Archive for ‘Igreja’

17 setembro, 2014

Declaração do pe. Berardo Graz, coordenador da Comissão em Defesa da Vida do Sul 1 da CNBB.

Em mensagem dirigida à redação de Fratres in Unum.com e ao senhor bispo Dom Simão, Padre Berardo Graz presta esclarecimento sobre o folheto “Em defesa da vida ou a favor do Aborto?” divulgado pela comissão da qual é coordenador. De boa vontade atendemos à solicitação do Reverendíssimo sacerdote de excluir um dos signatários do folheto, bem como damos a conhecer abaixo a íntegra de sua mensagem.

Como Coordenador da Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB, VENHO A PÚBLICO  para esclarecer e por fim à celeuma ocasionada pela assinatura do Prof. Hermes Rodrigues Nery no Folheto elaborado pela Comissão: “Eleições 2014: em Defesa da Vida ou a Favor do Aborto”.

01) O Prof. Hermes Rodrigues Nery é de fato o coordenador da Comissão Diocesana em Defesa da Vida de Taubaté e membro desde sua criação da Comissão Regional, por isso a assinatura dele no Folheto em questão.

02) O Prof. Hermes é também candidato a Deputado Federal

03) O Folheto “Eleições 2014: em Defesa da Vida ou a Favor do Aborto” não tem nenhuma conotação de propaganda eleitoral. Trata-se de um texto para reflexão a partir de fatos concretos. Aliás a Comissão Regional em Defesa da Vida não tem caráter partidário e sim eclesial, sendo uma Comissão Episcopal com Dom Benedito Simão como Presidente, nomeado pelos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB. Não tendo caráter partidário a Comissão não faz propaganda par nenhum candidato, incentivando porém os cristãos leigos a assumirem sua militância partidária dentro da fidelidade à Igreja e seu Magistério.

04) Tendo consultado seja Dom José Benedito Simão como os demais membros da Coordenação, DETERMINAMOS que a partir da data hodierna sejam retirados todos os exemplares do Folheto, que trazem a assinatura do Prof. Hermes, e sejam divulgados somente os exemplares sem a assinatura dele.

Da mesma forma pedimos que sejam retirados dos sites, onde foi publicado o Folheto, os exemplares com a assinatura do Prof. Hermes e sejam publicados somente os exemplares sem a assinatura dele.

05) As associações que não aderirem a esta determinação arcarão diretamente com as consequências da justiça eleitoral e sem dúvida  não estarão ajudando nem a Defesa da Vida, nem o Prof. Hermes, que aderiu serenamente a esta determinação.

Pe. Berardo Graz

Coordenador da Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1,

Presidida por Dom José Bendito Simão, Bispo de Assis – SP

16 setembro, 2014

Summorum Pontificum no Brasil: Santa Missa em São Carlos, SP.

Celebrante: Pe. Renato Arnellas Coelho
Domingo, 21 de setembro de 2014.
Horário: 11h.
Local: Santuário de Adoração São Pio X
Av. José Pereira Lopes, 386. São Carlos–SP
(ao lado do Seminário diocesano)
Mapa

Divulgação realizada a pedido do leitor Miguel Frasson.

13 setembro, 2014

Foto da semana.

“… Felizes sois vós quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por causa de Mim. Alegrai-vos e exultai, porque é grande a vossa recompensa nos céus…”

(Evangelho segundo São Mateus Apóstolo, cap. 5,vers. 10-12)

foto

Maaloula, Aleppo, Mosul, Qaraqosh… Enclaves católicos sujeitos ao silêncio e à indiferença, sob o preço da dessacralização sistemática e do martírio de sangue. Longe dos interesses dos poderosos deste mundo, a verdadeira Igreja chora no Iraque e na Síria – assim como na na Nigéria, no Egito, no Líbano e na Líbia.

Ah, se os poderosos dessem ouvido ao que disse, no século XIV, o imperador bizantino Manuel Palaiologus a um emissário persa (muçulmano), como lembrado pelo Papa Emérito Bento XVI em Regensburg:

“Mostre-me o que Maomé trouxe de novo… E aí você encontrará apenas coisas más e desumanas, como o comando de espalhar pela espada a fé que ele pregou”

E ainda nos pedem o diálogo e a “paz”?

“… Mas vós, Senhor Deus, tratai-me segundo a honra de vosso nome. Salvai-me em nome de vossa benigna misericórdia, porque sou pobre e miserável; trago, dentro de mim, um coração ferido.

Vou-me extinguindo como a sombra da tarde que declina, sou levado para longe como o gafanhoto.

Vacilam-me os joelhos à força de jejuar, e meu corpo se definha de magreza.

Fizeram-me objeto de escárnio, abanam a cabeça ao me ver.

Ajudai-me, Senhor, meu Deus. Salvai-me segundo a vossa misericórdia.

Que reconheçam aqui a vossa mão, e saibam que fostes vós que assim fizestes.

Enquanto amaldiçoam, abençoai-me. Sejam confundidos os que se insurgem contra mim, e que vosso servo seja cumulado de alegria…”

(Livro dos Salmos, cap. 108, vers. 21-28)

Tags:
8 setembro, 2014

Cansados de serem vítimas, Cristãos iraquianos se armam contra o ISIS.

“Falar de Jesus e da Paz não é suficiente”. 

Por Minuto Digital | Tradução: Fratres in Unum.com – Cansados de ser sacrificados como cordeiros e perseguidos no local que foi sua casa por 2 mil anos, alguns grupos Cristãos no norte do Iraque decidiram tomar as armas para se defender do terror do ISIS.

Henry Sarkis, de 44 anos, membro do Partido Patriótico Assírio, que é uma das organizações políticas assírias no Iraque, disse à National Geographic que seu partido armou e enviou 40 de seus membros para se unirem à Peshmerga, a força de segurança oficial do Curdistão, na luta contra o ISIS no nordoeste do Iraque.

“Estamos sendo assassinados em nossos lares, porque não nos defendermos? Então, mesmo se morrermos, morreremos com dignidade”, afirma Sarkis. “Nós não queríamos chegar a este ponto”.

Os Cristãos representam menos de 1% da população do Iraque e seu número diminuiu de cerca de 1,5 milhão em 2003 para 500 mil nos dias de hoje.

Tags:
28 agosto, 2014

Cañizares a Valencia. E quem virá para o Culto Divino?

Anunciada hoje a nomeação do Cardeal Cañizares Llovera, então prefeito da Congregação para o Culto Divino, como novo arcebispo de Valencia.

Esperamos agora seu sucessor. E que não seja o velho Marini…

24 agosto, 2014

Foto da semana.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um mar de véus cobre as dignas cristãs sul-coreanas na Santa Missa celebrada pelo Papa Francisco por conta de sua visita ao país asiático, no último final de semana. Um mar de pitorescas, diriam alguns.

22 agosto, 2014

“Houve um equívoco no artigo de J. Lisboa…”

Divulgamos abaixo a mensagem recebida de Arlene Denise Bacarji acerca do artigo “Impostores no Ministério da Ordem” de Adital, que publicamos aqui. Arlene alega que a confusão foi feita pelo autor do artigo, o ex-padre José Lisboa Moreira de Oliveira, que teria selecionado partes isoladas de seu livro “A impostura no Ministério da Ordem. Transtornos de personalidade e perversão no Clero à luz da psicanálise e da psiquiatria”, sem mostrar trechos nos quais a autora salientava a importância daquilo que ele, José Lisboa, deprecia. Ou seja, ele teria se servido da autora apenas naquilo que lhe interessava para defender as suas opiniões — praxe dos teólogos da libertação. Agradecemos à Sra. Arlene pela disponibilidade em apresentar suas justificativas. Nossa equipe do Fratres in Unum procura sempre comunicar a verdade, leal e honestamente.

* * * 

Por Arlene Denise Bacarji

Olá, boa tarde a todos! A paz de Cristo.

Meu nome é Arlene Denise Bacarji, a autora mencionada pelo artigo do autor J. Lisboa. Penso que está havendo um mal entendido muito grande com relação ao livro que já encaminhei inclusive a muitos bispos para que tenham conhecimento. Houve um equívoco no artigo de J. Lisboa no sentido de dar a impressão de que o livro é contra o Ministério da Ordem, o qual respeito muito e desejo profundamente que seja cada vez mais digno de sua missão, e principalmente em respeito a Santa Eucaristia.

Amo a Igreja Católica Apostólica Romana e dei minha vida por ela e ainda dou. Escrevi um livro cujo titulo é citado pelo autor, para esclarecer o porque tem acontecido na Igreja de Cristo coisas como o Lobby gay, problemas no banco do Vaticano, escandalos de pedofilia e de homossexualidade, e outras coisas mais que profanam o sagrado, profanam a fe católica e colocam os católicos em profunda provação. O livro foi escrito com bases na psiquiatria e na psicanálise mostrando o porquê estas pessoas entram na Igreja. Quando mencionei a questão do uso de vestes como a batina, o clergyman, quando falei do celibato e da hierarquia, expliquei que estas coisas tem seu profundo valor e sentido, mas que são alvo de pessoas que têm essas patologias que estudo e mostro para delas fazerem mal uso, inclusive de profaná-las.

Peço, por favor, que não me julguem sem antes lerem o meu livro que vai sair em segunda edição. Pois lá vocês verão que ao contrário, foi o meu zelo pela Igreja de Cristo que fez com que eu o escrevesse e que nada tem nele que possa ir contra a Igreja e contra o clero e a existência deste, mas apenas explico as características de pessoas à luz da ciência, que infelizmente entram no ministério da ordem para profaná-lo e não para servir verdadeiramente a Cristo, ao reino e à Igreja.

O objetivo foi justamente o contrário, defender o clero da imagem negativa que pessoas adoentadas tem passado a sociedade em geral. Quero preservar a imagem da Igreja perante o povo de Deus, e mostro que a falta de testemunho de padres com transtornos de personalidade e perversões (que é uma minoria, mas que faz um grande estrago na Igreja), tem que ser impedida pelos formadores e bispos em geral.

Por favor, me encaminhem um endereço para que eu envie-lhe um exemplar. Os trechos foram deslocados do livro para o artigo, talvez por questões metodológicas, mas só para citar um exemplo, antes de eu dizer no livro que pessoas com perversões sexuais são atraídas pelo celibato, eu faço um parágrafo inteiro descrevendo o valor do celibato para quem quer servir com exclusividade, para a sublimação etc. Este parágrafo não foi exposto no artigo. Por isso peço que tenham prudência antes acusarem a mim. Pois sou de Deus, dou minha vida por Ele , pela sua Igreja, e minha vida tem sido de luta para que a Igreja toda possa dar o testemunho que arrasta mais do que as palavras.

Deus abençoe a todos.

Arlene

ATUALIZAÇÃO: 23 de agosto de 2014, às 21:06

Recebemos da Dra. Arlene:

Gostaria imensamente de agradecer a publicação de minha defesa. Obrigada, que Deus os abençoe muito e que o vosso amor pela verdade sempre possa iluminá-los nos vossos trabalhos.

Caso queiram, devo publicar uma segunda edição do livro, nesta edição próxima colocarei antídotos mais fortes para que estes tipos de mal-entendidos não venham a ocorrer , pois isso seria muito injusto comigo uma vez que sofro e sofri tanto, dei e dou minha vida por amor a Igreja de Cristo, sua Esposa e Povo de Deus.

Obrigada e que Deus vos pague.

Arlene

Tags:
16 agosto, 2014

Foto da semana.

16780247

Se receamos ir diretamente a Jesus Cristo, nosso Deus, por causa da sua grandeza infinita, ou da nossa miséria, ou ainda dos nossos pecados, imploremos ousadamente o auxílio e a intercessão de Maria, nossa mãe. Ela é boa e terna; nada tem de austero ou de repulsivo, nada de demasiado sublime e brilhante. Contemplando-a, vemos a nossa própria natureza.

Ela não é o Sol, que pela vivacidade dos seus raios poderia cegar-nos por causa da nossa fraqueza. Ela é bela e doce como a Lua (Ct 6, 9), que recebe a luz do Sol e a abranda a fim de adaptá-la à nossa pequenez. É tão caridosa que não repele nenhum dos que pedem a sua intercessão, por mais pecador que seja. Pois, como dizem os santos, desde que o mundo é mundo, nunca se ouviu dizer que alguém que tenha recorrido à Santíssima Virgem, com confiança e perseverança, tenha sido por Ela desamparado.

São Luis Maria Grignon de Monfort, Tratado da Verdadeira Devoção.

Na imagem, de 10 de agosto de 2014, o fenômeno conhecido como Superlua se apresenta ao fundo da Igreja Nossa Senhora da Penha, no Rio de Janeiro.

Tags:
16 agosto, 2014

Diocese de Ciudad del Este – Resumo explicativo da Visitação Apostólica.

Por Diocese de Ciudad del Este | Tradução: Fratres in Unum.com

A Visita Apostólica

Oficialmente, o Núncio Apostólico em Paraguai avisou em conferência de imprensa aos 2 de julho de 2014 que a Diocese de Ciudad del Este receberia uma iminente Visita Apostólica «a fim de lhe oferecer uma assistência para o bem daquela Igreja particular». Oficiosamente, os meios de comunicação disseram que se tratava de uma verdadeira «intervenção na Diocese», isto é, de um processo que culminaria ou com a renúncia ou com a destituição de nosso Bispo e com o fim da obra que vem concretizando.

Apresentamos agora um resumo explicativo que sublinha os pontos desta conjuntura com seus fatos e documentos probatórios. Fazemo-lo no estilo plano e direto do Povo de Deus, e com a honestidade e transparência a que nos tem habituado D. Rogelio.

15 agosto, 2014

Foederis Arca.

Ouvimos na primeira leitura: “Abriu-se o Santuário de Deus que está no céu e apareceu no Santuário a arca da sua Aliança” (Apocalipse, 11, 19). Qual é o significado da arca? O que se apresenta? Para o Antigo Testamento, ela é o símbolo da presença de Deus no meio de seu povo. Mas, agora, o símbolo deu lugar à realidade. Assim, o Novo Testamento nos diz que a verdadeira Arca da Aliança é uma pessoa viva e concreta: é a Virgem Maria. Deus não habita em um móvel, Deus habita em uma pessoa, um coração: Maria, aquela que trouxe em seu seio o Filho eterno de Deus feito homem, Jesus, nosso Senhor e Salvador. Na Arca — como sabemos — foram conservadas as duas tábuas da lei de Moisés, que expressavam a vontade de Deus em manter a aliança com o seu povo, indicando-lhe as condições para ser fiel à aliança de Deus, para se conformar à vontade de Deus e, assim, também, à nossa verdade profunda. Maria é a Arca da Aliança, pois acolheu Jesus em si; acolheu em si a Palavra viva, todo o conteúdo da vontade de Deus, da verdade de Deus; acolheu em si Aquele que é a nova e eterna aliança, culminada com a oferta de seu corpo e sangue: corpo e sangue recebidos de Maria. Com razão, pois, a piedade cristã, nas ladainhas em honra a Nossa Senhora, volta-se a Ela, invocando-a como Foederis Arca, ou seja, “Arca da Aliança”, arca da presença de Deus, arca da aliança do amor que Deus quis contrair de modo definitivo com toda a humanidade em Cristo.

[...]

Nesta Solenidade da Assunção, olhemos para Maria: Ela nos abre à esperança, a um futuro cheio de alegria, e nos ensina o caminho para atingi-lo: acolher, na fé, o seu Filho; não perder jamais a amizade com Ele, mas se deixar iluminar e guiar por sua palavra; segui-lo todos os dias, mesmo nos momentos em que sentimos que nossas cruzes se tornam pesadas. Maria, a Arca da Aliança, que está no santuário do céu, nos indica com luminosa clareza que estamos caminhando para nosso verdadeiro lar, a comunhão de alegria e de paz com Deus. Amém!

Do sermão do Santo Padre, o Papa Bento XVI, na Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, 15 de agosto de 2011.

Tradução: Fratres in Unum.com

Tags: