnósticos, arianistas e tutti quanti jamais hesitaram em fingir-se de católicos para vender, sob roupagem inocente, as idéias mais opostas e hostis aos ensinamentos de Cristo. Com freqüência, obtiveram nesse empreendimento sucessos espetaculares, embora passageiros. Ainda no século XIX praticamente todos os seminários da França e da Alemanha ensinavam, com o nome de teologia católica, uma pasta confusa de idéias cartesianas, iluministas e românticas, na qual os jovens aprendizes, iludidos pelos prestígios intelectuais do dia, não enxergavam nada de maligno. Foi só a decisiva intervenção do Papa Leão XIII que acabou com a palhaçada, mediante a bula “Aeterni Patris” (1879), que restaurou o ensino da teologia católica tradicional. Se quiserem uma boa resenha desses fatos, leiam a obra em quatro volumes de Etienne Couvert, “De la Gnose à l’Ecumenisme” (Éditions de Chiré, 1989).

    No século XX, à medida que o movimento neotomista inaugurado por Leão XIII reconquistava o prestígio intelectual da Igreja, os eternos falsários abdicaram temporariamente da propaganda aberta e voltaram-se, em massa, para a estratégia da infiltração discreta, praticada em escala industrial a partir da década de 30 graças à iniciativa da KGB (leiam o depoimento de Bella Dodd em “School of Darkness”: há cópias circulando pela internet). Foi só em 1963, no Concílio Vaticano II, que, sentindo-se protegidos pela atmosfera de mudança, voltaram a vender impunemente, ao público geral, seus simulacros de cristianismo.

    A fundação do PT e toda a sua carreira de crimes inigualáveis não foram senão a extensão remota desses fatos a um país periférico. O PT sempre foi a encarnação viva de um catolicismo de fancaria, concebido para ludibriar os fiéis e induzi-los a trabalhar pelo avanço do comunismo.

    Não espanta que a própria entidade que personifica esse catolicismo ante o público seja, ela própria, uma fraude publicitária: a CNBB fala em nome da Igreja e posa, ante os fiéis, como expressão suma da autoridade eclesiástica, mas não é sequer uma entidade da Igreja, é uma simples sociedade civil sem lugar nem função na hierarquia católica. Os bispos, individualmente, têm autoridade para falar em nome da Igreja. A CNBB, não. Quando a CNBB repreende um bispo, ela falsifica e inverte a hierarquia. Está na hora de os fiéis, em massa, tomarem consciência disso.

    http://www.olavodecarvalho.org/semana/101018dc.html

  18. O jornal Estado de São Paulo colocou um áudio de Dom Benedito Beni dos Santos no qual ele defende o APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS e pede a sua ampla divulgação. Eu transcrevi o conteúdo do áudio abaixo.
    O site do audio é http://www.estadao.com.br/interatividade/Multimidia/ShowAudios.action?destaque.idGuidSelect=435D6F1A239F4498B8FBA6817A9D8E23

    Transcrição do áudio:

    Sou Dom Benedito Beni dos Santos, Bispo de Lorena. Estou gravando essa mensagem no dia 18 de outubro do presente ano. A Igreja do Brasil, há décadas, vem lutando em prol da defesa da família e do respeito a seus direitos. A mobilização contra a descriminalização e a legalização do aborto faz parte dessa luta.
    A questão do aborto tornou-se tema importante na campanha política em preparação para as eleições desse ano, primeiro e segundo turno. Além da CNBB nacional, assembléia e presidência, os bispos do estado de São Paulo chamaram a atenção sobre a importância do tema do aborto como parte da discussão em preparação para as eleições.
    Na assembléia ordinária do episcopado paulista, realizada entre os dias 29 e 30 de junho e primeiro de julho deste ano, aprovaram uma espécie de 10 mandamentos para votar bem, o terceiro mandamento diz o seguinte: “veja se os candidatos e seus partidos estão comprometidos com o respeito pleno pela vida humana desde a concepção até a morte natural”.
    No dia 26 de agosto deste ano, a Comissão Episcopal Representativa do Conselho Episcopal Sul 1 da CNBB, estado de São Paulo, emitiu uma nota em favor do APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS elaborado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1. Eis o teor da nota: “A Presidência e a Comissão Representativa dos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB, em sua reunião ordinária, tendo já dado orientações e critérios claros para VOTAR BEM, acolhem e recomendam a ampla difusão do APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS, elaborado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1”. Assinam a nota, Dom Nelson Westrupp, Presidente. Dom Benedito Beni dos Santos, Vice-presidente, Dom Airton José dos Santos, Secretário Geral.
    O APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS, cuja a difusão ampla é recomendada pelos bispos, cita fatos concretos em que o Governo Brasileiro e o Partido dos Trabalhadores propõem a descriminalização e a legalização do aborto, durante todo os nove meses da gravidez. Trata-se do substitutivo do PL-1135/91, apresentado pelo atual governo em 2005, e ainda tramitando no congresso.
    O APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS termina deste modo: “Recomendamos, encarecidamente, a todos os cidadãos e cidadãs brasileiros e brasileiras, dêem seu voto somente a candidatos e candidatas e partidos contrários a descriminalização do aborto”.
    Portanto, o APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS elaborado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 é um texto legítimo e não falso. Contém fatos e não boatos. É expressão legítima da cidadania democrática. O bispos do estado de são Paulo, reunidos em assembléia das igrejas neste 16 de outubro, fizeram um alerta com respeito a folhetos que estão sendo distribuídos sem a aprovação da legítima autoridade diocesana. Este não é o caso do APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS elaborado em vista do primeiro e do segundo turno das eleições.
    Na diocese de Lorena, estes folhetos continuam sendo distribuídos nas 31 paróquias. Não se trata de interesse partidário ou ideológico, mas a defesa da vida através de instrumentos legítimos da expressão da cidadania, e portanto de participação na promoção do bem comum da nação.
    As pessoas que estão divulgando o documento fizeram apenas o que nós bispos lhes pedimos. As informações do Apelo são fatos amplamente documentados. Contra fatos não há argumentos. Os fatos, pois, são a parte mais importante do Apelo. A sua divulgação é legítima. Esses fatos devem chegar ao conhecimento do povo e deve continuar a ser divulgados o mais amplamente possível. Recomendo isso sobretudo a diocese de Lorena que presido.

    Dom Benedito Beni dos Santos
    Bispo de Lorena

    18 de outubro de 2010.

    Fonte: http://www.estadao.com.br/interatividade/Multimidia/ShowAudios.action?destaque.idGuidSelect=435D6F1A239F4498B8FBA6817A9D8E23

  19. Ana
    Não tirei. Infelizmente não tenho câmera.

    Eduardo Gregoriano
    Sim, é.

  20. Sejamos Crsiteiros nessa hora?
    : lutemos por Nosso Senhor Jesus Cristo!

  21. Dom Beni: Declaração sobre o Apelo aos Brasileiros – 18 out. 2010

  22. Dom Beni me surpreende. Só n entendo o pq n mete os pés apostólicos no celeiro de heresias. Deveria calçar a bota da ROTA e seria uma bicuda só! kkkkk

  23. Erasmo que pena, queria colocar no Sucessão as fotos.

Trackbacks